Air New Zeland: “Camas” nos Ares, Mas na Econômica

26 de January de 2010 | Por | 3 Comentários More

Muitos de vocês  já ouviram falar das suítes que a Emirates e a Singapore Airlines instalaram na Primeira Classe de alguma de suas aeronaves. Miniquartos de luxo, com direito a frigobar, telas de LCD de tamanho generoso e portas para maior privacidade.

Na executiva, as poltronas que reclinam 180% e paralelas aos solo têm se tornado um padrão nas companhias de ponta e algumas adicionam algum tipo de anteparo dando alguma privacidade ao passageiro.

Mas na econômica, fora o lançamento das econômicas plus, ou turbinadas, o aperto está tomando conta.

Não é que a Air New Zeland está prometendo algo novo nos seus próximos B777-300 que vão fazer vôos de longa distância a partir de novembro. Ela venderá as primeira 11 fileiras da econômica  (dispostas nas forma de 3+3+3) ao preço de duas passagens e meia (preço pago pelo conjunto de assentos e não por pessoa), mas com direito a transformá-la em uma “cama” para dois adultos. Os valores só serão revelados em abril. O Skycouch (nome semelhante ao da revista de bordo da Air China), como vai ser chamado esse serviço,  foca em casais ou famílias como potenciais usuários do serviço. Será oferecido inicialmente em alguns vôos na rota Auckland/Los Angeles e depois em abril de 2011 nas aeronaves que fazem a rota Auckland/Los Angeles/Londres.

Essas primeiras 11 fileiras possuirão assentos munidos de apoios de pernas que poderão ser elevados até o nível do assento formando uma base que em conjunto com os assentos propriamente ditos serão recobertos por um colchonete fino (já que o assento não é plano) e três almofadas de forma a acomodar seus ocupantes deitados. Coisa mais para acampamento que suíte de primeira classe, mas não deixa de ser uma boa inovação.

Não sei como será equacionado o problema dos cintos de segurança, mas a idéia parece interessante e pode aumentar inclusive a venda de assentos no meio das aeronaves que costumam ser os menos procurados. Ela vai fazer ainda algumas alterações na Executiva e na Premium Economy.

Gostou, quer saber mais? Então leia aqui no Crankflyier mais informações. Eles foram convidados a conhecer o novo interior.

A Air NewZeland é uma das cias que estão na minha lista para serem voadas.  Não apenas por voar para as Ilhas Cook, mas também por fazer a rota Aucland/Los Angeles/Londres/Hong Kong/Auckland que muito me interessa.

Tags: ,

Category: Cias Aéreas

Comentários (3)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Ed says:

    No video o espaço da “cama” parece muito apertado apra dois adultos (isso sem contar mais uma criança…). O legal é a empresa ter tentado fazer algo novo e bom para o passageiro nesses tempos de lata de sardinhas econômicas…

    Responder

  2. Aline says:

    Mais um post superinteressante!
    Realmente a Air NZ é pioneira em vários assuntos (ou já esqueceram do povo pelado nos vídeos de instruções de segurança? rs) e tem o melhor atendimento da Oceania. Mas essa cama, sei não…. Acho que não vai caber confortavelmente 2 adultos e uma criança deitados. Além disso, se esses assentos estiverem vazios, quero ver os comissários retirar alguém de lá que saiu do assento original (mais barato) na surdina para uma dessas camas – que custam mais caro.
    Falando em assentos premium, a Emirates (ó eu vendendo o meu peixe, hehehe) deve mudar os assentos da Executiva no futuro (talvez não tão próximo, mas está nos planos), devido aos feedbacks negativos dos passageiros sobre o mini-bar embutido ao lado do assento que rouba espaço e não é refrigerado. Mas convenhamos, se você tem um lounge com sofá para 6 pessoas, mais dois balcões ou pode apertar o call bell e receber no assento a bebida (gelada ou quente) que quiser, por que diabos vai tomar um Perrier quente?

    Responder

  3. Ernesto says:

    Um ótimo post, e é a primeria noticia que eu vejo em muito tempo de uma viagem mais decente!

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.