AVIS Brasil: Mais Uma Decepção

9 de April de 2010 | Por | 76 Comentários More

Alugar um veículo no Brasil é algo caro e delicado. A ausência de um seguro total e sem franquia, como o existente nos EUA, faz com que o ato de locação seja precedido de uma minuciosa vistoria do veículo de forma a ser tão minuciosa como a dos funcionários que vão receber seu veículo ao final da mesma. Assim você evita que aquele pico no parabrisa imperceptível venha a ser percebido pelo vistoriador ao final da locação e  gere uma série de chateações.

Interessante notar é que são poucas as locadoras que possuem locais com iluminação adequada para que se faça essa vistoria, principalmente se a locação inicia-se no período noturno. Você chegando cansado, família nervosa depois de um vôo longo e ainda tendo que vistoriar um carro no escuro… Isso já me aconteceu mais de uma vez, infelizmente…

Minha primeira experiência com a Avis (já aluguei veículos no Brasil na Avis, Budget – do mesmo grupo da Avis, Movida, Localiza e Locaralpha) foi em Navegantes.   Aluguei um popular com Ar (modelo que costumo alugar) e recebi um Celta. Nada contra o modelo do veículo, mas os mais de 55 mil km do mesmo não eram o que eu esperava. Como cheguei a noite, a vistoria foi feita sob as luzes fracas da frente do aeroporto. Fora um câmbio duro, o veículo não me deu mais problemas. Naquele momento me disseram que a frota seria renovada em breve e quem sabe o veículo com Ar também ganharia uma trava elétrica compatível com o preço extra que se paga pela locação de veículos com esse item de conforto. Tanto o ato de abertura do contrato como o fechamento do mesmo correram sem problemas e o pessoal da locadora foi muito gentil comigo.

Minha segunda experiência foi em Guarulhos, onde no passado tinha alugado um Celta com ar na Budget. Dessa vez, fiz a reserva de um veículo 1.3/1.6 com Ar, já que o carro seria ocupado por um número maior de ocupantes. Na hora de buscar o veículo ganhei um “upgrade” e me foi dado um Stilo 1.8 com Ar. Era para ficar feliz, se não fosse o fato do carro estar todo com sinais de uma péssima funilaria e pintura (pintaram inclusive parte do farol e da lanterna traseira do veículo…) em vários pontos, ter mais de 5o mil km, pneus da frente já tendo ultrapassado em sua borda externa o limite de uso e do Ar condicionado, fato que só descobri depois, funcionar aquém do necessário e previsto. Como não havia outro veículo, não tive opção. Minha sorte era que recebi o veículo de dia e todos seus diversos detalhes puderam ser vistos na hora da retirada. Imagine se fosse o contrário, já que quando entreguei o veículo, o mesmo foi vistoriado sob uma penumbra no estacionamento das locadoras…. Mais uma vez fui muito bem tratado pelos funcionários da Avis e o fechamento da minha fatura ocorreu sem problemas. Fui também informado que a frota seria renovada em breve.

Infelizmente devido minhas últimas experiências (veículos velhos) e a uma do meu amigo Tony que também recebeu um veículo muito rodado e mal conservado em uma locação em Brasília, a Avis passou a ser minha última opção dentre as grandes locadoras. Quem sabe se um dia, a prometida renovação de frota acontece, já que os preços que ela tem praticado são semelhantes aos praticados pela Movida, Locaralpha…

Pena que isso ocorra em uma locadora conhecida internacionalmente! A Matriz não deve estar se preocupando com seu nome mundo afora.

Tags: ,

Category: Aeroportos, Dicas de Viagem, Planejar e Comprar

Comentários (76)

Trackback URL | Comments RSS Feed

Sites que indicaram este post

  1. alquiler de coches / autos en Brasil - de viaje a Brasil : de viaje a Brasil | 15 de April de 2011
  1. Gabriel Dias says:

    E aí Marcelo, aproveitou a minha dica? 🙂

    Responder

  2. Marcelo says:

    E aí, Gabriel.
    Cara, nao aproveitei ainda, pq já tinha feito a reserva.
    Peguei um carro grande, e só fiquei em Miami por 12 hs.
    Tenho um esportivo lá, mas quando estamos em 3 pessoas ou com bagagem recorro a locações, então, nao vai faltar oportunidade pra testar nas próximas semanas.
    Abraço

    Responder

  3. Gabriel Dias says:

    Mas não tem problema já ter a reserva, isso não muda em nada. A vantagem é não precisar entrar na fila e já pegar direto o carro. Mudando seu nível dentro do programa é o que importa. Basta a reserva estar associada a sua conta.
    Abraços!

    Responder

  4. Marcelo says:

    Gabriel,
    Eu já tinha reservado na Avis, com o voucher pago. Nao valia a pena mudar em cima da hora, mas fica a boa opção para a proxima.
    Volto lá dia 14 e provavelmente vou pegar um carro maior novamente, aí, alugo na Hertz e te falo comO foi.
    Uma pergunta.
    Para acessar o link que vc enviou, e necessário estar cadastrado no seu site?
    Abraço.

