Destino EUA: TSA Endurece a Fiscalização e Impõe Novas Regras

28 de December de 2009 | Por | 19 Comentários More

Se você vai viajar aos EUA, então fique atento as novas regras impostas pela TSA (Transport Security Administration), agência americana que regula a segurança nos transportes.

A frustrada tentativa de acionar um bomba em um vôo da Delta vindo de Amsterdã fez reviver toda a paranóia gerada pelos acontecimentos de 11 de setembro.

Por um período ainda não definido de tempo serão reforçados os procedimentos de fiscalização de bagagem em solo (principalmente das bagagens de mão) e serão alteradas algumas rotinas dentro das aeronaves:

Serão inspecionados  todos os pertences de mão e  sapatos dos passageiros no finger (corredor de acesso a aeronave); todos os  passageiros serão escaneados com detector de metais no finger e haverá um reforço na fiscalização do transporte de líquidos e gel. Quando faltar uma hora para o fim do vôo, os passageiros deverão permanecer em seus assentos e será proibido o acesso a bagagem de mão, além de serem recolhidos travesseiros, cobertores e/ou pertences pessoais que não poderão mais permanecer no colo dos passageiros.

Outras medidas incluem a proibição de uso de sistema de comunicação como telefone, internet, GPS e programação de TV ao vivo antes do embarque e durante todas as fases do voo (parece que a Jetblue conseguiu acabar com essa proibição).

Várias cias pelo mundo, entre elas a Tam (atualizadas aqui) tem chamado atenção de seus passageiros para essas mudanças.

Vai viajar aos EUA? Então além da mala, leve um bocado de paciência e chegue mais cedo ao aeroporto (recomendo 3 horas antes do vôo). O que não vai faltar é fila e funcionários estressados.

Tags:

Category: Notícias

Comentários (19)

Trackback URL | Comments RSS Feed

Sites que indicaram este post

  1. TSA Endurece a Fiscalização e Impõe Novas Regras | rodrigostoledo.com | 6 de February de 2010
  1. Bruno Ávila says:

    Uma dica seria ir para os EUA de chinela havaiana, assim já evita o transtorno de ter que tirar sapatos e meia. Talvez uma camisa regata facilite, mostrando que não há nada embaixo das axilas. E também uma bermuda de atleta, já deixa a mostra as pernas e a certeza que não há bombas amarradas nela. Enfim, a dica é ir para NY como se estivesse indo pra praia ou ali na esquina comprar pão.

    Responder

  2. Ou não ir… infelizmente, desanima. 🙁

    Responder

  3. Olá.

    Uma curiosidade: fui para os EUA em fevereiro (escala para um viagem à Ásia), passei por 7 aeroportos (nos EUA: Miami, San Francisco e LA), mas sabem aonde a fiscalização foi REALMENTE inoportuna? No aeroporto de Belo Horizonte! As funcionárias não foram amistosas, inclusive não permitiram que minha esposa (que não viajou comigo) ficasse ao meu lado enquanto eu fazia o check-in. Absurdo. O pior é que estas funcionárias eram brasileiras… Lá nos EUA, correu tudo normal. Uma dica: quanto aos líquidos, isto é uma chatura mesmo, aconselho não levarem a comprarem por lá… Abraços.

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Eduardo,
    Quando fui renovar o visto na embaixada dos EUA em São Paulo, quem gritava e tratava mal as pessoas era os terceirizados brasileiros. O pessoal da embaixada mesmo era muito profissional e até simpático… Tem gente que confunde rigidez com grosseria….

    Responder

    Eduardo Paci Galvão respondeu:

    Rodrigo,

    No meu comentário, eu ia colocar isto também, exatamente a mesma situação: quando fui renovar o visto em São Paulo, percebi que o mal atendimento vinha dos brasileiros mesmo… muito bem lembrado…

    Abraços.

    Responder

    JB respondeu:

    Hmmm, sei não…Será que este tipo de comportamento não é incentivado pelo próprio Consulado? Afinal, se não fosse para ser rude e mal educado, este pessoal já deveria estar demitido, não acham?

