Cartões de Crédito: Você já Usou Algum dos Benefícios Adicionais?

17 de July de 2008 | Por | 39 Comentários More
Vou chamar mais uma vez a atenção dos leitores para a caixa de comentários do post sobre as mudanças de regras do Amex. Está rolando muitas dicas sobre os cartões de crédito em geral. Eu mesmo acabei conhecendo, via dica do Nick, o cartão do Votorantin me era até agora desconhecido. Cada um tem um cartão que se encaixa mais no seu perfil. Se você tiver mais dicas sobre cartão ou quiser ler os comentários é só clicar aqui.

Os possíveis benefícios de um cartão de credito vão muito além do programa de milhagem ou pontos do mesmo. Alguns cartões podem te dar um seguro de vida em caso de morte acidental, seguro de malas, uma graninha de indenização no caso de atraso na entrega das malas, seguro do veículo alugado, seguro de saúde no caso de urgência médica (sendo que alguns emitem um certificado de seguro para comprovar sua cobertura para entrar na Europa) entre outras vantagens.

Você já usou alguns desses benefícios? Fora o seguro de vida, já me senti tentado a usar pelo menos dois desses benefícios, mas nunca tive confiança suficiente para fazê-lo.

Explico: No caso de um seguro saúde, muitas vezes a coisa burocrática fica toda na sua mão (resolver questões espinhosas no exterior em língua não nativa não é algo isento de estresse) e depois você tem que enviar ao cartão toda a papelada para ser reembolsado. Aí acabo decidindo por um seguro saúde de viagem que não seja baseado em reembolso (ligo para a assistência e eles resolvem os problemas) visando reduzir um possível estresse.

Seguro de carro no exterior é a mesma coisa. O seguro do cartão cobre os danos do veículo (CDW ou LDW), mas não os dos terceiros e ainda você tem que ficar de olho na pré-vistoria do veículo, pois se passar um dano despercebido, você acaba sendo responsável na hora de entregar. Como opto pelo seguro total e o de terceiros da locadora, não há estresse, já que todo e qualquer dano estará coberto. Normalmente, a vistoria pré e pós aluguel costumam ser até mais rápidas.

Se você já teve alguma experiência de optar por um desses benefícios e ter que realmente usá-lo então a deixe na caixa de comentários deste post. Quem sabe eu e outros leitores podemos mudar nossa forma de agir baseado nessas histórias? Já aproveito para agradecer sua participação.

Tags:

Category: Cartões de Crédito, Planejar e Comprar, Programas de Fidelidade Aérea

Comentários (39)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Liana says:

    Boa Tarde,
    O seguro dos cartoes Platinum é o mesmo q uma seguradora de viagem oferece. A Visa faz intermediacao. Vc trabalha p alguma seguradora de viagem?

    Responder

  2. Fernando Roberto says:

    Tenho o Platinum do Itaú e tanto no material que recebi do cartão quanto no site consta a informação que esse cartão possui seguro extravio de bagagem. Só que ligando para o Itaú eles disseram que esse seguro era da bandeira (no meu caso, da Mastercard). Liguei para Mastercard e eles disseram que seria do banco. Enfim, não existe esse seguro. Fiz uma reclamação no SAC e estou esperando o retorno.

    Responder

    Marcio respondeu:

    Realmente existem algumas coisas que são do banco e outras da bandeira, isso é complicado e quando isso acontece de um ficar jogando para o outro complica mais ainda…
    Tive uma experiência desse tipo com chaveiro, no contrato falava sobre serviço de chaveiro e eu inclusive já tinha utilizado uma vez ligando direto para o Itau, um ou dois anos depois na segunda vez que fui utilizar disseram que o seguro seria da Visa e no final acabei eu mesmo chamando o chaveiro, porque eu estava trancado do lado de fora de casa e era tarde…
    Fiz a reclamação e não deu em nada…

    Responder

  3. Eu estive em São Paulo nesse final de semana que passou e aluguei um carro pela Hertz. A experiência não foi muito boa. Havia reservado um carro da categoria do Fox (usando o desconto do BB Visa Platinum, dando cerca de R$ 147,00 a diária), porém quando cheguei em GRU para pegar o carro, eles não tinham o carro da categoria que eu reservei. Após muito discutir me deram um Fiat 500, automático. Não gostei muito da ideia pois nunca havia dirigido um carro automático antes, mas me acostumei rápido.

