Azul: Como é Voar Nela? O Tony Responde

31 de March de 2009 | Por | 15 Comentários More

O Tony do blog De Viaje a Brasil e Blog de São Paulo recentemente realizou seu primeiro vôo na Azul publicou suas impressões no blog DVuelos no dia 18 de março. O Aquela Passagem pega carona no post e traduzimos suas impressões para que também nossos leitores possam saber mais sobre a nova cia do pedaço:

“Este é o relato da nossa primeira experiência como consumidores com a Azul na qual realizamos dois vôos na rota Campinas/Salvador.

Preços
Pagamos 333 reais por pessoa (taxas inclusas) para um bilhete de ida e volta de Campinas a Salvador em vôo diurno. Se já tivesse conhecimento de um cupom de desconto, só ficamos sabendo da sua existência 1 dia após a compra, ele teria saído 25% mais barato.
O preço foi de longe o mais barato que encontramos para aquelas datas e acabou custando quase a metade do que cobravam a Tam e Gol em vôos em horários semelhantes.

Compra dos Bilhetes
O procedimento de compra das passagens no site nos pareceu claro e transparente. Tarifas apresentadas de forma clara com impostos já incluídos. Infelizmente no momento de finalizar a compra, o sistema travou e alertou que o processo de compra não teria sido finalizado e que deveríamos entrar em contato com o call center.

Primeira ligação: Após 5 minutos tentando explicar a situação e confirmando todos os dados, a chamada cai…. Segunda ligação: Depois de 20 minutos em contato com uma atendente muito atenciosa e simpática, conseguimos confirmar compra e receber a cópia da reserva por email.

Ter que passar meia hora ao telefone para completar uma compra que deveria ter sido completada pela internet não nos agradou.

Transporte De/Para o Aeroporto de Campinas/Viracorpos
A Azul põe a disposição de seus passageiros um ônibus desde o shopping Villa Lobos na zona oeste de São Paulo até o aeroporto de Campinas (Griffo meu: a partir de 6 de abril, o ônibus vai partir também do terminal da Barra Funda – terminal que agrega metrô, ônibus e trens urbanos – mais próximo do centro, mas mais sujeito aos engarrafamentos que costumam parar  São Paulo). Em março o ônibus era gratuito.

Chegamos na parada do ônibus (bem identificada) com 15 minutos de antecedência da partida. Havia uma grande fila esperando para embarcar. Apesar dela, o ônibus não chegou a encher.  O motorista relatou que no caso do ônibus encher, a empresa automaticamente manda outro para que ninguém fique para trás. O ônibus saiu com 5 minutos de atraso. O tempo informado pela Azul entre o ponto de partida e o aeroporto era de 1 hora e meia (provavelmente superestimado como prevenção a um trânsito congestionado).  Como o ônibus nesse trajeto deixa rapidamente São Paulo para cair na estrada que a liga a Campinas, gastamos  1 hora e 5 minutos nesse translado.

Na volta, descobrimos que a Azul tivera cancelado um horário que figurava na página da Internet no dia que começamos nossa viagem (baixa ocupação?) e com isso tivemos que esperar de pé e cansados durante 1 hora até a saída do próximo serviço.

A Azul anuncia em seu site que o ônibus possui tv ao vivo e filmes. Na ida, vimos um fragmento de um DVD do Cirque du Soleil. Na volta, nada, já que não ligaram a televisão e nos deleitaram com 1 hora e 10 minutos hip-hop. Dizem também que o ônibus tem serviço de WiFi para conexão a Internet, mas não tivemos como comprovar seu funcionamento.

Check In
Tanto no aeroporto de Campinas como no de Salvador, nós encontramos com balcões sem filas e fomos rapidamente atendidos (comparecemos duas horas antes dos vôos em ambos os aeroportos).

Pontualidade
O vôo de ida decolou com 10 minutos de atraso e chegou 10 minutos adiantado. Enquanto esperávamos para embarcar, pudemos comprovar o êxito na operação de solo da Azul em Campinas. Entre o desembarcar dos passageiros que chegavam e o fechar das portas após o embarque dos novos passageiros não se passou mais que 20 minutos. A tranquilidade de Viracorpos possibilita esse tempo recorde. O vôo de volta saiu pontualmente  e chegou 10 minutos adiantado.

O Avião
Voamos no Embraer 190. Seu interior continha assentos de couro, já os monitores de LCD individuais nos assentos só eram disponíveis no avião usado no vôo de ida, mas mesmo assim não foram colocados para funcionar. Imaginamos que a discrepância dos equipamentos dos aviões é devida à diferente origem das aeronaves, E190 emprestadas da Jetblue e E195 fabricadas para a Azul pela Embraer. (Griffo meu: a Azul acabou tendo que pegar aviões E190 da sua imã americana, a Jetblue, para acelerar sua expansão no Brasil, já que os E195 que encomendou a Embraer não estavam disponíveis para o início das operações).