    Rodrigo Purisch respondeu:

    JB,
    No mês passado renovei visto da família no Rio de Janeiro. Dessa vez o pessoal terceirizado de lá era mais atencioso. Não acho que seja orientação do consulado. Acho que ele usa a postura do finjo que não estou vendo até porque é brasileiro maltratando brasileiro…. Se a fila atendesse americano, a coisa mudava….

  4. Ricardo Araujo says:

    Imagina voce chegando lá em NYC que nesta época é bem provável estar nevando usando chinelas sem meias, calção de atleta e camisa regata? Tem cada uma…

    Responder

    André Cri-Cri respondeu:

    Ricardo, é evidente que o colega Bruno estava sendo irônico…

    Responder

    Eduardo Paci Galvão respondeu:

    Concordo, lógico, também entendi assim.

    Responder

    Bruno Ávila respondeu:

    Exatamente, estava sendo irônico, claro que ninguém aqui vai de chinela havaiana descer em NY no meio de uma nevasca. Só disse que a situação está tão complicada que só falta a gente ir pelado pros EUA.

  5. Rosa says:

    Embarco dia 05/01 para NY e estou pensando em ir de havaianas sim, durante o voo acho que é o melhor, mas na mochila meias e bota, e casaco. Antes de sair do aeroporto vou ao banheiro e me visto para o frio. É a 3ª vez que vou e sempre faço assim. Em 2008, na Europa, já tivemos que tirar botas e casacos nos aeroportos e dava um trabalhão e exigia mais tempo ainda.

    Responder

  6. Rogerio Albuquerque says:

    Pessoal,
    Dois pontos:
    Primeiro, não acho que tenha mudado muito. Em Setembro fui de TAM para Miami e todos esses procedimentos foram executados tanto aqui no Galeão, quanto em Miami. Não tive problemas em nenhum dos aeroportos, e olha que levava até leite em pó para meu filho na bagagem de mão. Mas a água tive que beber antes de embarcar e pedir outra para o pessoal e bordo.

    Segundo, se muita gente ficar aborrecida com estas medidas e for para outros destinos, os preços das passagens para os EUA caem e quem sabe eu não vou pra orlando novamente, hehehe!!!

    []`s
    E que em 2010 possamos gastar todas as milhas acumuladas com a ajuda do Rodrigo.
    Feliz ano Novo a todos.

    Responder

  7. Carmen says:

    O dia 19/12/09 eu fiz um vôo interno em o meu pais. Por primeira vez eu fui “cacheada” (revistada?). O incidente dos EEUU ainda não passou mais as regras dos vôos estavan mais rígidas.

    Responder

  8. Gilberto says:

    Sabe o q realmente me preocupa com tudo isso… é que quem realmente vai armado para o mal nunca é pego!! Nunca ouvimos dizer que alguém que estava carregando uma bomba foi pego na revista em qualquer aeroporto do mundo. Só revistam aqueles que preenchem um determinado perfil… tentando mostrar q estão fazendo algo. Mas na hora do vamos ver os terroristas estão sempre “onboard” com suas bombas e armas! Quem quiser q acredite nisso! Lembro q após os ataques de NYC os EUA gastaram uma fortuna em aparelhos de detetores de metais de uma empresa israelense… Acho que estamos simplesmente a nossa sorte. No começo fazem a maior linha dura e depois afrouxam… Cada dia que se passa fica menos interessante viajar. Feliz 2010!

    Responder

    Eduardo Paci Galvão respondeu:

    Concordo. Por mais que a fiscalização se aprimore, acho que sempre haverá um modo de burlá-la, de uma forma ou de outra…

    Responder

    André Cri-Cri respondeu:

    Tenha a certeza de que casos suspeitos não são revelados pela polícia.

    Responder

  9. marco mendes says:

    o pior terrorismo e o psicologico………………….e eles ja estao passando por isso!!!

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.