TAM Itaú Personnalité Platinum/Unicard Platinum

Tam Itaú Personnalité Platinum/ Tam Unicard Platinum

Última atualização: 29.7.2009, Texto escrito por Hotmar

Sites: Itaú / Unibanco

Visão Geral: Renda Mínima, Pontuação e Anuidade

A Tam lançou, em parceria com os bancos Itaú e Unibanco, cartões de crédito que oferecem pontuação direta, gratuita e automática para o programa Fidelidade TAM. São oferecidos cartões de 4 categorias: Local, Nacional, Gold e Platinum. Concentraremos nosso foco no cartão Platinum, que, em ambos os bancos, é oferecido nas bandeiras Visa e Mastercard.

A renda mínima exigida para obtê-lo é de R$ 9.400, sendo a mais alta dentre todos os cartões Platinum existentes no mercado brasileiro.

A pontuação é de 1,5 ponto a cada dólar gasto, pontuação essa que foi recentemente aumentada, haja vista que a pontuação era de 1,33 ponto a cada dólar gasto até pouco tempo atrás.

A anuidade é de R$ 250, sendo que no primeiro ano, pelo menos no cartão Itaú Personnalité, a anuidade tem um desconto de 50%, caindo para R$ 125, parcelada em três vezes. Já no cartão do Unibanco, no primeiro ano a anuidade é cobrada em seu valor integral. Não se sabe se há uma política de desconto ou isenção na anuidade, o que é lamentável…

Os gastos do cartão podem ser acompanhados pela Internet. No caso do Itaú, o home banking é bem completo, fornecendo informações detalhadas até em forma de gráfico, além de permitir alteração de dados cadastrais e algumas solicitações, como cartões adicionais. O home banking do Unibanco também é bastante completo, oferecendo serviços similares.

O cartão oferece uma boa bonificação de entrada – 5.000 pontos, que somente são creditados após o pagamento da terceira parcela da anuidade – vale lembrar que estamos tratando da versão Platinum (cartões de outras categorias também oferecem bonificação de entrada, que varia conforme a categoria). Ou seja, a bonificação de entrada somente é creditada após 4 meses de uso, o que significa que seu titular deve ter paciência para esperar pelo crédito dos pontos extras…

Programa de Recompensas: Fidelidade Tam

Por ser um cartão de crédito associado à empresa TAM, os pontos acumulados no cartão são transferidos para o programa Fidelidade TAM. A vantagem dessa associação é que a transferência é automática, ou seja, não depende de central de atendimento ou Internet – economizando-se tempo, que seria gasto em ligações telefônicas ou no acesso à Internet -, além de ser totalmente isenta de cobrança de tarifas adicionais – economizando-se dinheiro, o que é muito bem-vindo, já que vários dos cartões analisados cobram uma tarifa pela transferência de pontos, incluindo os administrados pelos bancos Santander (R$ 40), Votorantim (R$ 35) e Banco do Brasil (R$ 20).

Por outro lado, a validade dos pontos acumulados e automaticamente transferidos para o Fidelidade Tam seguirá a dos pontos desse programa. O mesmo Itaú tem o cartão Personnalité Platinum onde os pontos (1,5 ponto por USD) são acumulados numa conta do programa Sempre Presente e não tem data de validade (enquanto se mantiver o cartão ativo). Esses pontos do programa Sempre Presente podem ser transferidos sem taxas para o Fidelidade Tam a qualquer momento. Perde-se na praticidade em relação a versão associada a Tam, mas ganha-se em validade dos pontos. (comentário emitido pelo Rodrigo).

Muitos podem achar ruim o fato de esse cartão ser associado somente a uma empresa aérea, e de fato há aspectos negativos, conforme comentaremos abaixo, porém, vale lembrar que a TAM iniciou um processo de integração à rede Star Alliance, que é uma aliança global de cias. aéreas – mais detalhes sobre essa aliança global você pode obter aqui. Tal integração possivelmente será concluída até o final do primeiro trimestre do ano que vem, o que significa que, num futuro bem próximo, será possível utilizar os pontos para viajar nas demais empresas integrantes dessa aliança global, o que inclui vôos pela Singapore Airlines, Continental, Lufthansa, United, TAP etc., além de aproveitar os demais benefícios proporcionados pela integração a uma aliança global de companhias aéreas. Ademais, mesmo atualmente, é possível usar pontos TAM para viajar em algumas (não em todas, haja vista que algumas parcerias estão em fase de implantação) cias. aéreas parceiras, tais como a LAN e Air Canada. Só não se sabe como ficarão as parcerias atuais quando o processo de integração à Star Alliance for concluído, ou seja, se serão mantidas ou extintas…

