Gol: Novo Vôo para Curaçao, Mas é Charter

25 de June de 2009 | Por | 8 Comentários More

A Gol vai operar por 6 meses a partir de 27 de junho um vôo semanal partido de Brasília para Curaçao. O vôos parte aos sábados e foi viabilizado pela união de operadoras de turismo.

Quem sabe o vôo não conquista seu espaço e se torne um vôo regular como foi caso do para Bariloche feito pela Tam? Se bem que hoje em dia, a Varigol só faz deixar de operar em destinos internacionais como foi o caso recente de Lima, que agora não é mais operado nem via Santiago….

Fonte: Panrotas

Tags: ,

Category: Novos Vôos

Comentários (8)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Guilherme Arruda says:

    Que benção esse vôo, hein? Eu fiz essa rota em janeiro, mas saindo de Brasília tive que passar por São Paulo e, infelizmente, desculpem os venezuelanos, por Caracas, tudo pela Varigol. Se esse vôo tivesse saído antes…
    Curaçao é um lugar muito interessante de se conhecer, não tão famoso quanto Aruba, mas com tantas atrações quanto, praias de águas transparentes, boa comida e um povo bastante simpático e acolhedor!
    Parabéns pelo blog, Rodrigo! Eu o visito todos os dias e acho bem interessante essa maneira séria e responsável com a qual você passa as dicas e notícias!
    Abraços!

    Responder

  2. Ricardo Lopes says:

    http://www.aerolineas.com.ar/arg/main.asp?idSitio=BR&idPagina=49&idIdioma=es&id=962&categoria=C

    Grande Rodrigo,

    Da uma olhada nessa promo da AEROLINEAS ARGENTINAS, seria bem util voce divulgar no seu site. O segundo passageiro paga metade da tarifa tanto para voos internacionais quanto para voos de cabotagem.

    Excelente site, abraços, Ricardo Lopes.

    Responder

  3. Fabio says:

    A Gol esta preparando novos voos, o diferencial que nos voos nacionais a escolha foi pelas cidades médias.

    A Gol está com uma situação de caixa “substancialmente” melhor no segundo trimestre em relação aos três primeiros meses do ano, disse ontem o presidente da companhia aérea, Constantino de Oliveira Junior.

    Segundo ele, a empresa não pretende fazer novas emissões de ações ou ampliar dívida, após oferta privada de ações em março no valor de R$ 203 milhões e de levantar R$ 400 milhões através de debêntures em maio.

    “A situação de baixa liquidez está superada. Estamos reconstruindo o caixa e reconstruindo o balanço, através de gestão inteligente de receitas, ajuste de nossa malha para atuarmos com voos de maior viabilidade, para termos níveis de rentabilidade que nos permitam manter e até melhorar nossa posição de caixa”, disse Constantino Junior à Reuters, por telefone.

    A companhia pretende assegurar o quanto antes a meta de encerrar o ano com R$ 800 milhões em caixa, após terminar o primeiro trimestre com R$ 394,6 milhões em disponibilidades, uma redução de 33% na comparação com o quarto trimestre de 2008. A dívida de curto prazo em moeda estrangeira equivalia a R$ 676,8 milhões no fim de março.

    A estratégia de melhoria de caixa da companhia envolve “destravar” valores do grupo, disse Constantino Junior, com desenvolvimento de negócios paralelos ao transporte de passageiros, como incrementar programa de milhagem, venda de produtos a bordo e cargas expressas.

    A empresa informou também que lançará voos ao Caribe e a cidades brasileiras de menor porte, enquanto reduz as rotas para o resto da América do Sul para acompanhar a queda na demanda. “O fluxo entre Brasil e América do Sul teve uma redução visível”, disse Constantino Jr., em entrevista à Bloomberg ontem, em Nova York.

    A Gol começará a voar no próximo mês para Punta Cana, na República Dominicana, e para as ilhas de Curaçao e Aruba, nas Antilhas Holandesas. A aérea também planeja iniciar operações para as cidades paulistas de Bauru e Araçatuba e para a mineira Montes Claros.

    Oliveira afirmou que a Gol está reorganizando as rotas depois de ter registrado perdas em todos os trimestres do ano passado, afetada pelos custos relacionados à aquisição da Varig em março de 2007 e pela alta do petróleo, cujos preços mais do que dobraram entre a aquisição e julho de 2008. A Gol, que já havia cortado seus voos à Europa e América do Norte, suspendeu a rota a Lima, capital peruana, e reduziu a frequência a Santiago, no Chile, afirmou.

    “Cometemos alguns erros ou, nos voos internacionais, por exemplo, a situação mudou”, disse Oliveira. “Então, recuamos e nos focamos mais no mercado doméstico.”

    Oliveira esteve em Nova York para reunir-se com investidores e soar o sino de fechamento da Bolsa de Valores de Nova York, no quinto aniversário da oferta pública inicial de ações da Gol.

    Fonte: Valor

    Responder

  4. Fabio says:

    Oi, alguem sabe se sera possivel comprar passagens avulsas para o Curacao?? Eu moro aqui (no Curacao) e nao consigo achar informacoes sobre esse voo, e estou precisando de passagens de volta para julho!!

    OBrigado!

    Responder

  5. Camila says:

    Olá, vou fazer uma viagem para Punta Cana em Ago/09, pela Gol. Gostaria de saber se a Gol tem serviço de bordo; não aquele praticado em voos nacionais longos ao qual são cobrados pelos lanches, cafés, bebidas alcoolicas; nem mesmos barrinha ou ameindoim.
    Alguém sabe me informar se devo levar “de casa”, mesmo pq minha filha de 3 anos tb vai.
    Aguardo resposta.
    Obrigada

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Camila.

    Esse vôo deve ser fretado, O serviço deve ser o combinado entre as partes. Esperaria um serviço simples mas de graça. Na dúvida entre em contato com a operadora do pacote.

    Responder

  6. Camila says:

    Olá Rodrigo,
    Muito obrigada pela ajuda.
    Camila

    Responder

  7. juliano says:

    A Gol começou a vender este vôo para Curaçao e Aruba pelo site!!! Deixou de ser charter virou regular?

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.