Destino México: Algumas Dicas Para Quem Vai Visitar Cancun, Playa Del Carmen e Região

18 de July de 2011 | Por | 23 Comentários More

Em maio de 2011, tive uma oportunidade de passear por parte da Península de Yucatan, uma ilha da fantasia e segura em meio aos problemas sociais e de segurança vividos pelo México na atualidade.

Se quando você visita Punta Cana, você acaba sem conhecer nada da República Dominicana, na Península de Yucatan, você tem contato com um México do imaginário do turista médio, enquanto o resto do país tenta manter a vida apesar da violência advinda do combate ao tráfico e da corrupção. O turismo é tão importante para a economia local, e porque não dizer para a economia nacional, que todos se unem na tentativa de preservar essa região.

Consegui uma boa tarifa partindo do Brasil para o Cancun via Panamá e me pus a fazer algumas pesquisas e definir meu roteiro.

Eu tinha muito interesse em conhecer Cancun, passear em Akumal e nas Ruínas de Tulum, além de visitar de novo Playa Del Carmen, cidade que tinha conhecido de relance em uma parada de cruzeiro em Cozumel.

Cancun

 

Vista da Praia do Forum By The Sea Mall

A Cancun que a maioria dos turistas se refere é a Zona Hoteleira ou Isla Cancun, uma das regiões dessa cidade e onde se concentra a maior parte dos hotéis de alto nível. Essa região é um cordão de terra cercado por uma lagoa de um lado e pelo mar do outro e que se liga ao continente por meio de suas extremidades.

São tantos os hotéis e todos construídos a beira mar que quando se passa pelo Boulevard Kukulkan (avenida que corre em paralelo a praia e a lagoa), quase não se vê a praia. É um balneário construído bem ao gosto americano e quem tem preços voltados para esse público.

Cancun é uma cidade com fama de baladeira , emoldurada por uma areia branca, fina e banhada por um belo mar azul, que se mostrou com algumas ondas nos dias que estive por lá.

As distâncias normalmente são longas para encarar tudo a pé, no caso de você querer explorar mais que seu hotel e o centro comercial mais próximo. Para se ter idéia, a Zona Hoteleira tem mais de 23 km de extensão.

Deslocamento em Cancun

Quem está sem carro pode usar o transporte público: táxis e ônibus. Esses últimos são bons e baratos (cerca de R$ 1 real a passagem no comum e cerca de R$ 1,50 na linha com ar condicionado). Existe uma linha 24 horas com ar condicionado que corre toda a Zona Hoteleira e outras comuns que correm essa região ligando-a ao centro de Cancun (onde se localiza um Walmart com alguns postos de gasolina ao seu redor) ou à região de Puerto Juarez (de onde partem os barcos para Isla Mujeres). Através delas é possível correr toda a Zona Hoteleira tendo assim acesso aos diversos centros comerciais em meio aos hotéis.

Quem está de carro deve saber que não existem postos de gasolina dentro da Zona Hoteleira, então é bom sempre deixar uma margem de combustível para poder chegar até um posto.

Playa Del Carmen

Já Playa el Carmen, localizada a 68 km de Cancun, seria uma versão mexicana de Búzios no Rio de Janeiro. Uma cidade para ser caminhada (até porque estacionar nas proximidades da área turística não é nada fácil) com um calçadão para pedestres (a famosa 5ª Avenida) repleto de restaurantes, lojas e bares que corre em paralelo a praia, porém não ao longo dela.

A maioria dos hotéis tem dimensões menores (apesar de abrigar dois resorts à beira-mar) e alguns não ficam exatamente à beira-mar.

Vários bares muito simpáticos alugam cadeiras e sombrinhas para quem não está hospedado em um hotel à beira da praia e que forneça esse tipo de suporte.

Para quem busca hotéis com mais estrutura (resorts), a opção dentro da parte mais turística da cidade seriam o Gran Porto Real e o The Royal Playa Del Carmen (mais sofisticado e que não aceita crianças) e as demais estão principalmente em Playacar, que está um pouco mais afastada dessa área.

Localizada há cerca de 35 a 40 minutos de caminhada do burburinho de Playa Del Carmen, Playacar é um condomínio de casas de praia e de resorts all inclusive. Esse condomínio inicia-se logo após o porto de onde partem os ferrys para a ilha de Cozumel, onde existe um portão de entrada. Existe também um outro acesso a Playacar pela estrada que liga Cancun a Tulum.

Para realizar passeios em direção a Tulum, Akumal ou mesmo visitar os parques temáticos mexicanos (Xel-Há, Xplor e Xcaret), o quais não tive oportunidade de visitar, Playa Del Carmen é um ótimo ponto de apoio por estar mais próximo dos mesmos.