De qualquer forma, para quem viaja com freqüência por meio de outras cias aéreas nacionais – Gol, Azul etc. – cujos programas de fidelidade não permitem troca de pontos com a TAM, não há muito sentido no uso desse cartão, pelo menos como meio para a acumulação de milhas aéreas. O mesmo vale para quem viaja para o exterior através de cias aéreas que não estejam entre as atuais parceiras da TAM ou que não integre a rede Star Alliance. Exemplificando: se o cliente viaja para os Estados Unidos usando, rotineiramente, os serviços da Delta Airlines, que integra outra rede global de cias. Aéreas, a SkyTeam, ou para a Europa por meio dos aviões da British Airways, que também não faz parte da rede Star Alliance, mas sim de outra rede global OneWorld, vale mais a pena usar outro cartão de crédito, que permita a troca de pontos do cartão por milhas aéreas dessas cias aéreas/alianças globais. Por isso, analise bem seu perfil de consumidor de viagens e as cias. aéreas pelas quais viaja, antes de adquirir qualquer cartão de crédito!

Voltando ao cartão TAM Platinum, outra vantagem desse cartão de crédito é que não existe uma quantidade mínima de pontos a serem transferidos: se o cliente tiver acumulado, num mês, somente 8 pontos, serão esses 8 pontos transferidos para o programa Fidelidade TAM. Em alguns programas de recompensas, é necessário acumular um mínimo de 100 (Itaú Personnalité), 1.000 (Banco do Brasil, Votorantim, Santander) e até 3.000 pontos para transferência (caso do Mastercard Black, do Bradesco)…

Essa vantagem constitui um detalhe importante porque pode acontecer de o cliente ter, por exemplo, 9.997 pontos em sua conta no programa Fidelidade TAM, faltando apenas 3 pontos para atingir o mínimo necessário para o resgate de um bilhete-prêmio. Assim, ao invés de ter que esperar completar 1.000 pontos usando um cartão de crédito de outra bandeira (normalmente os cartões só permitem transferência em múltiplos de 1.000 pontos) – e conseqüentemente consumir mais – basta fazer uma compra pequena, de, por exemplo, R$ 10 (uma revista numa banca de jornal), que, no mês seguinte, ele terá os 10.000 pontos necessários ao resgate de uma passagem-prêmio. Essa vantagem traz uma série de benefícios colaterais, uma vez que, se tivesse que utilizar outro cartão de crédito, teria que fazer a transferência de forma manual – via telefone ou Internet – (nesse cartão da TAM a transferência é automática), e, além disso, estaria sujeito a pagamento de tarifa extra, dependendo do banco administrador do cartão (no cartão da TAM a transferência é isenta de custos).

Os pontos são válidos por 24 meses, sendo que a fatura parcial pode ser consultada via Internet, facilitando o controle de gastos.

O atendimento telefônico é muito bom e rápido: não há demora para conseguir conversar com um atendente e as informações são prestadas de forma clara e precisa.

Outros Benefícios: Salas Vip Nacionais, Check In Prioritário, Embarque Preferencial, Parcelamento de Passagens em até 10 vezes (mas só para titulares do cartão Itaú, não do Unibanco).

No cartão TAM Itaú Personnalité Platinum, o seu titular contará com três benefícios do Fidelidade Vermelho (categoria elite do programa de fidelidade da TAM): acesso às salas VIP domésticas, embarque preferencial e atendimento exclusivo no balcão de check-in Fidelidade Vermelho, nos principais aeroportos do país onde esse serviço estiver disponível. Já para quem possui o cartão do Unibanco, esses benefícios aparentemente não estão disponíveis – o que não deixa de ser estranho – porém, o cliente e até três acompanhantes podem utilizar três salas VIP no andar de embarque no aeroporto de Miami. Aqui me antecipo às perguntas que normalmente faço no final do artigo, e lanço uma indagação ao leitor titular de um cartão TAM Unicard Platinum: você conseguiu utilizar as salas VIP domésticas da TAM e ter prioridade no check-in do aeroporto e no embarque apresentando esse cartão do Unibanco?

