Aquela Passagem no Portal UOL

24 de May de 2011 | Por | 19 Comentários More

O repórter Fábio Calvetti publicou um guia para o bom uso dos programas de milhagem com informações parcialmente copiladas do Aquela Passagem:  O segredo para acumular (e gastar) suas milhas aéreas com inteligência . O guia tem inclusive chamada na capa de hoje do portal UOL.

O mais legal do guia é ter mantido o meu antigo e  tão repetido alerta de:

Milha boa é milha gasta com sabedoria e o mais rápido possível. Não encare suas milhas como um depósito de longo prazo em uma conta poupança, já que a cia pode mudar as regras do programa, passar por dificuldades financeiras ou deixar de voar um destino desejado. Sem contar que algumas dificultam ao máximo a emissão de uma passagem prêmio.

Obrigado a todos que enviaram menssagens me alertando sobre a publicação da matéria!

Os novos leitores são muito bem-vindos e recomendo que leiam estes dois posts ( 1ª Visita e Manual de uso para entender um pouco mais como o Aquela Passagem funciona.

 

Tags:

Category: Aquela Passagem na Mídia

Comentários (19)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Parabéns Rodrigo.

    Milha boa é milha bem gasta!

    Responder

  2. wagner says:

    Bom dia Rodrigo

    Não sei se já existe algum post sobre isso, mas acredito também ser muito importante informações sobre os direitos dos associados dos programas de fidelidade e quais as medidas cabíveis quando nos sentimos lesados.
    Quem lê o regulamento desses programas com atenção não depositaria nunca milha\pontos nessas contas.Pois tudo vai bem até tomarem atitudes unilaterais sem explicação alguma.
    Voçês encontram dificuldades com call center,atendimento on line, e-mails quando querem gastar “suas” milhas….?? Imaginem se voçês forem consultar o saldo e tudo se foi??? Vamos reclamar para quem? Para o Bispo?

    Quem têm experiências em situações de conflito?

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Wagner,

    Nesses casos continua valendo essa dica: http://www.aquelapassagem.com.br/fidelidade-tam-a-folha-de-sao-paulo-e-o-melhor-caminho-para-reclamacoes/ ou o judiciário (que não tem uma visão unânime sobre milhas, já que alguns magistrados ainda acreditam na historia contada pelas cias aéreas de que são prêmios sem respaldo financeiro.)

    Aqui no Aquela Passagem não temos estrutura e não fazemos a defesa individual de casos específicos de consumo. Não temos um departamento jurídico próprio e não temos estrutura para ficar procurando as cias aéreas para que possam dar sua versão dos fatos.

    Temos vários posts com esse tipo de reclamação nos comentários, mas pelas razões acima não fomento essa prática aqui.

    Faço o que posso dentro do limite que tenho, já que sei que estou muito mais exposto que a média a algum questionamento sobre minhas opiniões e muito mais porque publico opiniões de terceiros (por isso tenho, às vezes, que moderá-las .

    Responder

  3. Guta says:

    Parabens Rodrigo! As informações do Aquela Passagem sao essenciais p/ as pessoas que gostam de viajar com inteligência! A repercussão do blog é resultado da sua dedicação e trabalho tao bem feito por aqui! E depois de descobrir as milhas, o meu mundo nunca mais foi o mesmo! rs
    bjus e parabens de novo!

    Responder

  4. Lena says:

    Pra quem viu seu blog começando, dá muita alegria ver o reconhecimento de seu trabalho. Ficar ligado aqui é essencial para tirar o melhor proveito de tarifas, milhas, etc.
    🙂

    Responder

  5. Ricardo P L says:

    Muito boa a reportagem no UOL. Mas, vale lembrar que a frase “Fazer voos sem gastar nenhum centavo” não é correta. Alguns programas de milhagem cobram taxas pesadas para emissão de bilhetes por milhas.

    Tenho um ótimo exemplo para ilustrar isso. Emiti duas passagens, exatamente os mesmos trechos, nos mesmos voos e datas (uma para mim e uma para minha esposa), uma pelo Smiles e uma pelo FlyingBlue. Os trechos foram ZRH-GRU, com conexão em AMS, voando pela KLM, na econômica.

