Consolidadores Internacionais

30 de August de 2006 | Por | 10 Comentários More
No exterior, além dos consolidadores (grandes agências virtuais, onde se é possível pesquisar e comprar sua passagem) existem ainda os agregadores, sites que fazem procuras em diversos consolidadores e nos sites próprios das cias aéreas ao mesmo tempo. Eles poupam um bom trabalho, mas não substituem uma visita direta aos sites das cias que fazem o trecho desejado. Isso porque várias promoções têm regras quanto às datas de saída ou ao número de passageiros e se você, por desconhecimento, não preenche esses dados quando inicia a busca nos agregadores, aquela superpromoção não se revelará! Há tarifas cuja venda é limitada aos sites próprios das cias. aéreas, mas existem acordos, no exterior, que permitem sua listagem em alguns consolidadores. Isso torna impossível ao seu agente encontrá-las via GDS na agência. O jeito, nesse caso, é comprar via consolidador ou diretamente no site da cia aérea. Pessoalmente, nunca comprei passagem via consolidadores (já comprei várias diárias de hotel sem problemas), mas tenho boas experiências diretamente em sites das cias.

Atenção, vale sempre uma conferida nos consolidadores ou agregadores no final de semana, caso sua viagem envolva algum trecho nos EUA ou a partir dele. Pequenas guerras tarifárias ocorrem durante o final de semana, quando uma cia tende a bater tarifas em promoção de outra cia. Se você achar essa supertarifa, você deve comprá-la imediatamente, pois tem duração muito curta (não chegam na segunda feira).

Como disse, são vários os consolidadores internacionais e vou listar apenas os mais conhecidos:

Travelocity:


Era uma senhora ferramenta de pesquisa, mas nos últimos tempos tem restringido muito suas buscas, principalmente para vôos internacionais. Era possível, no passado, procurar em que época do ano as tarifas eram mais baixas para um determinado trecho. Hoje em dia, essa função está disponível apenas para vôos dentro dos EUA ou Canadá. Era possível ainda, fazendo um registro no site, acompanhar alguns trechos e ser notificado via e-mail sobre a queda dos preços. Parece que essas mudanças se deveram a uma disputa com organizações de proteção ao consumidor que questionavam que a pesquisa inicial (o preço final aparecia em uma etapa posterior, após selecionar a tarifa) levava em conta apenas o preço da passagem sem adicionar as taxas, impostos e encargos. Como já foi dito anteriormente, esses extras variam muito de cia para cia, podendo fazer uma passagem, inicialmente mais barata, bem mais cara que várias outras. Espero que o site e o governo entrem em acordo para que o Travelocity volte a ser o que era.

Na sua página principal, às vezes, há alguma chamada de uma promoção ou outra de cias. aéreas americanas.
Click em “Flights” no alto da página. Você será levado para a máquina virtual de pesquisa e alguns alertas de promoções aéreas. Ao achar sua tarifa (após a escolha dos vôos), será apresentado um sumário da mesma e nele poderá ser encontrado em “Fare Rules” as regra tarifárias e o código da tarifa.
Muito útil era opção de “Search By Budget” (link na base do retângulo da máquina de busca) que permitia, digitando-se uma cidade de onde se deseja sair, achar as melhores tarifas para cada destino em um mapa (Europa, Ásia, América, Caribe e Pacifico Sul). Hoje parece se limitar a vôos dentro dos EUA e Canadá…

Expedia:


Era muito inferior ao Travelocity, mas após as mudanças desse último, os sites tendem a ter comportamento e qualidade semelhantes no que se refere a passagens aéreas.

Click na guia “lights” no topo da sua página inicial e será levado para a máquina virtual de pesquisa e algumas poucas ofertas. Faça sua procura e após achar alguma tarifa interessante click em “choose this flight”. Na próxima página estarão descritas as taxas, impostos e encargos, e na porção inferior dentro do item 2 – Review rules and restrictios, haverá um link para as regras da tarifa “rules and restrictions”. Junto às regras, debaixo de “Fare Basis”, estará o código da tarifa. Anote-o junto com o vôo para uma futura pesquisa junto ao seu agente ou para comparação com outros sites.

Zuji:

Mas como tudo na vida tem sempre uma opção, o grupo Travelocity, possui outros sites espalhados pelo mundo e um deles o Zuji, baseado em Cingapura e que tem foco de vendas na Ásia e Oceania, traz de volta a opção de busca flexível. Como o banco de dados é compartilhado pelos sites da Travelocity, os resultados do Zuji tendem a ser os mesmos do Travelocity original, caso esta opção fosse ainda disponível.

Vá ao Zuji e na barra superior (zuji in your country) escolha “other”, o que permitirá que os resultados sejam mostrados usando dólares americanos.


