Doutor, Custa 6, Mas na Promoção Está por Meia Dúzia…

19 de April de 2010 | Por | 18 Comentários More

O final de semana que passou foi marcado por mais uma estrondosa campanha publicitária visando a incentivar o consumo, mas sem oferecer nada mais que falsas promesas de preços mais baixos.

Quem já praticava bons preços ou preços nem tão bons assim mudou pouco seu cenário de tarifas, mas investiu pesado na divulgação de promoções.

Promoção (definição do Aurélio): O conjunto de atividades que visam a fortalecer a imagem de uma marca, instituição, indivíduo, etc., ou a influenciar pessoas na escolha de determinado produto ou serviços.

Leitor do Aquela Passagem, que não é bobo, viu de cara que era promocinho ver mesmo. E ficou irritado.

Olha, vivemos um momento onde a estratégia de marketing de massa vale mais que o respeito ao consumidor. Vocês consumidores conscientes e que acompanham o mercado não se deixam levar por essas falsas promessas, mas devemos lembrar que somos ainda poucos. A grande massa, foco dessas promoções, é muito maior e acaba sendo influenciada mais facilmente. Assim, as cias dão-se ao luxo de ver seus consumidores mais informados se sentirem enganados enquanto colhem os lucros daqueles que são levados a comprar por impulso. Um dia colemos os frutos de tudo que plantamos. Eu tento plantar consciência e respeito e quero colher consumidores mais conscientes, informados, autossuficientes  e responsáveis. As cias aéreas um dia vão colher frutos do que plantam hoje. Só tempo dirá quais serão.

Category: Promoção

Comentários (18)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Gratuidade says:

    A propaganda é realmente a alma do negócio. Mesmo que vários não caiam nesta, a grande massa vê o nome promoção e compra feliz da vida. É igual promoção de supermercado, o papel do preço com fundo amarelo significa que tá em promoção e a chance do cliente levar é bem maior (mesmo que o preço esteja igual de antigamente).

    Responder

  2. Gratuidade says:

    O bom é que existe Internet (e blogs como este). O cliente se comunica mais, se informa mais, pesquisa mais e aos poucos fica mais criterioso.

    Responder

  3. Ernesto says:

    Dai a importancia de blogs como o seu, num pais onde há uma total falta de concorrencia no transporte aereo nacional.

    Responder

    Emilio respondeu:

    Ernesto,

    Concordo contigo plenamente.

    Responder

  4. André Cri-Cri says:

    Lamentável tudo isso. Como sempre as aéreas (tentam) nos fazer de idiotas.

    Responder

  5. Rosa says:

    Eu sempre coloco na ponta do lápis passagens para 2 pax e comparo com os pacotes do Surpreenda Mastercard, as passagens sempre ficam mais caras, o problema dos pacotes é conseguir os voos de fim de semana e com horários decentes.

    Responder

  6. Deviam economizar nas propagandas de TV e realmente darem descontos.
    Os voos que farei estavam no mesmo preço que eu havia comprado 15 dias atrás.

    Responder

  7. Rodrigo says:

    Poucas vezes li algo tão inteligente escrito na internet, parabens por sua visão e infelizmente moramos em uma pais com uma quantidade pequena de pessoas inteligentes para terem tal discernimento. Insisto em dizer que sabedoria não é inteligencia, conheço pessoas com um conhecimento enorme em diversas áreas mas sem inteligencia para saber quando estão sendo influenciadas(enganadas) por essas falsas promoções das empresas aéreas.

    Parabens pelo seu blog, acompanho sempre e já me ajudou bastante.

    Rodrigo.

    Responder

  8. Marcelo says:

    A TAM está desesperada. A participação no mercado doméstico dela não para de cair (assim como a qualidade). Mês passado a Gol praticamente encostou. Foi-se o tempo em que a TAM era uma companhia diferenciada. No desespero para não perder a liderança do mercado apela-se para tudo. Até propor aos clientes trocar 6 por meia dúzia eles estão tentando. No curto prazo até pode ganhar um tempo de liderança. Mas a realidade é que no médio e longo prazo isso não vai resolver o problema.

    Vejo um cenário ruim para o futuro da TAM. Cada vez mais ela me lembra a finada VARIG. Com o surgimento de novas companhias como Azul e Webjet as coisas só tendem a piorar. Com certeza, ainda é muito cedo para dizer que o futuro dela será o da Varig. Longe disso. Mas a TAM precisa melhorar o seu serviço e a maneira como o cliente é tratado, se ela quiser continuar cobrando mais do que as outras companhias pela passagem. Serviço simples por serviço simples, as pessoas escolhem o mais barato.

    Responder

    Celso respondeu:

    No longo prazo a saida da TAM será o internacional E ou busca excelencia no serviço domestico ou vira LOW COST. Continuar como está, tarifa alta com serviço cheio de reparos é formula para insucesso certo!