Indo de Playa Del Carmen a Cozumel e Vice-Versa

Terminal de Ferries de Cozumel

 

Terminal de Ferries de Playa Del Carmen

Para quem tem interesse em conhecer Cozumel, há ferries que ligam Playa Del Carmen a Cozumel de forma regular. O porto em Playa Del Carmen fica no fim da 5ª Avenida (sem malas dá para encarar a caminhada com tranquilidade desde o miolo do agito da cidade) e o de Cozumel fica perto do centro comercial da cidade.

Terminal de Cruzeiros em Cozumel

Para quem como eu já veio de cruzeiro a Cozumel e tinha mais interesse em conhecer Playa Del Carmen do que Cozumel (um paraíso para quem mergulha), deve pegar um táxi (tabelado, 15 USD, e carinho pela distância) do terminal de cruzeiros até o terminal de onde partem os ferries.

Fique atento apenas ao tempo, já que para poder aproveitar um pouco Playa Del Carmen durante uma parada de um cruzeiro, você terá ser um dos primeiros a desembarcar (cuidado com o fuso horário local!), fazer de tudo para pegar o primeiro ferry que sai após a sua chegada em Cozumel e pegar um outro que te dê uma boa margem de segurança para retornar ao navio. O passeio é corrido, mas no meu caso valeu a pena porque consegui colher informações que subsidiaram a decisão de voltar a essa mesma região com mais tempo no futuro.

São duas empresas que operam os ferries (Ultramar e xico Waterjets) e os horários variam de acordo com o dia da semana. Os ferries oferecem Wi-Fi grátis, porém tive dificuldade em conectar com a rede nos dois trajeto que fiz com a México Waterjets (escolhi ela apenas porque os horários eram os mais convenientes para mim).

Tulum

Tulum guarda uma das mais fotogênicas ruínas maias do México. Ao contrário da famosa, muito maior e mais distante Chichen Itza localiza mais no interior da península (há cerca de 178 Km de Cancun), as Ruínas de Tulun (há cerca de 63 Km de Playa Del Carmen ou 131 Km de Cancun) estão localizadas à beira-mar. Não há quem resista ao ímpeto de tirar fotografias de uma ruína com um mar azul brilhante ao fundo.

Para quem vai com mais tempo, dentro do parque das ruínas tem uma pequena praia acessível a quem não conseguir resistir ao apelo natural do lugar.

Chegando ao parque, o estacionamento está logo na entrada (pago) e a frente de um centro comercial construído para fazer você se perder e perder tempo. Preços de comes e bebes superfaturados.

O acesso às Ruínas está a esquerda do centro comercial e se dá por meio de uma via asfaltada com com passeio sem calçamento. Não é uma longa caminha, mas se você desejar, existe um trenzinho que faz o trajeto em intervalos regulares.

Dica: existem sanitários, limpos por sinal, junto a bilheteria na entrada das Ruínas.

Akumal

Akumal no meio do caminho entre Tulum e Playa Del Carmen é um vilarejo que abriga uma praia de águas calmas, algumas pousadas e um projeto de preservação de tartarugas marinhas. Uma praia que cai como uma luva para as crianças e o único ponto aonde vi locais aproveitando a praia.

Escolha de hotéis

Minha viagem foi desenhada com o objetivo de curtir o mais puro ócio. Ao mesmo tempo eu queria ter uma visão panorâmica da região para poder planejar melhor uma outra visita no futuro. Assim e como viajava com crianças acabei escolhendo ficar 5 noites em um resort all inclusive em Playacar, o Riu Tequila, e 3 noites no Fiesta Americana Coral Beach em Cancun.

Opções de hospedagem não faltam e não se resumem apenas a Cancun ou Playa del Carmen, já que em todo o trajeto entre Cancun e Tulum você vai encontrar resorts para todos os bolsos e gostos, alguns mais isolados outros mais integrados aos centros urbanos. Isso causa um certo estresse na hora de decidir qual a melhor opção, sem contar que tem hora que você escolhe um e depois descobre que não aceitam crianças. O mesmo ocorre em Punta Cana na República Dominicana…

Para tentar facilitar a decisão dos demais, vou fazer dois posts na sequência relatando o que esperar em cada um desses dois hotéis (clique no nome dos hotéis acima para ler os posts).

O Aeroporto Internacional de Cancun

O Aeroporto Internacional de Cancun tem 3 terminais, sendo que apenas dois estão em funcionamento. Conheci apenas o terminal 2 que tem uma área de embarque renovada e bem bonita. Os preços dos restaurantes e fast foods seguem a linha brasileira, ou seja, com preços superiores aos praticados na cidade ou em seus similares em terras americanas.

Para quem ainda não sabe, brasileiros precisam de autorização para entrar no México. Serve tanto o visto ou uma autorização eletrônica (leia mais aqui neste post). Quem tem visto americano válido fica dispensado das duas opções anteriores, já que o visto americano abre as portas do México para você.

A segurança tanto na chegada como na partida é reforçada. Já na saída do avião você passa por uma entrevista e pode ter sua bagagem de mão vistoriada. Isso faz o processo de desembarque ficar muito mais demorado que o necessário.