Na próxima página, click em “Fights”. Preencha a caixa de busca com os nomes das cidades ou os códigos dos aeroportos ou cidades para ficar mais rápido. Depois, click em “Flexible Date”. Escolha um intervalo desejado e então click em “Search”. Os resultados aparecerão em ordem crescente de tarifas (sem incluir taxas). Agora você vai clicar no link conditions (verde e abaixo do preço) associado à tarifa que mais lhe agradar. Então, se abrirá uma nova janela com as regras da tarifa escolhida. Dentro das regras leia o item “Seasons”, para verificar se o período no qual você deseja viajar está incluído entre as datas permitidas para voar com a tarifa escolhida. Se sim, feche a janela, volte à janela anterior e click em “Check Seats” (à direita). Na próxima página, aparecerá alguns calendários, nos quais as datas com assentos disponíveis para venda estarão marcadas de verde, inicialmente em azul aparecerão as datas nas quais a tarifa pode ser utilizada.

Aqui mora a grande vantagem deste tipo de busca. Imagine uma tarifa muito boa, mas que possui poucos assentos para venda e esses são limitados a poucos dias. Neste calendário, as datas com vôos disponíveis para venda ficam evidentes e você não fica no processo de tentativa e erro para tentar pescá-las.


Escolha as datas de ida e volta e nas próximas páginas serão oferecidas combinações de vôos nessas datas para serem escolhidas. Caso apareça um vôo code share, fique de olho, pois raramente esses vôos são incluídos na promoção, apesar de oferecidos pelo sistema de busca. Então, faça buscas com e sem ele para verificar se há diferença de preço.

Após a seleção dos vôos serão apresentados os preços finais com taxas etc. Você pode comprar no Zuji mesmo ou pegar estas datas e vôos e tentar comprar com a ajuda de seu agente de viagem. Nesse último caso, seja rápido, pois se a disponibilidade for baixa pode ser que seu agente não ache mais tarifa para venda. Não esqueça de imprimir as regras da sua tarifa e de tomar conhecimento das mesmas.

Existem vários outros consolidadores, mas em sua maioria vendem passagens iniciando nos EUA. Você terá acesso também a eles ao usar um agregador.

Tags:

Category: Planejar e Comprar

Comentários (10)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Célia says:

    Olá Rodrigo,

    Existe alguma maneira atualmente de pesquisar tarifas por “Budget” como você mencionou neste tópico? Por exemplo, é possível descobrir tarifas abaixo de $1000 em determinadas datas?Obrigada e parabéns pelo execelente blog.
    Célia

    Responder

  2. Rodrigo Purisch says:

    Célia,

    Voce pode usar o Kayak BUZZ:
    http://www.kayak.com/h/buzz/

    Ou tentar busca flexíveis por destino no ITA

    http://matrix.itasoftware.com/cvg/

    Eles podem dar uma idéia. Não esqueça de depois pesquisar diretamente no site da cia aérea.

    Responder

  3. Anonymous says:

    Parabens pelo Blog. Estou querendo comprar passagens para mim e para minha esposa de Orlando para NY ou Miami para NY. Qual a melhor opcao? Sair de Orlando ou pegar um transporte e sair de MIAMI? Como posso comprar mais barato? Posso comprar pela internet? Posso comprar pelo consolidador ou tenho que entrar no site da empresa? Ou tenho que comprar por agencia?
    Alexandre

    Responder

  4. Fernando says:

    Amei seu blog.
    Muito bem estruturado e com informações de grande valia.
    Queria aproveitar para fazer uma pergunta.
    Minha esposa esta indo par aFort Lauderdale e vi atraves de um consolidador indicado aki, uma passagem que tem stop em Bogotá. O tempo de parada é muito extenso (21 horas) e gostariade saber se ela pode dar uma volta pela cidade para conhecer um pouco da capital.

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Fernando dá sim e vale a pena!

    Leia mais aqui e aqui.

    Um abraço e obrigado pelos elogios!

    Responder

  5. Gilson Souza says:

    Voce pode usar o Kayak BUZZ:
    http://www.kayak.com/h/buzz/

    Ou tentar busca flexíveis por destino no ITA

    http://matrix.itasoftware.com/cvg/

    Eles podem dar uma idéia. Não esqueça de depois pesquisar diretamente no site da cia aérea

    Responder

  6. jorge says:

    Olá Rodrigo! Vou ao Hawaii no final do ano, mas não há muitas ofertas de pacotes atrativas para meu roteiro. Pesquisei no Travelocity e achei bem em conta, ja que eles oferecem passagem, hotel e aluguel de carro por U$ 2.500,00 por 10 dias, bem mais em conta do que agencia de turismo. É confiável, tenho como comprar do Brasil. Se não, tem alguma boa dica para ir para o Hawaii de forma boa e barata? Vlw!

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Jorge,
    O trevelocity é confiável sim, mas fique de olho nas regras para cancelamento. Quanto as dicas, não tenho nenhuma por enquanto. As passagens para o Havai subiram muito depois que uma das cias que fazia a rota entrou em falência. Já deu uma olhada nas promoções da http://www.hawaiianair.com/? De vez em quando aparece algo interessante.

    Responder

  7. Rodrigo A says:

    Oi Rodrigo,
    Eu já consultei o http://www.onetravel.com/
    Achei interessante pra encontrar a melhor opção, mas não comprei lá.

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.