Alugando Carro em Playa del Carmen e Cancun: Finalmente Uma Boa Experiência com a Avis Fora dos EUA

18 de July de 2011 | Por | 13 Comentários More

Já fiz outro post relatando minha experiência com a Avis e Budget (fazem parte do mesmo grupo) no passado e definitivamente não dava sorte com elas no Brasil. Mesmo com um pé a trás pelas experiências anteriores, acabei decidindo alugar um carro na Riviera Maya (Cancun, Playa Del Carmen e região) com a Avis e dessa vez não me arrependi.

Gosto muito da opção de ter um carro à disposição para poder fazer meus passeios dentro do meu tempo pessoal. A decisão de alugar um carro na Riviera Maya me parecia óbvia.

Porém depois de tanto ler sobre problemas relacionados ao aluguel de carro no México, acabei ficando receoso.

O primeiro fato é que a maioria das locadoras oferece apenas seguro parcial do veículo (que muitas vezes não cobrem vidros, retrovisores ou faróis…), o que me obrigaria a acabar desembolsando um bom montante em caso de acidente mesmo tendo contratado esse tipo de serviço, que muitas vezes dobra ou triplica o valor da baixa tarifa diária cobrada lá.

Junta-se a isso o fato de algumas estradas de acesso a alguns sítios turísticos serem de terra ou cascalho, facilitando que aconteçam pequenas morsas na lataria ou trincas em vidros. Quando não se adquire o seguro total, muitas locadoras tendem a ser muito mais rigorosas na inspeção de devolução do carro (coisa que não são ao entregar o carro a você), o que acaba gerando um estresse desnecessário para que viaja tanto na hora de receber o carro (fotografar ou documentar todo e qualquer defeito) com na devolução do mesmo. Se já sofri com isso aqui no Brasil,  fiquei imaginando como seria no México, ainda mais porque uma das opções seria receber o carro no período noturno.

Apesar de ter um cartão de crédito que cobre danos no meu veículo alugado em caso de colisão (não cobre terceiros), não tenho coragem de usá-lo em países onde as instituições em geral sejam menos confiáveis. Assim, prefiro a cobertura da locadora nesses locais.

O México infelizmente vive um momento descrédito em suas forças oficiais e existem muitos relatos de pedido de propinas por autoridades policias de motoristas que por acaso acabam cometendo algum erro. Eu não vou para a casa dos outros para ultrapassar velocidade e muito menos dirigir alcoolizado, mas erros acontecem.

Decidi então que pelas razões acima não alugaria um veículo por todo o tempo em que ficaria na Riviera Maya. Alugaria apenas para fazer meus passeios próximos a Playa Del Carmen e depois para me deslocar de volta a Cancun aonde ficaria outros dias sem carro.

Depois de pesquisar muito, vi que apenas a Avis oferecia seguro total (LDW), sem franquia alguma e que cobria inclusive vidros. Fiz minha reserva para pegar o carro na Plaza Playacar, um pequeno shopping em Playacar localizado ao lado do hotel onde fiquei hospedado e para devolver em Cancun no Dreams Cancun, hotel ao lado do qual me hospedaria.

Fiz a reserva pelo site mexicano da Avis, para ter uma idéia dos valores cobrados em pesos mexicanos. Tentei, mas não consegui fazer o pré-pagamento no Brasil via central brasileira, que alegava que a tarifa não permitia pré-pagamento. Durante minhas pesquisas, li sobre uma prática de algumas locadoras mexicanas de usar uma taxa de conversão menos favorável ao converter reservas cotadas em dólares americanos em pesos. Para maior proteção, já tinha minha reserva cotada em pesos.

O atendente da pequeníssima loja do centro comercial Playacar foi extremamente atencioso. Fez questão de explicar todo o processo nos mínimos detalhes e confirmar se eu tinha entendido tudo. Como o carro seria entregue em um local diferente de onde foi alugado, ele acabou envolvendo uma autorização em branco em uma daquelas maquininhas de cartões antigas (movidas a carbono), o que gera sempre desconfiança. O atendente pediu muitas desculpas por esse incomodo, mas tentou na medida do possível me dar cópia de tudo que ele fez e me pediu para assinar a fim de me dar mais segurança.

O processo foi rápido e acabei levando um upgrade de carro mecânico para automático  (cujo aluguel é bem mais caro no México) e um carro bem novo e limpo.

Fiz meus passeios, aproveitei o outro dia para passear na Zona Hoteleira e depois visitar um Walmart no Centro de Cancun.

Devolvi o carro no posto do hotel Dreans. Aqui o único deslize da Avis. O agente que trabalha dentro do hotel não tinha sido informado de que eu devolveria o carro lá (apesar da minha reserva conter essa informação) e ele foi chamado quando já estava saindo do hotel ao fim do seu expediente. Mas ele foi muito educado, pediu desculpas e entrou em contato com a Avis de Playa Del Carmen para fechar o contrato na minha frente.