    Enfim, na hora de fazer o seguro, foi outra discussão. Eu disse que não iria contratar a cobertura de seguro da Hertz (cerca de R$ 30,00), somente o seguro contra terceiros (que era R$ 9,00), pois pagaria a locação com meu BB Visa Platinum, que já cobre o seguro de locação de veículos. A atendente da Hertz fechou a cara e disse que não recomendava, que isso não funcionava no Brasil, que se o carro fosse batido ou roubado a Hertz me cobraria a vista o valor de um Fiat 500 0km, e depois eu teria que ir atrás da Visa para ser ressarcido. Acho que ela contou essa hitória para tentar me assustar com o prospecto de pagar o valor do veículo a vista. Ignorei e disse que não me importava, que se a Visa se recusasse a honrar a contraparte dela eu entraria na justiça contra ela e me resolveria, e que iria correr o risco (segundo ela, alto).

    Enfim, a muito contra-gosto ela tirou o seguro, deixando somente a cobertura contra terceiros, e me entregou o carro.

    Outra coisa que não gostei da Hertz, é que eles pedem para entregar o carro com o tanque cheio, porém nos entornos do caminho para GRU não vi posto algum até hoje. Então sempre acabo deixando para abastecer na locadora mesmo. Na Localiza isso funcionou bem até hoje, porque eles sempre me cobrararam quase o preço do álcool em qualquer posto.

    Na Hertz de Guarulhos pelo menos não. Ou você faz um plano tanque cheio, e já paga um tanque cheio na saída, ou você acha algum lugar para abastecer no caminho, ou ainda você deixa para abastecer lá, e paga R$ 5,00 (CINCO REAIS) o litro do álcool.

    Da próxima vez, abasteço em Osasco mesmo que provavelmente chego lá com o tanque em 8/8 e digo que está cheio.

    Overall, não gostei muito da experiência na Hertz, e confesso que fiquei um pouco receoso com a questão do seguro.

    Alguém já precisou usar esse seguro do cartão de crédito para locação de veículo aqui no Brasil?

    Responder

  4. Marcio says:

    Estive na Europa a pouco tempo e aluguei carro na Alemanha e Italia, na Alemanha pela Avis e fiquei bastante tempo, o seguro da Avis foi gratuito pelo tempo que fiquei com o carro então não tive porque usar o do cartão, na Italia foi a Hertz e o cara da locadora torceu o nariz… perguntou se eu tinha certeza que isso funcionava mesmo, mas no final tirou o seguro… Não precisei usar, pois mesmo com todas as ruas ridiculamente estreitas da Amalfitana consegui não bater em ninguém e nem arranhar o carro… 😉
    Meu cartão é TAM Itau Visa Platinum, o seguro de saúde utilizei o do cartão também… Imprimi o certificado Schengen diretamente do site da Visa-Platinum e foi o que mostrei para a Alfandega na Alemanha..
    Também não precisei utilizar realmente…

    Responder

  5. Marcio says:

    Esse tipo de coisa acontece, por conta de ditos “descontos”, aluguei um carro na Alemanha e acabei pegando o seguro da Avis porque pelo tempo que eu iria ficar com o carro o seguro era “gratuito”…
    Eles tem interesse em vender o seguro deles, essa é a questão, então fazem de tudo para embutir o valor…
    na Europa e EUA também o seguro não costuma ser muito caro e quanto mais tempo de aluguel menor o valor do seguro, aqui no brasil é que a coisa é mais complicada, o seguro costuma ser quase metade do valor da locação…

    Responder

  6. Vivi says:

    Fui a Las Vegas e utilizei o seguro de saude do Bradesco visa. Foi um pouco burocrático, mas deu certo no final.

    Responder

    Marcio respondeu:

    Vivi, só para saber o seguro que você usou era do Bradesco ou da Visa?

