Destino Europa: Mais Greves à Vista em Março

12 de March de 2010 | Por | 3 Comentários More

O sindicato dos tripulantes da British definiram que sua greve ocorrerá nos dias 20 a 22 de março e posteriormente nos dias 27 a 30 de março.  Portanto, se você vai voar British, fique atento. Se anda paquerando uma tarifa British leve isso em consideração ao fazer sua compra. Os funcionários da British estão tentando matar a galinha dos ovos de ouro. Eles tem todo o direito de fazer greve e defender o que acham justo, mas devem entender que a British está com as contas no vermelho há algum tempo, diferente das concorrentes que tem um histórico financeiro melhor…

Na Tap, a greve de pilotos está marcada para ocorrer do dia 26 a 31 de março. Segue as mesmas recomendações feitas acima. A relação entre pilotos e a direção da Tap anda meio azeda desde que dois deles foram censurados por fazerem críticas a cia aérea em seus perfis em mídias sociais.

Falando em Tap, o sistema de reservas via migrar e os serviços devem ficar inoperantes das 17:30 de sábado (dia 13) até as 06h de domingo (horário Lisboa).

Tags: , ,

Category: Caos, Cias Aéreas

Comentários (3)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Pablo Gusman says:

    Prezados senhores,

    Sobre a notícia da greve da TAP, já liguei para o escritório da TAP em Lisboa que não funciona no domingo, call center 0300 210 60 60 que ao passar para atendente não completou a ligação, mesmo depois de 20 tentativas, também para o SAC 0800 727 2347 que nem sei para que existe, pois nunca resolve nada e sempre diz que é o call center que deve resolver e por último, o 11 2445 2400, balcão da TAP em Guarulhos, onde a funcionária Liciana, depois de desligar o telefone durante nossa conversa e mante-lo fora do gancho por alguns minutos, acabou, após minhas insistentes ligações, fornecendo a informação de que, no caso de greve, os passageiros serão recolocados em outras aeronaves… será?!

    Comprei 5 passagens em dezembro para Paris, via Lisboa e agora não sei mais o que fazer… Tentei cancelar e comprar por outra companhia, mas o SAC disse que teria que pagar pelo cancelamento.

    Alguém tem notícias?

    Responder

  2. Pablo Gusman says:

    Carta enviada a TAP:

    “Prezados Senhores,

    Somos casal e 3 crianças e fizemos a compra de 5 passagens em dezembro de 2009 para viagem Vitória, ES – Paris, França pela TAP.

    Fomos surpreendidos com a notícia de greve entre 26 e 31 de março próximos.

    Venho solicitar informações frente ao cumprimento e garantia de embarque por sua empresa ou a certeza de recolocação em outra companhia aérea caso a greve seja realmente deflagrada. A informação de recolocação foi fornecida pela funcionária TAP Liciana, agente do aeroporto internacional de Guarulhos pelo telefone de contato 11 2445 2400 em 14 de março,domingo, 15:25H, mas preciso de uma confirmação oficial.

    O fato de não viajar na data programada trará uma série de prejuízos, por questões de aluguel de veículos e hotéis não reembolsáveis em Paris. Colocamo-nos a disposição para antecipar a ida para 25 de março, na tentativa de minimizar os riscos. Caso não haja garantia, gostaria de saber sobre a não cobrança de taxas de cancelamento das passagens aéreas, pois estarei fazendo a compra de bilhetes em outra companhia.

    Grato pelo breve retorno pelo telefone de contato

    Pablo Gusman”

    Responder

    Celso respondeu:

    A TAP é empresa filiada a IATA e membro da Star Alliance. No caso de uma greve ela endossa o bilhete sem maiores problemas, mas sua viagem fica condicionada a disponibilidade de lugares nas outras companhias. Se cancelar os bilhetes pagará as multas, se tiver a greve corre o risco de perder os seus compromissos.
    O fato de não viajar na data programada trará uma série de prejuízos, QUE PODERM SER DIMINUÍDOS ASSIM, por questões de aluguel de veículos ( a locação do veículo se pre-paga, tendo feito a reserva e informando o número do voo e a companhia de chegada, ocorrendo greve voce nao é penalizado. Envie um e mail informando o fato a companhia ) e hotéis não reembolsáveis em Paris ( fale a mesma coisa, envie e mail confirmado que irá utilizar a habitação, mas está impedido em função de eventual greve na companhia).
    Caso chegue no destino ainda no período reservado, ainda que não reembolsável o tempo ainda reservado poderá ser utilizado.
    Outra opção é cancelar tudo, e pagar a multa.
    Outra opção é entrar na justiça depois de assumir o prejuizo.
    Outra opção é insistir na antecipação do voo, MAIS ADEQUADO. MINIMIZE O RISCO.
    Outra opção é saber que poderar ter um ou outro transtorno, mas nada de desesperador.

    torço para que tudo de certo!

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.