Atualizando e Analisando as Notícias da Aviação #2

27 de July de 2010 | Por | 27 Comentários More

Esse post contém pequenas análises de algumas das notícias já divulgadas através do Twitter do Aquela Passagem nos dias anteriores e que podem ser vistas no topo da coluna da direita deste site/blog.

A Webjet começa a testar venda de alimentos em seus vôos a partir de 3 de agosto na rota São Paulo/Salvador. Como já disse, não tenho nada contra esse tipo de serviço desde que seja realizado com preços razoáveis e que a empresa que se utilize dele também pratique tarifas do tipo low fare. No momento a Webjet é a cia aérea que mais se aproxima desse padrão low fare tentando agir também como uma low cost.

Falando em low cost/low fare e comida, um passageiro da Ryanair acabou sendo preso ao final do vôo por discutir sobre a qualidade da comida vendida pela cia aérea. Mais um episódio da Ryanair que segue bem o leva: Falem mal, mas falem de mim!

British e a Iberia ganharam sinal verde da Comissão Européia para realizar a sua fusão e a American que tem todo interesse em juntar as duas, só não consegue pela limitação legal americana, conseguiu aprovação para coordenar suas operações com as das duas cias européias sem risco de punição nos EUA. Agora as três podem combinar preços, horários e compartilhar vôos transatlânticos. Cada dia mais teremos menos cias aéreas concorrendo isoladamente e mais alianças concorrendo, já que a Delta e a Air France/KLM já tem um acordo semelhante e as cias Star Alliance outro. Será vantagem para o consumidor? Para as cias será com certeza!

Seguindo a política de cobrar mais pelo mesmo implantada também pela Tam nos seus assentos conforto, a Iberia inciou a venda por 50 USD de assentos próximos as saídas de emergência, o assento turista XL. Na Iberia pelo seu histórico eu até entendo apesar de continuar discordando desse tipo de “serviço”….

A partir do dia 15 de agosto a Gol terá 3 vôos diários partindo do Brasil em direção ao Aeroparque em Buenos Aires, sendo que um deles parte de Belo Horizonte e depois faz escala em São Paulo. Os demais continuam pousando no Ezeiza.

A Tap, uma empresa estatal, de novo volta a ser centro de polêmica em Portugal. Correntes defendem que há uma necessidade urgente de privatização ou de maior aportes governamentais para manter a cia capitalizada e saudável para suportar alguma crise futura. Parece utopia, mas cada dia fica mais claro que uma união Tap/Tam poderia ser uma forma de fortalecer ambas as cias aéreas diante da fusão de cias aéreas concorrentes na Europa e EUA. Sindicatos, legislações locais e culturas administrativas diversas são desafios a serem vencidos no caso de uma fusão como essa. A Tap tem no Brasil um dos seus mais importantes mercados, se não o mais importante deles.

Além de voar para Bogotá com aeronaves próprias, a Tam pretende firmar code shares para voar para Angola (com a South African Airways) e Japão (com a ANA) até o final do ano.

Permitir que o controle de vôo seja desempenhado por empresas privadas foi forma escolhida pela Espanha para resolver seus problemas com os seus controladores. Hoje, os controladores são empregados da AENA e muito bem pagos por sinal (os mais bem pagos da Europa)!

A Azul deve iniciar vôos para Teresina no Piauí e São Luis no Maranhão a partir de 01 de setembro de 2010. Os vôos serão noturnos, mas já é um bom indício que a concorrência está chegando a essas duas boas capitais.

Quem disse que low cost não pode fazer parte de alianças? A Air Berlin aceitou o convite para se juntar a Oneworld. Se bem que é uma low cost diferenciada… Ela deve se juntar efetivamente a aliança no início de 2012.

A estatal boliviana BoA pretende iniciar vôos para o Brasil em agosto. E os impostos pagos pelo bolivianos vão subsidiando essas operações que ainda não se mostraram lucrativas…

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Category: Aliança Aérea, Cias Aéreas, Novos Vôos

Comentários (27)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Diego says:

    Aproveitando para manter o alto nível dos comentários (pois sim, ainda que não tenhas chamado ninguém de muambeiro, e eu nem em nenhum momento disse o contrário, algumas pessoas tem o poder de entender coisas diferentes do que estão escritas – e foi nesse sentido que disse “e antes que outras pessoas que gostam de fazer compras em lojas duty free sintam-se ofendidas com seu comentário”), o duty free do aeroparque não é exatamente pequeno. Obviamente não pode ser comparado ao de Ezeiza, mas tem bons produtos, na maioria das vezes mais barato que nas lojas Duty Free do Brasil.

    Responder

  2. Thyago Portela says:

    “Pagaria tranquilo por um sanduiche bom” tbm (tipo Subway), não em um misto!!!

    Responder

  3. Rosa says:

    Amei a figura do pombo correio!!! Ficou lindo!

    Responder

  4. Regis says:

    Rodrigo, não sei se vc já percebeu, mas a TAM fez uma mudança importante no seu site. Agora é possível comprar passagens para múltiplos destinos diretamente no site, o que era uma demanda antiga. Há um link pequeno denominado “várias cidades” logo ao lado das opções de ida e volta.

    Responder

  5. Marco says:

    Henrique Nesa eposa os voos Lis-SSA estão lotados , por isso o site te devolve a opção por REC, LIS-SSA tem todos os dias

    Responder

  6. Armando T says:

    A TAP precisa de ser privatizada rapidamente, pq tem capitais proprios negativos o que significa falencia tecnica (o governo Portugues nao pode injetar dinheiro por imposicao da Uniao Europeia desde 2000). Embora, este ano possivelmente ira apresentar lucros e aumento de passageiros.

    Finalmente uma companhia aerea ( AZUL ) decide apostar numa rota de S. Paulo para Teresina e desta para S. Luiz, ambas sao rotas novas e penso que boas apostas.

    Quanto a Air Berlim, e curioso a sua integracao numa alianca visto ser a segunda maior aerea da Alemanha e a maior Low Cost…

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.