O serviço da Avis mexicana segue o padrão da matriz americana, coisa que não vi acontecer no Brasil. Gostei muito, apesar da decisão de alugar um carro ter sido tomada em meio de muito receio após vários textos que havia lido na Internet, principalmente no fórum do Tripavisor sobre o México.

Algumas dicas:

Dica 1: Não existem postos de gasolina dentro da Zona Hoteleira, assim ou você vai até mais próximo do centro para abastecer ou aluga já com o primeiro tanque já pago.

Dica 2: As principais estradas que ligam o Aeroporto à Cancun e ela a Playa Del Carmen, Akumal e Tulun estão duplicadas, sinalizadas e em bom estado de conservação. Se você vai dirigir, principalmente à noite, é muito comum ver várias barreiras policias nas estradas com homens armados (podem ser municipais, estaduais ou até mesmo do exército). Não vale a pena ultrapassar o limite de velocidade.

Dica 3: Alguns postos não aceitam cartões de crédito, assim troque dinheiro para pesos para poder pagar pelo abastecimento e não sofrer com o taxa de câmbio de alguns deles. Convém sair do veículo durante o abastecimento para conferir se a bomba foi zerada e entregar nota por nota na mão do frentista ao pagar pelo abastecimento. Há casos na internet de turistas ludibriados por alguns frentistas, principalmente em postos menores de estrada.

Tags: , ,

Category: Dicas de Viagem, México

Comentários (13)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Moises says:

    Ola Rodrigo,

    gostaria de aproveitar o teu relato para tirar uma dúvida. Não sei ao certo se você já tratou disso em outro tópico, mas, como não achei nada..
    Você já precisou (ou conhece alguém que precisou) acionar este seguro do cartão?
    O meu cartão oferece esta possibilidade, que poderia me economizar um bom dinheiro, já que os vários seguros são normalmente mais caros que o aluguel propriamente dito. No entanto, tenho sempre receio de usá-lo, por medo de algum problema.

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Eu já aluguei confiando nele, mas nunca usei. leia mais aqui sobre relatos:

    http://www.aquelapassagem.com.br/voce-ja-usou-algum-seguro-do-seu-cartao-de-credito/

    Responder

    Moisés respondeu:

    Obrigado Rodrigo,

    poucos relatos sobre o uso do seguro de carros, na verdade. Algumas experiências positivas e outras negativas…
    Tenno muito receio de ficar vulnerável no exterior e acabo pagando os seguros. Na ultima viagem nos EUA, os seguros quase triplicaram o custo da diária!

    Responder

  2. Renato Mechica says:

    Rodrigo,
    Só para contribuir, aluguei carro na Avis de Cancun em Jan/2010. Foi numa agência próxima a um das unidades do RIU. Também era minúscula, o que causou na época uma primeira má impressão. Mas no final foi tudo bem e o atendimento seguiu o padrão que eu já conhecia da Avis na Europa, onde aluguei algumas vezes.

    O senhor que nos entregou o carro foi super atencioso, dando até dicas de por quais estradas dirigir para Chichén Itzá, onde abastecer e como “nos comportarmos” nas estradas mexicanas. Foi uma boa experiência e recomendo o aluguel na Avis.
    Abraços.

    Responder

  3. Rogério Albuquerque says:

    Rodrigo,
    Não sei como estão agora, mas quando estive em Cancun em 2007, usei os serviços da http://www.cancunrentacar.com/ e correu tudo sem problemas, sem contar que na época era o melhor custo/benefício entre as cias. que encontrei.
    A garagem deles é fora do aeroporto (perto do cruzamento da estrada que vai do aeroporto para a zona hoteleira com a estrada que vai de Cancn para Playa del Carmen) mas eles te pegam de van e em menos de 5 minutos se está na garagem, de onde você pega o Carro. Na volta, você marca a hora no aeroporto e eles vão buscar o carro lá. Assim se economiza os transfer de chegada e saído que na época eram bem carinhos. Também existe a possibilidade de pegar e/ou devolver o carro no seu hotel em Cancun ou Playa, sem pagar estra por isso.
    Acho que ainda vale a pena conferir.

    Responder

  4. Rodrigo,

    Assim como você, eu já tive ótimas experiências com a AVIS nos EUA, Europa e México e é uma das minhas locadoras preferidas, pois os carros são sempre novos e os preços normalmente mais em conta. Já no Brasil, minhas experiências foram sempre horrorosas, pois os carros são sempre muito velhos e caindo aos pedaços, por isso uso sempre a Localiza. Na última vez chegaram a me ligar 2 dias antes da minha reserva para informar que a cadeirinha de criança que eu havia reservado com meses de antecedência não estaria disponível, ou seja, um descaso total!

