Gol: O Que Quero Ser Quando Crescer? Comida Paga nos Vôos e Altas tarifas?

2 de June de 2009 | Por | 14 Comentários More

Uma dúvida que frequentemente assola as crianças e adolescentes tem povoado os sonhos ou pesadelos de que em dirige a Gol nos últimos tempos.

Nascida baseada no modelo low cost, mas sem adotar todas as suas características, e lançada como uma opção low fare, chegou ao mercado ao estilo da Azul: promoções que faziam alegria dos consumidores e aterrorizavam a concorrência. A Tam chegou a passar por uma crise de identidade ao tentar reproduzir os resultados operacionais e financeiros da Gol copiando algumas de suas características operacionais. Envolveu-se em confusão e foi forçada a reavaliar suas metas e seu futuro baseado no seu próprio DNA. Tem obtido sucesso nisso.

O tempo passou, a conduta low fare foi abandonada e a cada dia a Gol tentava competir em preço, aumentando seu preço por sinal, com a Tam sem oferecer o mesmo serviço de bordo ou programa de fidelidade. Dentro da política de sufocar a concorrência, comprou a Varig para tirar um concorrente do mercado. Acabou por assumir grandes prejuízos e deixar essa marca forte diluir-se com o tempo. O impacto das decisões, ou da falta de rumo, levaram ao abandono dos vôos para fora da América do Sul, perda de mercado e prejuízo.

No afã de tentar reverter a curva descendente na qual encontrava-se, a Gol resolveu tomar decisões a fim de reverter o resultado financeiro negativo. Criou um perfil de tarifas para facilitar a venda de passagens promocionais com regras mais restritivas e agregou a Gol ao programa Smiles. A cia agora aposta na venda de lanches e bebidas nos vôos, bem ao estilo das low costs/low fares mundo a fora. Os testes foram iniciados em apenas alguns vôos para avaliar o impacto da medida. Neste primeiro momento, o fornecimento de bebidas não alcoólicas continua grátis, mas passou a oferecer sanduíches por 10 reais (semelhantes aqueles comprados por 3,50 reais congelados nos supermercados).

Não tenho nada contra essa nova aposta da Gol no modelo low cost, mas se ela não voltar a se apresentar como uma legitima low fare, corre o risco de afundar mais ainda. Vale lembrar a frustrada tentativa da United em cobrar comida nos vôos entre EUA e Europa que gerou uma forte reação dos seus consumidores fiéis. Muitas cias americanas tradicionais cobram por lanches em vôos internos, mas as tarifas cobradas nesses vôos são normalmente muito inferiores as que pagamos aqui. Além disso, em muitos aeroportos americanos existem opções de lanches a preços semelhantes aos cobrados no centro da cidade, diferente da extorsão que costumamos ver em nossos aeroportos. Vamos lembrar que o transporte aéreo envolve normalmente longos deslocamentos até os aeroportos e a realização de check in no mínimo com 1 hora de antecedência. Se alimentar durante a realização de algumas viagem é quase obrigatório, nem que seja no aeroporto.

Os antigos clientes Varig Star Alliance já se foram e os demais estão mais atentos à concorrência (não só aos preços mas ao que ela têm a oferecer de extras ao consumidor).

Concluindo, Gol, se é para mudar, mude em todos os sentidos!

Obrigado aos leitores  Fábio, José e Ed que lembram do blog ao ler essas notícias!

Tags: , , ,

Category: Cias Aéreas

Comentários (14)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. josé oliveira says:

    10 pilas por um sanduba!!! à vista? para o vencimento? ou podemos dividir em parcelas? realmente falta rumo pra varigol. não reclamaria se fosse pra fazer como faz a easyjet, passagens internacionais e nacionais com bons e excelentes preços e vc tem a oportunidade de comprar um bom lanche por um bom preço no aeroporto! aqui é outra história.