    Responder

  7. Flavio says:

    Liguei hoje pro atendimento do Visa Platinum para me informar sobre o seguro locação de automóveis que eles divulgam no site.

    http://www.visa-platinum.com/br/beneficios.aspx

    A atendente me deu algumas informações, mas eu pedi que me enviassem um documento por e-mail com mais detalhes. Resposta dela: tudo que o senhor quiser saber, é só ligar para o 0800.

    Quer dizer, eles dizem que o aluguel está coberto por um seguro, mas não querem te enviar um documento com os detalhes desse seguro. Achei estranho…

    Procurando no Google achei o seguinte documento no site da Visa:

    http://www.visa.com.br/downloads/Seguro_de_%20Aluguel_de_Automoveis.pdf

    Para ser sincero, não confio nesse seguro. Prefiro pagar o valor pedido pela locadora. Tudo que eu menos quero numa viagem é me aborrecer.

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    No passado, tinha uma apólice no site depois tiraram. Não consigo confiar em seguro sem ler as regras.

    O pior é que tem muita gente que ainda acha que o seguro cobre terceiros (só cobre o carro alugado)…

    Sempre que posso faço o aluguel com seguro em uma tarifa all inclusive.

    Responder

    Flavio respondeu:

    Pois é, Rodrigo, penso igual a você.

    O que dá raiva é saber que, com o que você gasta aqui para alugar um carro categoria B (econômico c/ ar), você aluga um classe superior (carrão!) nos EUA, seguros inclusos. Aluguei em março quando fui à Orlando e me custou $834 por 18 diárias… e ainda ganhei um upgrade. 🙂

    Fernando: é bem provável que as locadoras embolsem os seguros elas mesmas, como você diz. Você já precisou acionar o seguro do cartão?

    Responder

    Fernando H Rosa respondeu:

    Geralmente na contratação do seu cartão eles enviam, em meio a enorme papelada que costumeiramente chegada, um folhetinho com letras miudas com as regras do seguro.

    Eu ando com este folheto dentro da minha pasta de viagem. Lá tem as orientações sobre cobertura, tipos de carros cobertos (nem todos são cobertos por todos os seguros!) e como acionar o seguro em caso de sinistro.

    Eu usualmente faço questão de não pagar o seguro da locadora. Me parece uma prática um tanto quanto desonesta deles de te extorquir mais dinheiro. A taxa de sinistro é baixa e provavelmente elas embolsam os prêmios elas mesmas, por isso a insistência para você comprar o seguro deles. É uma maneira de aumentar o preço da locação sem aumentar o valor da diária, já que muita gente sõ olha o valor da locação e esquece de comprar o custo total (que pode ser muito maior, visto que em alguns casos o seguro sai mais caro que a locação!).

    Responder

    Marcio Aleixo respondeu:

    Já “utilizei” algumas vezes o seguro do Visa Platinum pra aluguel de carros, mas sempre com o pé atrás…
    Algumas vezes na Europa acabei pagando o seguro da locadora por ser muito barato e pensando em não me aborrecer no caso de um sinistro.
    Nunca tive um sinistro, por isso falei que “utilizei” entre aspas.
    O que é importante no final é entender o que é coberto, porque esse seguro tem algumas restrições…
    Manter essa parte da papelada do cartão junto com as tralhas de viagem, como o Fernando comentou é bem interessante…
    Normalmente a gente só lembra disso na hora que precisa.

    Uma outra questão sobre as informações do site da Visa-platinum é que você tomar bastante cuidado, porque já percebi que nem todo “Visa-Platinum” tem os mesmos recursos, parece que isso depende da administradora, percebi diferenças quanto aos seguros de cartões visa platinum de administradoras diferentes… Umas cobrem seguro de carro alugado na Europa e outros somente nos EUA…
    Então é bom ficar ligado nesses detalhes também, não sei se as informações no site da Visa-platinum são específicas para os seu cartão.

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    A cobertura varia mesmo de cartão para cartão. O meu cobre inclusive o Brasil, mas tem outros que só no exterior. Tem de ficar de olho.