    No Smiles (pelo telefone), cobraram taxas no valor de cerca de R$ 110. Já no FlyingBlue (online), cobraram USD 299,45. Ou seja, pelo FlyingBlue cobraram mais de 4X mais caro! Exatamente pelos mesmos trechos! E não estou falando de milhas a mais (que no Smiles foram 35 mil, e no FlyingBlue foram 40 mil). Estou falando em taxas, que teoricamente (acredito) deveriam ser iguais (se fossem cobradas apenas as taxas de embarque).

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Aqui no Aquela Passagem não falamos em passagens grátis porque não acredito nisso. Opto por passagem prêmio (por sua fidelidade).

    Sou da turma que acredita que passagem emitidas com milhas foi uma passagem paga a prestação mediante a fidelidade à dona do programa de fidelidade e seus parceiros.

    Responder

    Ricardo P L respondeu:

    Exato, Rodrigo. Muito bem colocado. Vale lembrar que as companhias aéreas faturam bilhões por ano na venda de milhas a emissoras de cartões de crédito e outras empresas. No ano passado, por exemplo, só no primeiro trimestre a Multiplus faturou R$ 231 milhões, principalmente na venda de pontos a parceiros (http://www.dci.com.br/Multiplus-tem-receita-de-R$-231-mi-ate-marco———————————————————————————————————–9-326723.html). Em 2011, foram R$ 227 milhões no primeiro trimestre (http://www.blog.toptam.com.br/2011/05/16/tam-registra-lucro-liquido-de-r-1288-milhoes-no-primeiro-trimestre/). Nós consumidores não “ganhamos” milhas. O valor delas está embutido nas passagens, nas taxas de cartões de crédito, no preço da gasolina dos postos conveniados, etc.

    Responder

  6. Dorivan says:

    Que massa!!!

    Parabens Rodrigo.

    E o reporter fez seu tabalho correto informando o AP

    Abraços

    Responder

  7. Leandro says:

    Gostaria de cumprimentá-lo pelo merecido destaque. Sorte aos novos frequentadores do aquela passagem que poderão obter informações de alta qualidade e bem atualizadas.

    Responder

  8. Emilio says:

    Rodrigo,

    Com certeza é o reconhecimento do seu trabalho durante vários anos a nós (leitores deste blog).

    Muito obrigado !

    Responder

  9. Rodrigo Purisch says:

    Obrigado a todos pelos elogios e apoios.

    Volto a lembrar que o Aquela Passagem é o que é hoje devido aos seus leitores que contribuem com dicas, opiniões, na disseminação do conhecimento e me dão um apoio crucial para que conseguisse manter a vida dupla que tenho.

    Aquela Passagem citado é mesmo que citar o grupo de leitores que faz parte dele.

    Responder

    Wilian Delatorre respondeu:

    Reconhecimento justo e merecido.

    Responder

    Beto respondeu:

    Rodrigo, parabens!

    Nao canso de falar, passagem aerea tem um divisor d aguas em minha vida, antes e depois do AP…

    Hj escolho melhor e voo melhor tb!!

    Abracao,

    Beto B.

    Responder

  10. Guilherme says:

    Excelente, parabéns Rodrigo! São os frutos colhidos de um trabalho extremamente bem feito! Sou grato por participar dessa comunidade, um ambiente onde todos ganham!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

    Responder

  11. Legal, trabalho sério gerando frutos.
    Abraçoe muitas viagens!!!

    Responder

  12. Ernesto says:

    Como já foi dito, reconhecimento justo e merecido.

    Responder

    Daniela respondeu:

    Como já foi dito, reconhecimento justo e merecido.[2]

    Responder

  13. Rafael says:

    Só informando aqui que por incrivel que pareça a TAM tá disponibilizando agora no site passagens para várias datas para Nova York em Julho ( altissima estação) por 30.000 pontos/trecho( a quantidade minima exigida).

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.