Bandas Tarifárias: Quando Começam a Cair?

10 de March de 2009 | Por | 2 Comentários More

As bandas tarifárias existentes no Brasil são  uma idéia fixa neste blog , que em parte nasceu para ensinar como fugir das mesmas.

Um texto publicado no portal Invertia, enviado pelo leitor  Felipe Gerdes (obrigado!) dá conta que a Anac deve iniciar o fim das bandas em cerca de 1 mês.

Nos últimos tempos a Anac tem feito audiências públicas para basear suas atitudes, mas no final das contas ela é que toma a decisão mesmo. No caso das bandas, o SNEA (sindicato das cias aéreas, leia-se TAM) entrou na justiça contra a queda das bandas alegando que não houve audiência pública presencial e sim apenas uma consulta pela internet (como se fosse mudar muito..). A ANAC fez então uma consulta pública presencial onde o SNEA colocou que os custos no Brasil são mais elevado que no exterior. A Air France, convocada pela ANAC, rebateu essas alegações. Quem tem razão? Só da para saber quando paresentar as planilhas de custo, mas isso elas não devem mostrar por questões comerciais.

A presença da Air France na audiência pode ser entendida como uma sinalização de que a resposta da concorrência nos vôos internacionais (para fora da Am. do Sul) será mais quente e rápida do que a das cias que atuam apenas nos vôos dentro da América do Sul que, salvo a Pluna, demoraram a reagir as quedas das bandas.

Quem perde é o consumidor que paga mais por menos comparados com outros países. Nossas cias topam a queda das bandas, mas desde que feita em 20 anos (???)!

Estamos na torcida pelo fim das bandas, mas como já disse, elas liberam as cias para dar desconto, mas não as obrigam! Vai tudo depender do clima de concorrência.

Tags:

Category: Consumidor, Promoção

Comentários (2)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Renata says:

    Vamos esperar, né…

    Já estamos em abril e não vi ainda mudança significativa… ao menos para os destinos que acompanho as tarifas (europa, EUA e Canadá).

    Obrigada por manter o blog atualizado com esse tipo de informação e não apenas as promoções – é o que faz dele uma ótima fonte de referência, afinal. 😉

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.