No vôo de volta, houve um pequeno problema com o ar condicionado. Como o avião esteve muito tempo em terra, entre a chegada a Salvador e sua partida, com o Ar Condicionado no máximo, a condensação da umidade  do ar ambiente acabou por gerar um gotejamento de água nas laterais da saída do ar molhando alguns assentos. As comissárias com guardanapos nas mãos tentavam secar as gotas. Após a decolagem o problema resolveu-se.

A disposição dos assentos dentro da aeronave é de dois a direita e dois a esquerda. São amplos e a distância entre os assentos parece refletir a propaganda da cia aérea: 79 cm de assento a assento. Quem quiser 86 cm pode pagar mais 30 reais por um assento nas primeiras filas do avião.

Serviço de Bordo
No vôo de volta, era oferecido um copo de água à medida que os passageiros iam entrando no avião, no vôo de ida não.

Tanto na ida como na volta, e com os passageiros embarcados, o comandante saiu da cabine para dar as boas-vindas aos passageiros em português e inglês. A cia parece que quer ser diferente no trato dos passageiros (a forma de expressar-se da tripulação é diferente das outras empresas, mas não optaram pela informalidade de outras low costs como Easyjet e Ryanair.

No assento apenas as instruções  de segurança. Não havia uma revista de bordo, mas no vôo de ida, o bolso do assento continha lixo deixado pelo passageiro anterior.

Não há carrinhos de bebidas. As comissárias passam pelos assentos anotando os pedidos de bebidas e depois vem distribuindo-as pelos assentos. Você recebe a lata inteira da bebida escolhida acompanhada por um copo com cubos de gelo. Se a barrinha de cereais de outras cias alcançou a fama, o cesto de aperitivos da Azul vai pelo mesmo caminho. Na hora de comer, as comissárias passam um grande cesto no qual estão dispostos pacotes de batatas fritas, amendoim tipo japonês, biscoitos salgados e doces e mini waffles, todos eles  em embalagens personalizadas com a marca da Azul. O passageiro escolhe o que quer e pega quantos pacotes achar conveniente. No vôo de volta, diferente do de ida, anunciaram no sistema de alto falantes que a cesta estava colocada no fundo do avião, caso alguém quisesse mais algum pacote.

Para os Fotógrafos
As janelas dos Embraer estão novíssimas, e com poucos riscos gerando uma transparência raras vezes vistas em outras aeronaves das demais cias. Isso vai encantar a quem gosta de fazer fotos aéreas de dentro do avião.

Bagagens
Tanto na ida como na volta, não se passaram mais de 5 minutos entre a nossa chegada na esteira e o começo da disponibilização das mesmas. Em Salvador havia um funcionário fazendo a conferência entre os comprovantes e a bagagem. Já em Viracorpos isso não ocorreu.

Nossa Avaliação
Nossa avaliação como consumidores finais, e não como especialistas em aviação, dessa primeira viagem com a Azul é francamente positiva. Existem arestas a serem a aparadas, mas sempre de importância secundária (exceto o problema da compra no site). No que se refere aos pilares centrais preço e pontualidade, a Azul leva nota máxima. Como habitantes da zona oeste de São Paulo, e graças ao trânsito infernal da cidade, a localização do aeroporto de Campinas se mostra tão ou mais atrativa que a de Guarulhos. Viracorpos tem, ademais, a comodidade. Só não sabemos quanto tempo essa situação vai perdurar. Em nossa próxima viagem pelo Brasil, a Azul será certamente nossa primeira opção.”

Análise do Aquela Passagem: Pelo relato fica claro que a proposta de trazer algo novo foi atingida pela Azul. É inegável que ela mexeu com o mercado, mas isso a Gol também fez ao iniciar suas operações. Se a Azul vai manter-se longe da tentação de assemelhar-se as rivais (inclusive em preço) Varigol e Tam, só o tempo dirá. Minha crítica a Azul limita-se ao fato de que em alguns momentos a necessidade de manter-se na mídia a todo momento (desde a discutível escolha “pública” do nome da cia, nome que o mesmo Tony descobriu antes da hora qual seria o escolhido), as vezes, acaba gerando propaganda do que ainda não tem ou não oferece regularmente.  Isso pode causar insatisfação no consumidor.  Outra crítica que fazemos é em relação ao site que muitas vezes não publica claramente as regras das promoções. No mais, esperamos que esses erros recorrentes sejam sanados e fica claro que a Azul tem poder para brigar no mercado nacional.

Tags: ,

Category: Blog e Sites Imperdíveis, Cias Aéreas, Notícias, O Blog e Amigos, Trip Report

Comentários (15)

Trackback URL | Comments RSS Feed

Sites que indicaram este post

  1. Finalmente! Azul em Aracaju =) « IT’S DOC GERBIL’S WORLD | 29 de April de 2009
  2. TRIP: Como é Voar Nela? - Aquela Passagem | 10 de September de 2009
  1. Giancarlo says:

    Que seja bem vinda e bem sucedida então. Se começar a operar vôos internacionais vai ser bastante interessante, já que, como lembrado no post, se demora tanto pra chegar em Viracopos quanto se demora para chegar a Guarulhos, só que sem trânsito e portanto de uma maneira menos estressante. Só quem já pegou uma marginal Tietê de ponta a ponta parada com horário para embarcar sabe do que eu estou falando…

    Responder

    Ernesto respondeu:

    Mas, para se chegar a Viracopos também tem que se pegar a Marginal… A vantaem, é que em regra se está no contra fluxo.