    Responder

  5. Gabriel Dias says:

    Ah sim, eu achei que já fosse na Hertz. Aí não haveria problema.
    Sim, é necessário um rápido e básico cadastro. Abraços!

    Responder

  6. Patricia says:

    O código Lan deve ser colocado no campo Rate/Product Code? Não funcionou pra mim…

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Sim na Alamo.

    Veja no resumo se não está incluído CDW Full, Milhas ilimitadas e i motorista adicional. Só precisa contratar o LIS (seguro contra terceiros). O desconto é o seguro incluido.

    Responder

  7. Patricia says:

    Legal! Eu estava esperando que o preço base diminuísse, não tinha reparado no seguro incluso.
    Obrigada!!

    Responder

  8. Ricardo says:

    Eu costumo alugar com a Avis quando chego em Guarulhos, mas nestes ultimos anos os carros não são renovados e estão com a frota velha com mais de 5 anos, conclusão em estado perigoso. Aluguei no final do ano passdo um Prisma que estava com a direção meio frouxa na estrada, na cidade ok, mas risco de acidente nas curvas. Avisei quando entreguei o carro.
    Este mês novamente decidi ir com a Avis e não queria o Prisma, mas era o único disponível, peguei o carro e senti que estava batendo pino, depois percebi que o farol baixo estava queimado, trocaram o veículo e me deram um Astra, também mais de 5 anos, e o carro pipocava e achava que era por causa do combustivel, e continuei , até reclamei e disseram que poderia trocar o veículo, sem tempo para esas burocracias fiquei com o veículo, acreditava ser simples o problema, que nada, no retorno ao aeroporto, o carro me quebra em plena marginal Tiete, simplesmente estorou o motor. Perdi meu voo, avisei a eles se poderiam fazer algo, mas disseram que tinha que ficar no local até liberar o guincho. Um descaso total, perdi meu voo, me deram 2 diarias a menos, o que não custeou todo meu trabalho e tarifa a mais para remarcar meu voo, além do stress de esperar por 3 horas e correr o risco de ser assaltado. Fiz a reclamação hoje no atendimento deles, vamos aguardar.
    Depois desta alugarei com a Hertz , mesmo sendo um pouco mais cara, mas de confiança.

    Responder

    Gabriel Dias respondeu:

    Eu sempre indico a Hertz. Não é a mais barata, mas troca os carros com bastante frequência, tem um excelente programa de fidelidade e respeita os clientes.
    Eu sempre digo que não vale a pena escolher o serviço pelo preço.

    Responder

  9. Wagner says:

    No Brasil sempre procuro a Yes rent a car.Trata-se de uma rede nacional.
    Prezam pela qualidade no atendimento acima de tudo.Frota nova e preços muito competitivos.Além de vc. saber o que está pagando….
    Em Itajaí/Balneário Camboriú/Navegantes o atendimento é algo sem igual.
    Recomendo.

    Responder

  10. Muller says:

    Bom pessoal,
    Um amigo alugou um carro (gol) dessa tal empresa, a Avis.
    Todo lenhado, com a inspeção feita na penumbra com estepe semi-novo, com a mesma fala,
    -A frota vai ser renovada ¬¬.
    Ele ficou 2 dias com o carro, todo assegurado,
    Na hora de entregar o carro ele teve uma surpresa.
    Sumiu o estepe.
    Não existiu arrombamento.

    Responder

  11. Flavio says:

    Aluguei com a AVIS pela primeira vez no révéillon deste ano na agência do GIG. Peguei um grupo C (Corsa Sedan).

    Carro velho, sem direção hidráulica. O atendente não conseguiu me explicar qual era a tarifa que eu ia pagar: no contrato que ele imprimiu na hora aparecia uma tarifa menor que a informada pela reserva do site. Ele jurou que valia a tarifa menor. Na hora de cobrar no cartão de crédito, veio a tarifa maior. Resolvi não reclamar pois a diferença era pequena (e eu tinha certeza de que o atendente estava errado…)

    AVIS, no Brasil, nunca mais. Vou continuar alugando com a Unidas, que nunca me decepcionou, além de ainda render umas milhas Smiles.

    Já nos EUA, minha experiência com a Budget foi excelente.

    Responder

  12. Rafael says:

    Sempre aluguei com a Localiza. Uma vez resolvi alugar pela Avis, porque o preço era melhor e só me arrependi.
    Um Gol G4, em péssimo estado de conservação, em Belo Horizonte, com problemas nos freios. Cada vez que pisava no freio, acendia a luz do freio de mão.
    Ao informar para o recepcionista na entrega, este disse calmamente que deveria ser falta de fluido de freio. Mas não esboçou qualquer reação, como avisar ao entregar, via rádio ou tirar o veículo de circulação.
    Além disto, o carro estava sujo, parecendo que recém havia sido utilizado por outra pessoa. Provavelmente, quando da minha entrega, outro recebeu nas mesmas condições.
    Avis, nunca mais!

    Responder

  13. Lais says:

    E uma taxa de retorno do carro, ela é cobrada por Km, pois cada loja tem seus carros, e esse carro vai ter que ser devolvido para onde vc pegou, geralmente no Brasil sai mais ou menos R$ 0,95 por Km de volta. 😉

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.