    O problema é que a AVIS do Brasil é administrada por um grupo totalmente diferente, sendo praticamente uma outra empresa, só que com o mesmo nome. Eu não sei como a AVIS internacional permite essa disparidade nos serviços prestados aqui no Brasil, pois queima totalmente a marca, mas infelizmente é o que acontece.

    Abraços!

    Responder

    Mit respondeu:

    Oi Alessandro,

    Vc está em todas, heim?! Vc me respondeu no Viaje na Viagem. 🙂
    Qdo eu crescer vou ser assim. rs

    Enfim, vamos lá!

    Como se explica a disparidade de preços entre as locadoras multinacionais e as “locais”?

    Exemplo:
    A locadora que o Rogério Albuquerque citou acima, http://www.cancunrentacar.com/rent_a_car_gallery.php, oferece por um Chevrolet Chevy C2 $270.00 USD por uma semana enquanto a Avis oferece pelo mesmo carro, $631.04 USD.

    O curioso que essa diferença não é devido aos seguros.
    A empresa local oferece “TODOS” os seguros possíveis conforme deixam bem claro no site!

    E aí?! Ela tá querendo me enganar?!
    Estou muito tentada, mas a pulga atrás da orelha não me deixa dormir.

    Refiz o processo na Avis várias vezes achando que tava fazendo tudo errado, porque há outros sites que oferecem o preço compatível com o da sedutora Cancun Rent a Car.
    Esse aqui por exemplo: http://www.cancuncarrental.com.mx/

    Queria muito que elas fossem idôneas. 😀

    Então?!! Alguém tem uma resposta???

    Desde já agradeço.. Obrigada!

    Responder

  5. Taysa says:

    Rodrigo , fiz uma viagem muito parecida com a sua na primeira de semana de Julho . Optei por alugar o carro na Alamo ( pegando no aeroporto e devolvendo no Shopping La Isla ) .Chegando lá a surpresa : a Alamo não tinha o carro , mas me passariam para a locadora ao lado , que tinha o carro solicitado ( acho que o nome era executive).Nos levaram para uma garegem próxima ao aeroporto e o carro oferecido era muito mal conservado.Pelo menos conseguimos pegar e devolver no local combinado , mas isso acaba gerando um estresse desnecessário.

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Taysa,

    Sua reserva estava confirmada ou você deixou para alugar quando chegasse lá?

    Não te ofereceram um upgrade no caso de reserva confirmada?

    Responder

  6. Taysa says:

    Minha reserva estava confirmada.Havia recebido um e-mail de confirmação 2 dias antes da viagem.Ao chegar no guichê da Alamo , a atendente foi muito atenciosa , e nos disse que a Alamo não tinha os carros ( eram 2 minivans) mas nossa reserva já tinha sido tranferida para a Locadora vizinha . O grande problema foi a má qualidade dos carros oferecidos . O custo e os locais de retirada e entrega foram os mesmos , mas eu nunca alugaria com essa locadora desconhecida ( executive Service).

    Responder

  7. Felipe says:

    Rodrigo,

    Chegaste a pontuar esta locação em algum programa de fidelidade?

    Vi que, locando na avis, dá para pontuar no victoria tap. Alguém já tentou??

    Obrigado.

    Responder

  8. Rodrigo Purisch says:

    Taysa,

    Uma vez tentaram isso comigo em El Calafate na Hertz. Falaram que não tinha carro e que me levariam para outra locadora… (cheguei alguns minutos antes do horário combinado para pegar o carro). Pedi para ligar para a Central Hertz na Argentina. O cara não deixou… Comprei um cartão telefônico e eu mesmo liguei para lá explicando a situação. A Central ligou na mesma hora para o cara da agência e o carro apareceu. Na hora de fazer as contas do seguro, disse que o seguro que estava na minha reserva não era oferecido lá. Nova ligação para a central da Hertz e o seguro apareceu…

    Depois mandei a reclamação para a Hertz EUA depois que a Hertz Brasil nem tomou conhecimento do meu email. Recebi um voucher para uma nova locação e um pedido de desculpas.

    Sabe, não sei se esse foi seu caso, mas depois de investigar mais acabei descobrindo que essa prática em EL Calafate era comum. O cara tentava tirar as pessoas que tinham reservas com preços mais baixos e jogar numa local onde ele ganhava comissão e depois vender o seu carro para alguém que chegasse no aeroporto sem reserva e querendo pagar mais. Essa foi a minha única chateação em El Calafate.

    Concordo que passar estresse depois de vôo longo para alugar carro é muito duro. Mas hoje eu bato o pé até onde consigo.

    Eu não gosto de locadoras regionais, pois não tem nem aonde eu apelar em casos como esses.

    Responder

  9. Taysa says:

    Oi Rodrigo
    Obrigado pela dica . Irei para El Calafate no fim do ano , e ainda nem olhei esta questão do carro . Mas se optar por alugar carro já ficarei ligada .

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.