    Responder

  9. Andre Assuncao says:

    Promoção (definição do Aurélio): O conjunto de atividades que visam a fortalecer a imagem de uma marca, instituição, indivíduo, etc., ou a influenciar pessoas na escolha de determinado produto ou serviços.

    Segundo o Aurélio, o que a Gol fez sim uma promoção. Acredito que os preços de passagem aérea nacionais estão sim, de uma forma geral em um bom patamar de preços (levando em conta a péssima malha rodoviária brasileira, a baixa infra-estrutura em aeroportos, os impostos abusivos). Acho que a estratégia de marketing das empresas é chamar os clientes que ainda viajam de ônibus para ela, por isso do “furduncio” na mídia.
    Agora aquelas promoções que tivemos ano passado, inclusive com milhas, leva qualquer empresa aérea aqui no Brasil à falência.

    Me desculpem, mas acho que a Gol não está errada, pelo menos no meu modesto ponto de vista

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    André
    No post faço uma brincadeira com a definição no Aurélio e com o conceito popular de promoção (conceito que o Tony demonstrou que já é aceito pelo Houaiss).

    Assim pelo conceito do Aurélio ela fez sim uma promoção, como a Azul vive em promoção e a Webjet segue o mesmo caminho da Azul.

    Mas no conceito popular de preços mais baratos, não existiu promoção. Só propaganda.

    Toda promoção seja ela seguindo o conceito Aurélio ou popular não deixa de ser uma estratégia de marketing.

    Mas quando se faz jogo de palavras com o consumidor, corre-se o risco de se queimar. Elas poderiam apenas fazer anúncios dos bons preços que possuem em algumas rotas (preços algumas vezes semelhantes aos da concorrência) sem a necessidade de criar falsas expectativas. Esse é o ponto: Falsas Expectativas. Mas alguns publicitários e algumas empresas acreditam que essa atitude é coisa normal e o que vale mesmo é a exposição fácil na mídia. Eu discordo dessa visão mesmo tendo uma posição minoritária na população, mas respeito a sua opinião.

    Responder

  10. Tony says:

    Porem, o Houaiss no meu entender fez melhor o dever de casa é entendeu que existem duas acepções (significados) próximas: a de “atividade” mencionada pelo Rodrigo e pelo André, más também a de venda com preços rebaixados (Houaiss = “venda, no comércio, de alguns artigos com preços rebaixados”). Como muitos amigos do blog descobriram nas suas pesquisas, os preços das promoções mais recentes eram iguais ou superiores aos preços vistos anteriormente. Por isso a sensação compartilhada por muitos de termos sido ludibriados. Abraços para todos!

    Responder

  11. joao says:

    Promoçao no sentido que está sendo discutido é o de divulgação; por exemplo, promover determinado evento, artista ou produto. `Promoçao no sentido de preços menores CERTAMENTE não é o que vemos sendo realizado pelas companhias aéreas.

    Responder

  12. carlos says:

    No Marketing, a atividade de promoção significa promover a venda de produtos ou de uma loja, por meio de diversas ferramentas. Baixar o preço é apenas uma das ferramentas de promoção… divulgar é uma outra, mais praticada pelas cias aéreas hoje em dia…

    Responder

  13. Eduardo says:

    A TAM tem um pessimo atendimento ao cliente. Quando vc liga para eles precisando de algo, eles te tratam como um criminoso.
    Ano passado minha esposa comprou uma passagem para ela visitar o pais no nordeste. Ela preencheu todos os dados dela e em uma determinada pagian,l o site pediu o numero do cartao fidelidade. Ela ingenuamente (não havia orientações no site a respeito disso) colocou o numero do meu cartao fidelidade. Para a sua surpresa na próxima página, já apareceu a passagem emitida – EM MEU NOME!!!
    Logo em seguda ligamos para a TAM que disse que eu precisaria pagar R$ 100,00 para cancelar a passagem e reemiti-la no nome da minha esposa.
    Fiquei tão revoltado que fui até o procon, mas a TAM conseguiu sabonetá-los. Poderia recorrer às pequenas causas mas a dor de cabeça acaba não compensando.
    Um bando de bandidos mal intencionados essa TAM.

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Eduardo,
    O maior efeito colateral da liberdade que temos hoje em montar e comprar nossas viagens pela internet e não via um agente de turismo é que passamos a ser responsáveis por todo o processo. Qualquer falta de atenção ou erro de interpretação passa a ser culpa do consumidor e todos vão se esquivar de responsabilidade. O problema nesse caso é que as passagens são pessoais e intransferíveis.

    Responder

  14. Eduardo says:

    O problema é que parece que eles fazer o site mal feito mesmo para pegar os menos atentos. Qualquer site de e-commerce que se preze, possui uma página de confirmação onde todos os dados do pedidos podem ser revistos e se estiver alguma coisa errada, o pedido pode ser retificado. A pagina da TAM não tem isso. Se você errou, tem que pagar R$ 100,00.

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.