    Responder

    Eduardo respondeu:

    Mas partindo de algumas regiões de São Paulo (como os bairros nas Zonas Sul e Oeste) é necessário pegar apenas um pequeno trecho da Marginal Tietê e não ela inteira como necessário para chegar em Guarulhos.
    Abraço

    Responder

  2. Luciano says:

    Viajei este final de semana no trajeto Fortaleza – Campinas. No check-in tudo bem, pontualidade e atenção. Copinho de água na entrada, palavras diferente de falar as informações essenciais. Percebi que muitos dos passageiros estavam perdidos com coisas básicas de voo (baixar o banco, ouvir musica, pra que lado sai?). Sinal de que pessoas que nunca voaram estão voando. Serviço de bordo não pude confeir porque pelo horario do voo (2:00 as 5:20)só fiz dormir mesmo. Alias, para dormir aquela tevezinha na sua frente é péssima. Os pontos negativos foram a entrega das malas (20 minutos de espera, mas ai acho que o problema é da infraero) e falta de informação, as 6:00 da manha, sobre o local de parada do onibus para Villa Lobos, que fez o trajeto bem mais rápido que o informado. Seja bem vinda Azul.

    Responder

  3. hotmar says:

    Ótimo review!

    Um dado para acrescentar: um amigo que viajou pela Azul recentemente disse também que o tamanho do espaço para colocar a bagagem de mão é menor que os bagageiros da TAM e Gol/Varig.

    É isto aí!
    Um grande abraço, e que Deus lhes abençoe!

    Responder

  4. Sylvia Lemos says:

    Muito bom o relato !
    Mas, fica uma pergunta : já reenviaram o link para a azul ?
    Acho importante fazer isso !

    Responder

  5. Ana Tereza says:

    Matéria muito bem escrita, tive a impressao de que estava viajando junto com o redator. Nao sei quando vou experimentar a Azul, talvez demore um pouquinho (moro na França), mas acredito que é muito saudavel para o Brasil novas companhias aereas investirem em um serviço de qualidade e com bons preços. Aproveito o espaço para uma pergunta: qual é a companhia que oferece o melhor preço para uma passagem internacional (Brasilia – Roma) por seis meses? Agradeço desde ja a resposta. Um abraço e até a proxima!

    Responder

  6. OiYes says:

    Clap, clap, clap… Ótima idéia de post, apesar de grande valeu a pena ler o relato da experiência na Azul.

    Responder

  7. jorge moraes says:

    Cancelaram o voo anterior e mesmo assim a foto tirada no interior da cabine mostrava muitos lugares vázios.Vejo tbém muitas promessas não cumpridas. Que estranho não terem carrinho com bebidas,imagine o tempo gasto até as comissárias anotarem todos os pedidos, irem buscar as bebidas e entrega-las.Se a empresa quer operar voos curtos , esta demora vai inviabilizar o serviço de bordo.Precisa melhorar.

    Responder

  8. luiz fernando says:

    Srs, tudo depende do qto se viaja e de quem paga a passagem. Certamente, se voce viaja a trabalho onde a empresa arcara com todos os custos, é a melhor opcao viajar por campinas, moro no Jd. São Paulo (ZN) e sao 90Km cravados (do portão de casa ao estacionamento de viracopos). Porém, se você, como eu, arca com todos os custos, pois viajo 1 vez ao mes para BH, e como eu, é alucinado por passagens promocionais, Viracopos é uma péssima opção! Pois são 180 Km (10 km / l a 2,50$, já sao $45,00 de combustível, sao 4 pedágios ($24,40)e o estacionamento (1 diária 35,00 e diárias seguintes 22,00), vamos imaginar uma viagem de um final de semana, serão ao todo $126,4 a mais acrescido ao custo da passagem promocional.
    Recomendo, entao, a ponta do lápis para ajudar nessa escolha, pois em muitas vezes o promocional se perdeu no translado.
    Att.
    Luiz Fernando

    Responder

  9. Aline says:

    Bom eu comprei passagem na azul. Para Porto Alegre, nunca voei com a azul, mas me disseram é muito boa… Vale a pena tentar.

    Aline Mello.

    Responder

  10. Vitor R Coleto says:

    Eu já voei com a tam,gol,varig,Airfrance,e ultimamente viajem com a Azul e achei que foi e é a melhor companhia Aerea,no meu caso não Houve atraso,fui atendido por atentas e educadas atendentes e achei as batatas fritas deliciosas,todos os equipamentos do avião estava operacionais e funcionando.

    Responder

  11. elivania says:

    vou voar domingo de azul,espero que a experiência seja boa.
    já voei de trip de avinca na minha opiniao a avianca foi a melhor em tudo conforto, alimentação principalmente.

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.