    Responder

    Fernando H Rosa respondeu:

    Pois é. O mais recomendável é tentar conseguir as regras com a administradora do seu cartão diretamente e ter os números para acionar sinistros e o que é coberto/descoberto para não ter nenhuma suspresa ingrata depois. Meu seguro do HSBC Premier World Mastercard americano por exemplo, só cobre carros com valor de mercado de até 50 mil dólares e não pode ser um carro off-road/esportivo/caminhão. Sem saber muito bem estes detalhes e as limitações da cobertura do seu seguro em particular eu não arriscaria usar o seguro do cartão. Como eu alugo carros ocasionalmente não fui mais a fundo, mas se alugasse com mais freqüência valeria a pena ligar na central de sinistros e questionar mais detalhes, por exemplo: algumas seguradoras dizem que exigem o pagamento a vista pelo cliente no valor de carro, o que a seguradora do cartão recomenda neste caso, etc.

    Responder

  8. ja usei o meu beneficio que mim da direito socorro em veiculo e ate assistencia em minha casa caso nescessito de um pograma chamado multiassistece que ja nescessitei fui muito bem atendido sem nenhuma restriçao espero que se prescizar serei atendido como das vezes anterior

    Responder

  9. Camilo says:

    Há pouco tempo atrás eu entrei em contato para tirar algumas dúvidas acerca do seguro de automóvel alugado. Liguei para o número que deve ser utilizado em caso de sinistro para ter uma informação mais precisa. Primeiro questionei valores (carro até US$ 70k), questionei sobre pagamentos (até 30 dias) e quando questionei o que fazer imediatamente após uma colisão, de como seria acionar o guincho, para onde enviar o carro e tudo mais a coisa ¨complicou¨, o atendente não sabia responder. (Lembrando que telefonei para o ¨número em caso de emergência¨).
    Por fim, acabei fazendo minha próxima reserva com seguro da locadora, se – DEUS ME LIVRE – eu bater o carro, a única coisa que tenho que fazer é pegar outro carro da locadora.

    Responder

  10. Flavio says:

    Aluguei um carro com a Unidas nesse révéillon, na tarifa Smiles, como já havia feito outras vezes. Enquanto fazia a devolução do veículo, perguntei para a atendente qual era a seguradora que segurava a frota deles.

    Resposta: nenhuma! A frota da Unidas não é segurada, disse ela.

    Olhando o contrato com mais atenção fica claro o que eles vendem: proteção. Eles não fazem uso da palavra “seguro” em nenhum momento – até porque a Unidas não tem autorização da Susep para operar no mercado de seguros.

    O que eles vendem é simplesmente um serviço. Se você bater com o carro, eles se propõem a só cobrar o valor da franquia. Se você bater em alguém, eles se propõem a cobrir a despesa com o conserto do outro carro que ultrapassar o valor da franquia. Só isso.

    Locadoras americanas também fazem isso, chama-se Loss Damage Waiver (LDW). Mas lá elas oferecem seguros (pelo menos a Budget, com a qual aluguei ano passado nos EUA – http://www.budget.com/budgetWeb/html/en/smartservices/insurance.html )

    Agora a situação ficou mais estranha ainda: contratar um serviço que não é um seguro junto à locadora ou contratar um seguro sem apólice junto à operadora do cartão de crédito?

    Responder

  11. Vitor says:

    Eu já utilizei o seguro do meu cartão VISA Platinum em MIAMI quando quebraram o vidro do meu carro estacionado e roubaram algumas sacolas.
    Confesso que fiz MUITAS ligações e fui bem atendido, e não fui cobrado da locadora ALAMO em momento nenhum.
    A própria seguradora da VISA se encarregou de entrar em contato.
    Em caso de sinistro, chame a polícia, pegue o “Boletim de Ocorência” que eles fazem na hora, guarde toda documentação da locação que será exigida pela operadora do cartão.
    É realmente um procedimento muito chato, até porque você terá que levar o carro até a locadora para pegar outro veículo. Em caso de batida mais grave, não sei como isso seria feito.
    Minha experiência foi essa. Muita burocracia, porém nada me foi cobrado.
    Eu já aluguei outras vezes recusando o seguro, mas confesso que o inconveniente de um sinistro mais grave pode não valer a pena.
    Espero ter ajudado. Abraços.

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.