    Responder

  2. Ernesto says:

    Rodrigo

    Voce esta certissimo, eles vão acabar com o próprio negócio deles!! Cobrar aquela porcaria de sanduiche? Se fosse para cobrar por uma comida decente, que vá lá, e eu acho que realmente faltam opções de alimentação razoaveis nos Aeropostos, so Brasilia se salva neste quesito com Girafas e Bobs, com preços iguais aos cobrados em outros lugares… Congonhas também tem uma boa variedade e preços, mas FORA do Aeroporto, é sópegar a passarela.

    Responder

  3. Mapel says:

    É por isso que o papel GOLL4 está onde está… 🙂
    lim GOLL4
    Preço -> 0

    Só rindo da Gol. Pior é o pouso da Gol em Vitória, toda vez é uma tortura!

    Responder

  4. Rosa says:

    A praça de alimentação do aeroporto de BSB é ótima, os preços são os mesmos das praças de alimentação dos shoppings, o local é amplo e bem limpo, com muitas opções de lanches e refeições. Eu sempre embarco com uma porção de pão de queijo, seja TAM ou GOL, os lanches das duas cias. são horríveis.

    Responder

    E.B respondeu:

    A TAM tem Lanches ótimos, em comparação a GOL

    Responder

  5. Fabio says:

    Rodrigo, a reportagem da Folha fez a experiencia.
    Veja:

    http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheiro/ult91u575846.shtml

    Ps: Atentesse ao detalhe o amendoim será servido apenas se o cliente recusar o lanche.

    Responder

  6. Ronil says:

    Rapaz… ano passado fiz um voo NY -> Los Angeles e depois San Francisco -> NY pela American Airlines, e um sanduiche de frango, na verdade era tipo um cone, custava uns 8 dólares. Pra ouvir o som do filme, são mais 2 dólares só pelo aluguel do fone de ouvido.

    Responder

  7. Breno Campina grande says:

    Falando sobre praça de alimentação de aeroporto. Na minha opniao o melhor do Brasil é o de Recife. lá oferece o mesmo preço dos shooping centers. da pra comer prato com camarão por R$16,00

    Responder

  8. Leticia says:

    Olá pessoal!
    O jeito agora é voltar aos velhos tempos, levar galinha enfarofada, um litrão de refri e ai é só fazer a festa dentro do avião. Azar de quem tiver que limpar. Boa viagem!

    Responder

  9. Julio says:

    Mais uma evidência de que a GLAI anda meio perdida: a partir de 17 de junho a GOL deixará de operar em Lima (Peru). O voo 7458 será apenas POA-EZE-SCL, sendo cancelada a última perna SCL-LIM. Isso alguns dias depois do grupo anunciar que iria inaugurar nova loja em Lima (entre outras na América do Sul), como poode ser visto no Press Release de 21 de maio de 2009 (http://www.mz-ir.com/gol/2006/web/arquivos/GOL_PR_Lojas_Inter_20090521_pt.pdf).

    Responder

  10. gabriel says:

    ola e muito bom porque pode comer.de 4 tipos sanduiche, e bebidas e ate vinho tinto e sem contar que quem nao quer conprar pode comer as comidas de graça da gol que era dada antes.e a gol com isso vai e creser pq nenhuma conpanhia aereas fez isso no brasil,

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Gabriel,
    Você confirma a tese, que nós defendemos, de que há consumidor para todo tipo de serviço e que há espaço para todos os tipos de proposta. Cabe ao consumidor decidir o que mais ajusta a suas necessidades.

    Responder

  11. gabriel says:

    e 10 reais nao e nada,a gol ja vende as passagen super baratas

    Responder

  12. Luiz Francisc says:

    O que está acontecendo com a Gol, viajo frequentemente e a última foi um absurdo. Veja low fare, paguei de São Paulo a Terezina $2.100, serviram aquele biscoito ruim e uma Pespsi, e só.
    Algumas semanas depois fui de São Paulo e Los Angeles , pela Delta R$1.980 com serviço de bordo completo como direito a vinho californiano.
    Estas tarifas ambas são ida-volta

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.