Todas as malas passam pelo Raio X e um bom número de passageiros tem suas malas inspecionadas manualmente mesmo após ter passado pelo Raio X.

Apesar do vôo longo, venha com paciência de sobra para poder passar por essa mantendo o bom humor.

Transporte do Aeroporto Internacional de Cancun para a Zona Hoteleira de Cancun ou Playa Del Carmen e Vice-Versa

Do aeroporto de Cancun (localizado a cerca de 25 Km do centro de Cancun e 50 Km de Playa Del Carmen), você tem uma boa série de opções para fazer seu deslocamento. Você pode optar por um táxi (que costuma cobrar bem mais caro quando o trajeto é no sentido Aeroporto/Cancun), um serviço de van, ônibus ou mesmo um carro alugado.

Depois de muito ler sobre aluguel de carros no México, optei por usar um combinado dessas opções.

Do aeroporto para Playa Del Camen usei um serviço de van da Cancun Shuttle (encontrei a indicação no site do aeroporto de Cancun) que pode ser pago por Paypal. Ao sair completamente da área desembarque (há um longo corredor cheio de balcões oferecendo todo tipo de serviço antes de sair da sala de desembarque) estava o funcionário me esperando com uma placa da companhia para me levar para a van. Correu tudo a contento. Guarde uns trocados para dar ao motorista, já que estão acostumados ao modelo de gorjetas americano.

Aluguei um carro em Playa Del Carmen na Avis para fazer o passeio até Tulum e Akumal, além de me deslocar até Cancun. Vou fazer um post sobre essa minha experiência com a Avis. Finalmente uma boa experiência fora dos EUA com ela.

Em Cancun devolvi o carro e me desloquei do hotel até o aeroporto em um táxi comum solicitado pelo hotel ao custo de 35 USD. Correu tudo tranquilamente.

Conclusão

A viagem correu redonda, sem grandes intercorrências, mesmo tendo sido montada de última hora. No conjunto da obra (praias que tive acesso, hotéis escolhidos, passeios e deslocamentos), gostei mais da experiência de Playa Del Carmen conjugada com Cancun do que de Punta Cana (já fui duas vezes). Isso mesmo tendo gostado muito do último all inclusive que usei por lá, o Bahia Principe Esmeralda. Gostei tanto que até aventei a possibilidade de ficar em um da mesma cadeia na Península de Yucatan, mas os hotéis dessa rede estão no caminho entre Playa Del Carmen e Tulum (mais distantes dos centros urbanos) e eu não queria ficar tão isolado por lá como fico em Punta Cana.

Mais Dicas

Muito mais, muito mesmo, sobre Cancun, Playa Del Carmen e região você encontra no Viaje na Viagem do Ricardo Freire, que tem um menu exclusivo para esses destinos.

O mesmo Ricardo fez um post listando textos do Gabriel Dias do Falando de Viagem

A querida Majô do Filigrana tem dicas boas dicas e foi por causa dele que deixei de ficar em Cozumel e fui conhecer Playa Del Carmen em uma para de cruzeiro.

Como minha viagem também envolvia crianças me inspirei também no Colagem da Luciana Misura.

O Alessandro do Wazari também tem boas dicas inclusive de Cozumel.

O Gustavo do Viajar e Pensar tem dicas do que fazer em uma parada de cruzeiro em Cozumel.

Sobre o Cruzeiro que fiz no passado de Miami a Cozumel no Liberty of the Seas, temos um post aqui.

Tags: , ,

Category: Aeroportos, Dicas de Viagem

Comentários (23)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Camila says:

    Eu fui a Acapulco este ano e assim é uma praia totalmente normal com quase nada de atividades a fazer, não vi nada demais e as brasileiras dão de 10 a 0. Realmente o narcotráfico lá é bem forte, a policia federal fica fortemente armada nas ruas e tem bastante blitz. Para compras tem apenas um shopping chamado La Isla mas é pequeno e os preços não são convidativos. Em Acapulco o que restou de bom mesmo foi a memória dos episódios do Chaves.

    Responder

  2. Cristiane says:

    Oi, eu queria saber se esse cruzeiro que você fez partiu do Brasil! To pensando seriamente em fazer um nessa região! Poderia me informar quanto saiu na época? Obrigada!! 🙂

    Responder

  3. Ivana says:

    Qunado vc fala em boa tarifa quer dizer quanto? Estou querendo ir à Cancun em maio e hj não estou conseguindo nada abaixo de U$1.000 (sem as taxas). Na verdade, estou querendo ir da AA pra poder parar em Miami na volta. Quanto é uma tarifa razoável para Cabcun? Será que vale a pena comprara pela TAM pra Miami e deois tentar uma tarifa entre Miami e Cancun? Até quando devo esperar, será que passando o reveillón vão aparecer tarifas mais baratas?

    Obrigada

    Ivana

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.