BQB Líneas Aéreas: Mais Uma Cia Aérea Ligando a Argentina ao Uruguai no Futuro

16 de Janeiro de 2009 | Por | 9 Comentários More

O grupo BQB que opera a maior parte dos ferryboats que ligam Buenos Aires ao Uruguai, que possui uma operadora de turismo e que deve construir um hotel próximo ao terminal fluvial em Puerto Madero, Buenos Aires, deve colocar em operação uma cia aérea: a BQB Líneas Aéreas.

A primeira aeronave, um ATR 75-500, chega em abril de 2009 e em maio deve inciar suas operações ligando Buenos Aires a Colônia e Salto no Uruguai.

Mais uma opção a Aerolineas é sempre bom!

Category: Notícias

Comentários (9)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. jorge moraes says:

    BQB, com este nome é melhor não lançar cia aérea nenhuma.

    Responder

  2. pauloBR says:

    Reproduzo aqui trecho da última newsletter que recebi do site http://www.pasaporteuruguay.com, que considero a autoridade máxima em Turismo no Uruguay.

    Em tempo: esta idéia já funcionou no passado: em 1972 viajei de ônibus de POA a Montevideo. Fiquei uns dias em Montevideo e fui a Buenos Aires, fazendo de ônibus o trecho Montevideo-Colonia e de avião (um glorioso DC-3!) o trecho Colonia-Buenos Aires.

    O López Mena, dono e fundador da Buquebus não está de brincadeira com este assunto não. Pra quem não se lembra, recentemente Buquebus se propôs a comprar a Aerolineas Argentinas. Como a presidenta Cristina Kirschner estatizou a Aerolineas, nada mais natural do que a idéia de criar uma outra cia. aérea.

    Quanto ao nome BQB, para uruguaios e argentinos o nome tá bom, é só uma abreviatura de Buquebues, um nome conhcedíssimo por lá. Aliás, o nome não interessa, mas a proposta é muito interessante: operar nos trechos Colonia, Buenos Aires, Montevideo, Punta del Este, Salto e Porto Alegre. Quem mora no Sul do Brasil ou quem viaja ao Uruguai e Buenos Aires, sabe como faz falta uma cia. áerea nestes trechos.


    BQB LINEAS AÉREAS

    En el nuevo local de Buquebus en Punta del Este, con la presencia del Ministro de Turismo Héctor Lescano y la ausencia del Ministro de Transporte, Víctor Rossi, el Presidente de la línea marítima Buquebus, López Mena, anunció la creación de su aerolínea, BQB Líneas Aéreas.

    La idea de una aerolínea para completar todos los medios de transporte (terrestre, fluvial y aéreo) data de bastante tiempo atrás en los proyectos de López Mena, y es durante el año 2009 que lo piensa concretar, en el mes de mayo o junio, más precisamente.

    Mientras espera que el gobierno uruguayo apruebe su solicitud para volar las rutas entre Colonia, Buenos Aires, Montevideo, Punta del Este, Salto y Porto Alegre, ya se ordenaron

    construir dos ATR 72500 en Francia, a un costo de unos 18 millones de dólares cada uno.

    La idea es tener a Colonia como “Hub”, para desde, hacia, y a través de esa ciudad, poder transportar decenas de miles de turistas regionales y extra regionales. La operación desde Colonia, le obligaría a Buquebus a ser el concesionario del aeropuerto de Colonia, debiendo entonces, a su costo, mejorar el aeropuerto y alargar la pista de aterrizaje. Un hecho largamente deseado por todos los operadores turísticos de Colonia, ya que ampliaría notablemente el flujo de aviones de mayor porte a la ciudad colonial más famosa del Uruguay.

    La autorización de las rutas, y por lo tanto de la existencia de la nueva aerolínea uruguaya, que daría trabajo en forma directa a 150 personas, depende del gobierno de Uruguay, y de si PLUNA, con cierto poder de veto, objetará la aprobación de las mismas, siendo esta una decisión que todo el sector turístico uruguayo espera que no se formalice.

    En su oratoria durante la inauguración del nuevo local de Buquebus, el Ministro de Turismo Lescano recibió la noticia como algo muy positivo para el país. Mientras que llamó la atención la ausencia (su presencia había sido confirmada, pero fue cancelada solo 2 horas antes del discurso de López Mena) del Ministro Rossi. Un hecho que llevó a que unos cuantos lo interpretaran como una evasión a manifestarse públicamente a favor de la nueva línea aérea.

    No obstante, la mayoría prefiere recordar las recientes palabras de Rossi, respecto a BQB Líneas Aéreas: “El gobierno uruguayo tiene voluntad política de aprobar los trámites lo antes posible, pero los avales deben cumplir los procedimientos correspondientes tanto para operar como respecto de los destinos de vuelo”.

    Responder

  3. Giana Hilgert says:

    Fiquei muito feliz ao ler no jornal que a BQB Líneas Aéreas fará o trecho Rivera-Porto Alegre a preços acessíveis. Sou funcionária pública em Santana do Livramento e preciso seguidamente ir a Porto Alegre. O avião virá para tirar a minha sensação de morar em uma “plataforma de petróleo no meio do oceano”, pois esta cidade é agradável, mas fica muito isolada. Tenho agora um bebê e a viagem de carro, que já era cansativa, tornou-se um sofrimento. Desejo sucesso.

    Responder

  4. Deise Alves says:

    Gostei de saber destes voos para Punta del leste.
    COMO FACO PARA COMPRAR VIA INTERNET ?

    Atenciosamente,
    Deise Alves

    Responder

  5. rosane says:

    Bom dia ,gostaria de saber endereço eletrônico para enviar um curriculum vitae pra trabalhar nesta empresa ,sou comissária de voo.
    Muito obrigada

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Entre no site http://www.meioaereo.com e faça buscas por lá

    Responder

  6. Rodrigo Purisch says:

    Não tenho essa informação ainda. Normalmente os vôos Pluna fazem conexão em Montevidéu. O resto da informação você deve tentar junto com um agente de viagens.

    Responder

  7. Pedro Estrela says:

    Viajo frequentemente a Asuncion-Paraguay, gostaria de ser informado se a BQB pretende e se positivo , quando fazer voos entre Porto Alegre e essa capital.

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.