Como Planejar e Comprar Sua Viagem Pela Internet: Introdução

24 de January de 2007 | Por | 2 Comentários More
Realizar o planejamento de uma viagem e comprar os serviços necessários para sua realização via Internet é um hábito ainda restrito a uma pequena, mas crescente, parcela dos viajantes.

Os viajantes podem ser divididos em 3 grandes grupos:

O primeiro grupo é formado pelos adeptos dos pacotes, que optam por roteiros muitas vezes muito pouco flexíveis, mas com o conforto de contar com hotéis, vôos e planos de visita aos pontos turísticos pré-escolhidos, além do suporte de guias fluentes na língua do viajante. Esse pode ser considerado o maior grupo hoje no Brasil e é o foco das grandes operadoras de turismo.

Um segundo grupo seria formado pelos viajantes de alto poder aquisitivo, que podem contar com agentes especializados em viagens de classe superior e que diante das necessidades do viajante organizam uma viagem na tentativa de preencher todas as expectativas do mesmo. Esse apoio personalizado tem um custo, mas quem tem a possibilidade de bancá-lo, um grupo muito restrito de viajantes, com certeza terá um ótimo custo/benefício, além de uma viagem memorável.

O terceiro grupo, de dimensão ainda modesta, mas em crescimento constante, é formado pelos viajantes que já tiveram contato com os pacotes e sentiram uma falta de personalidade e flexibilidade nos mesmos e pelos viajantes que se divertem na montagem de uma viagem personalizada que preencha seus desejos e respeite suas limitações.

Acredito que como os consumidores acostumaram-se e aprenderam a lidar com os meios eletrônicos bancários, aprendendo inclusive como se proteger, os consumidores de viagens também vão migrar para o meio eletrônico para a realização do planejamento das mesmas e das compras de produtos associados.

O certo é que a maioria dos sites de venda de produtos associados ao turismo ainda não tem uma plataforma tão amigável ao consumidor e na maioria das vezes, geram alguma desconfiança, já que as informações muitas vezes não estão dispostas de forma clara. Isso não quer dizer que esses grandes sites não funcionem, ao contrário, muitas vezes nos dão mais flexibilidade de escolha e de preços que as usualmente disponibilizadas na maioria da agências físicas de turismo. Mas esse tema é extenso e sua discussão foge a intenção deste texto.

O Planejamento de uma viagem pela Internet, muitas vezes, pode demandar mais tempo que o usualmente necessário para planejá-la junto ao seu agente de viagens, mas com certeza, gera muito mais prazer, além de produzir um “filho” que é a sua cara.

Essa série de textos, como a maioria dos textos do Blog Aquela Passagem, tem o objetivo de te orientar como sistematizar suas buscas e seu planejamento e a concentrar seus esforços nos lugares certos. Dessa forma seu gasto de tempo será minimizado e o prazer maximizado!

Category: Planejar e Comprar

Comentários (2)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. madeincarla says:

    Rodrigo,

    mesmo não comentando muito, assino o rss do seu blog e sempre leio as notícias. Acabei de planejar e realizar minha primeira viagem totalmente via internet e quis passar aqui para agradecer as informações e dicas que você colocou aqui, que me ajudaram bastante!!!

    Se quiser, minhas impressões sobre meu primeiro vôo RyanAir estão lá no meu blog!

    Abraços,
    Carla

    Responder

  2. Rodrigo Purisch says:

    Carla,

    Obrigado pelo feedback! Essa é a intenção do blog!

    Assim que o meu Virtua estabilizar vou passar lá para ler o post.

    Um abraço

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.