Caos nos Aeroportos: Ninguém Sabe de Mais Nada

5 de December de 2006 | Por | Comente More
Quem ouviu a entrevista do Sr. Milton Zuanazzi, presidente da ANAC, na Rádio Band News na manhã de terça feira, pode ter achado que estava em outro país quando viu os acontecimentos nos aeroportos, que se iniciaram na mesma manhã e acabaram por fechar os aeroportos de Congonhas (SP), JK (Brasília) e Confins (BH) para vôos durante o período noturno. Na citada entrevista, o presidente da ANAC dizia estar muito mais otimista em relação à situação dos aeroportos no final do ano.

O certo é:

A ANAC não tem domínio sobre o que deveria gerenciar.

A Aeronáutica procura culpados, mas soluções ela ainda não achou.

Que Forças Armadas são estas as nossas, que deveriam estar prontas e com planos alternativos em caso de defesa do território nacional? Se fosse guerra eles iam pedir para os inimigos mandarem um avião de cada vez para poderem ser acompanhados pelos radares? Se os controladores são militares, que ajam como, em um momento de crise como este. Depois, devem ter suas reivindicações analisadas com carinho.

Dúvidas sobre a participação de controladores no caos de hoje: se estiverem associados ao ocorrido hoje, devem ser tratados com o rigor militar, como espero que seus supervisores sejam tratados no futuro, quando forem analisadas as faltas cometidas no planejamento do controle aéreo brasileiro.

O Ministro Valdir Pires continua sem saber….

O Comandante Supremo das Forças Armadas e responsável pela administração federal, o Presidente da República (eleito para isso) cala-se. Pelo menos é melhor que falar que não sabe e mandou investigar….

O consumidor…. E quem se importa com o consumidor?

Category: Caos

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.