Evitando o Excesso de Bagagem. Viaje com Sua Amiga Balança!

3 de July de 2011 | Por | 16 Comentários More

Para evitar o excesso de bagagem, que pode custar muito caro, não existe mágica. O negócio e viajar levando apenas o essencial e maneirar nas compras. As cias aéreas cada dia mais ficam mais rígidas com a pesagem das malas, algumas não estão tolerando mais nem os pequenos excessos.

Pessoalmente, opto por um conjunto de roupas que combinem entre si em um esquema de cores mais fixo. Assim, a mesma camisa pode encaixar em vários momentos e reduzo sensivelmente o número de calçados. Se a viagem for mais longa, dou um jeito de lavar as peças chaves no meio da viagem.

Para as mulheres é mais difícil, mas os calçados quando não aumentam bem o peso da mala, certamente roubam um bom espaço nas malas.  Sapatos versáteis quebram um bom galho. Tenho uma papete que se transforma em chinelo retirando alguns tirantes. Não é o mais bonito, mas é útil. O que não da é carregar um sapato que só vai ser usado uma única vez em uma viagem de 15 dias… A não ser que o motivo da viagem seja um compromisso aonde ele vai ser usado. Dependendo de onde se vai, é até mais interessante comprar um outro por lá mesmo.

Quem gosta de acumular folhetos, guias, mapas e papéis pode ter um verdadeiro elefante branco nas mão ao final da viagem. Se as malas estão perto do limite, coloco tudo em uma sacola plástica e levo como bagagem de mão classificada como material de leitura.

Se você já vai viajar pensando numa real possibilidade de fazer compras, então já pense onde vai carregá-las.

Quando se fala de franquia de bagagem, estamos falando de dois conceitos: franquia tipo peso e tipo peça. Explico mais esses conceitos neste post aqui.

Quando viajo em franquias tipo peça, que normalmente permitem um número de peças fixo e com um peso máximo individual por peça, costumo levar uma bolsa grande dentro da mala ou mesmo uma mala menor dentro de uma maior.

Assim, no início da viagem transporto apenas uma mala, mas caso ultrapasse a capacidade da mesma ou o peso máximo, posso desmembrar a bagagem em duas peças (o que é normalmente possível em rotas que usam o conceito peça) sem que as mesmas ultrapassem o limite de peso individual. Mesmo que você viaje com apenas uma peça e tenha direito de até a levar duas ou se viaja com duas e uma está bem abaixo do limite de peso, se uma peça ultrapassar o peso máximo individual, você terá que pagar pelo excesso.

Outra vantagem de viajar com uma mala só é que várias cias aéreas no exterior tem cobrado por despacho de malas em vôos internos. Assim, quando for possível despachar só uma, economizo uma graninha.

Seja no conceito peso ou peça, costumo levar um amiga de viagem, a balança portátil. Eu uso uma digital (costumo deixar uma margem de 1 kg nela), mas está valendo até uma das antigas do tipo dinamômetro que eram usadas para pesar jornal.

Com ajuda delas dá para ir planejando a distribuição dos pertences e compras nas malas de acordo com a franquia de bagagem associada a cada vôo.

O que não quero, e já vi muita gente fazer, é ficar ao lado do balcão de check in tendo que reorganizar conteúdo de malas para não pagar excesso. Cuidado, já que algumas cias aéreas tem um chamado período de embargo no qual não aceitam excesso de bagagem nem pagando por ele. Leia as regras de bagagem da cia aérea em que você quer ou vai voar!

Última dica. Algumas cias não aceitam despacho de caixas como bagagem. Assim se a idéia for trazer alguma em uma cia dessas, a dica é comprar um sacolão do tipo que o pessoal usa para trazer muamba do Paraguai e colocar a caixa dentro. A cia aérea não pode abrir sua mala e depois que está dentro da sacola (desde que respeite as dimensões máximas) não há com falar em caixa…

Tags: ,

Category: Aeroportos, Bagagem

Comentários (16)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Carlos says:

    Alguém sabe o que acontece se eu tentar embarcar com uma terceira mala ?

    Normalmente (American Airlines) posso trazer para o Brasil 2 malas de 32Kg.

    Devido aos preços abusivos no Brasil, tenho a tendência é comprar roupas e acessórios nos Estados Unidos.

    E uma terceira mala, como fica ?