É importante também não confundir o cartão TAM Unicard Platinum com o cartão Unicard Platinum. Os requisitos para obtenção, as anuidades, os fatores de conversão e demais características são diferentes. Em breve será feita uma análise do cartão Unicard Platinum.

Convém destacar, também, que na correspondência em que é enviada a fatura mensal do cartão do Itaú Personnalité, acompanha um folheto de 4 páginas, denominado de “First Class”, em que são anunciadas ofertas promocionais de restaurantes, opções de presentes, locações de automóveis e pacotes turísticos, com descontos para quem é titular dos cartões. Além disso, freqüentemente são enviadas correspondências com promoções avulsas para acumular mais pontos no programa Fidelidade TAM usando esse cartão. Por exemplo, em meados do ano passado, os clientes dos cartões TAM Itaú Personnalité Platinum receberam uma correspondência avulsa com oferta de assinatura do jornal Valor Econômico com esse cartão em que, além dos pontos da compra, havia uma bonificação extra de até 4.000 pontos pela assinatura do jornal.

Outro benefício do cartão TAM é a possibilidade de parcelamento das compras de passagens de vôos operados pela TAM em até 10x (dez vezes) sem juros.

Pagamento de Contas no Cartão Gera Pontos (Apenas para Correntistas Itaú)

Conforme comentando – nesse artigo do Rodrigo– o pagamento de contas e boletos bancários no cartão de crédito do Itaú (não do Unibanco) gera pontos no programa de fidelidade, porém, as regras para tal pontuação têm sofrido cada vez mais restrições, já que o serviço está disponível somente para correntistas do Itaú ou para clientes antigos que já usavam essa função.

Os custos da operação são IOF + juros de 1,99% sobre o valor do título, juros esses que são “pro rata” (proporcional ao tempo usado). Ou seja, é possível debitar o valor no cartão de crédito e, dois dias após, de acordo com as regras do serviço (chamado Pague Contas), fazer um pagamento avulso no valor exato da conta a pagar. Os custos financeiros são cobrados na próxima fatura, sendo os juros cobrados de forma proporcional ao tempo, ou seja, com juros reduzidos se o pagamento avulso for realizado em data próxima ao do uso do serviço. Mais informações e comentários dos leitores podem ser obtidos no link acima referido.

Conclusão

Além da pontuação recentemente alterada para melhor (de 1,33 ponto a cada dólar para 1,5 ponto), esse cartão é uma das melhores opções para quem viaja com freqüência pela TAM, levando-se em conta alguns benefícios do Fidelidade Vermelho – acesso a salas VIP domésticas, embarque preferencial e check-in prioritário em aeroportos, para quem é titular do cartão Itaú (e não do Unibanco), frise-se. Além disso, a transferência automática e gratuita de pontos para o Fidelidade TAM e a desnecessidade de ter um número mínimo de pontos a transferir também o torna uma boa opção quando se necessita de um número mínimo de pontos para completar uma quantidade de pontos que dê direito a uma passagem-prêmio. Por outro lado, se você costuma viajar com freqüência por outra empresa aérea – Gol, Azul etc. – e não viaja para o exterior, ou, quando viaja, utiliza os serviços de uma cia. aérea que não seja a TAM e/ou não tenha parceria com ela, esse cartão perde muito de seu interesse, uma vez que a anuidade é cara e os pontos acumulados com o uso desse cartão só podem ser resgatados para o programa Fidelidade TAM.

Você Tem um Tam Platinum, do Itaú ou do Unibanco? Comente!

Perguntas para quem tem um TAM Platinum, seja ele Itaú Personnalité ou Unicard: você já usou os serviços do check-in prioritário, embarque preferencial e das salas VIP nacionais? Conseguiu usá-los mesmo sendo o seu cartão um TAM Unicard? Já aproveitou alguma promoção anunciada no boletim informativo First Class? Que experiências (positivas e/ou negativas) teve com ele?

É isto aí!

Um grande abraço, e que Deus lhes abençoe!

Gostou do texto? Então não deixe de ler os comentários dos leitores no post que deu origem a este texto!