    Posso depachar, pagando excesso ? Ou será apenas proibida ?

    Há alternativas ?

    Grato.

    Responder

    Pedro respondeu:

    Carlos,

    Você pode despachar sim,a terceira mala terá um custo de U$100 Obamas.

    Rodrigo,

    Você saberia informar se este ano o smiles vai fazer “upgrade de categoria” transferindo pontos do cartão de crédito?

    Abraço

    Responder

    Luiz Ferreira respondeu:

    Carlos, o custo da terceira (e quarta, quinta, sexta, etc.) mala varia. Na American, é de U$100. Na TAM, U$ 150. Na Delta, U$ 75.

    Na maioria das vezes, é mais vantajoso ter uma mala extra a ter um excesso de peso, já que com uma mala extra, vc “ganha” uma nova franquia de 32 kg (em viagens Brasil x EUA).

    Porém, como bem disse o Rodrigo no post, algumas empresas tem períodos de Embargo, onde não é permitido despachar mais de 2 malas. Na America, por exemplo, entre 9/6 e 23/08, existe embargo para os vôos com destino a Brasília, Salvador e Recife.

    Por isso, verifique com a empresa que irá utilizar quais as regras de bagagem que estarão em vigor no período da sua viagem.

    Responder

    Carlos respondeu:

    Grato pelas respostas !

    Ajudaram bastante.
    .

    Responder

    Gabriel Dias respondeu:

    Trazer muitas malas tem um inconveniente: A chance de ser parado pela Receita Federal é muito grande.

  2. André Cri-Cri says:

    Pelo menos no aeroporto de Cumbica há uma tolerância no peso da bagagem além do permitido pelas empresas por um simples motivo: lá a maioria das balanças do check-in não estão calibradas. Várias vezes pude conferir com os meus próprios olhos diferenças de até 5 kg na pesagem de bagagens em balanças dispostas num mesmo guichê de companhia aérea!

    Responder

    Halan respondeu:

    Pois é… Da mesma maneira que balanças de supermercados e afins devem ser aferidas em tempos determinados por orgãos de fiscalização. As dos aeroportos tb não deveriam? alguém sabe de algo desse tipo?

    Responder

  3. Tina says:

    vc escreveu: (….Tenho uma papete que se transforma em chinelo retirando alguns tirantes)
    Por gentileza, vc poderia fotografar e me mandar a sua papete?

    Responder

    Ernesto respondeu:

    Devem ser os famosos CROCS

    Responder

  4. Emilio says:

    Numa viagem em família em 05/2008 para os EUA tivemos que comprar uma balança portátil. Valeu muito, pois poderia ter que pagar por excesso. Foi uma saída necessária.

    Responder

  5. Karla Gê says:

    Onde consigo comprar essa balança portátil? Há algum site em português que venda? Só achei sites em inglês….
    Obrigada!

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Karla,
    A minha eu comprei em Miami e paguei cerca de 15 USD na promoção. Normal é de 20 USD.

    Aqui não conheço. Uma vez cheguei a pesquisar em lojas de pesca (existe uma garras de peixe que pesam o mesmo), mas achei caro. Sai com uma tipo dinamômetro de jornal mesmo…rsrs

    Responder

  6. Roberto Pinheiro says:

    Comprei uma identica a esta http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-189234239-balanca-digital-com-7-funces-frete-gratis-_JM Foi a melhor coisa que fiz. Em março voltei dos estados unidos. Deixei as 4 malas com 31,5 kg cada (eu e minha mulher). A principio fiquei com medo da balança estar indicando o peso errado. Qdo cheguei no chek in que nada!!!!!!!!!!! o peso estava exato. Nas minhas viagens é item obrigatório agora

    Responder

  7. Thaís Zundt says:

    Excelente post! Estive em férias nos EUA e a balança foi item essencial. Fiz todos os trechos aéreos com a Southwest, com a possibilidade de despachar 2 bagagens de até 23 kg de graça. Se não fosse o acessório,estaria frita! http://www.proximosdestinos.com

    Responder

  8. Fiquei interessado em uma balança digital, procurei na internet e achei este modelo:

    http://ferramentas.rpc-commerce.com.br

    Saberia me instruir se o modelo em questão é bom?

    Responder

  9. Miquelina says:

    Comprei a minha balancinha pra pesar a mala na Le Postiche, mas nao e digital. Salvou minha vida rs

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.