Itaucard: Muda Regras do Sempre Presente. Mais Uma Vez Sem Avisar!

6 de December de 2011 | Por | 113 Comentários More

O Itaú e o Itaucard incorporaram o espírito de Raul Seixas e se transformaram em uma metamorfose ambulante. Se já não fosse desconfortável o suficiente ver a todo o momento as regras do jogo mudarem, a coisa fica mais feia quando as regras mudam sem nenhum comunicado aos seus correntistas ou portadores de seus cartões.

Mudança no cálculo do Dólar usado para conversão em Reais de compras em moeda estrangeira e o fechamento inesperado de salas Vips já tinham deixado os portadores de alguns de seus cartões ressabiados.

Agora, graças aos leitores do Aquela Passagem, como o Andrey, tomei conhecimento de que o Programa de Fidelidade dos cartões Itaucard, o Sempre Presente, teve suas regras alteradas. Se no passado distante os pontos nunca expiravam, em um passado não tão distante, eles passaram a ter validade de 36 meses para todos os cartões que não fossem Platinum, Black ou Infinity. Agora as regras mudaram novamente e apenas os portadores de cartões Black ou Infinity têm validade indefinida dos pontos acumulados no Sempre Presente.

Portanto, os portadores de cartões Itaucard Platinum, como os Personnalité Platinum, devem acompanhar a validade dos pontos em suas contas do Sempre Presente, já que eles passaram a ter validade limitada à 36 meses. Se você tem um Itaucard Gold, a validade de seus pontos passou de 36 meses para apenas 24 meses! Não sei desde quando essas regras mudaram, já que nas regras disponíveis no site não há data da publicação das mesmas…

Como eu tento seguir os conselhos que dou aqui, não vou ser a princípio atingido pela mudança na validade dos pontos, já que não encaro minha conta de milhas como uma poupança de longo prazo e tento usar minhas milhas/pontos o mais rápido e da forma mais favorável possível. Mas me irrita muito não ser notificado sobre mudanças das regras. Custava ter enviado uma comunicação junto com a fatura do cartão? Custava ter iniciado a mudança dando validade inicial de 36 meses a todos os pontos acumulados até o dia da mudança das regras?

O Itaú pode fazer o que quiser com seus cartões ou programas de fidelidade, mas no mínimo ele me deve uma comunicação das mudanças.

Gostava muito do banco, e gosto muito ainda do Internet Banking dele, mas não aguento mais fazer posts sobre mudanças de suas políticas realizadas sem a transparência necessária. Cada dia mais decepcionado…  Do Itaú agora espero qualquer coisa, ou melhor, não espero nada que venha a  me beneficiar como correntista de longo prazo.

Para finalizar, vou postar mais numa vez meu mantra: não olhem sua conta do programa de fidelidade como uma conta bancária de longo prazo, na qual você deposita seus sonhos e tem a garantia de que os mesmos vão se realizar no momento em que você desejar. Use suas milhas sempre que puder, obviamente usando os ensinamentos contidos aqui no Blog. Tudo pode acontecer, sua cia pode falir, pode ser vendida para outro, aumentar o número de milhas necessárias para aquela viagem , deixar de voar para aquele destino ou você pode ter que brigar para usar suas milhas da forma que as regras do programa permitiam…

Atualização 08/12/2011: Segundo vários leitores do Aquela Passagem que entraram em contato com o call center do Itaú, as novas regras entram em vigor no dia 02/02/2012, a partir de quando os pontos acumulados até essa data passam a ter validade de 36 meses.

Nosso comentário: Parece que agora é o cliente que tem que confirmar tudo com o call center. As novas regras estão no site do Sempre Presente sem nehum tipo de anotação de data de publicação ou de quando as regras passam a valer. Coisa de amador feita por um banco que bate records de lucro ano após ano e lida com um mercado aonde tudo deve estar preto no branco.

Tags: , ,

Category: Cartões de Crédito

Comentários (113)

Trackback URL | Comments RSS Feed

Sites que indicaram este post

  1. Itaucard: Começando a divulgar as mudanças no Sempre Presente : Aquela Passagem | 26 de December de 2011
  1. Gerson Mathias says:

    Fernando, boa noite.
    Lendo diversos de seus comentários sobre milhas, tenho uma duvida que gostaria que me esclarecesse.
    Percebo que você soma quantidade bastante alta de milhas através dos sistema page contas em diversos cartões, obviamente paga um cartão com o outro e remonta faturas por alguns meses.
    Pergunto:
    Como administrar a Receita Federal com essa movimentação expressiva que invariavelmente atinge os “milheiros”?
    Desde já, obrigado pela atenção.

    Responder

  2. Fernando Lima Gama Junior says:

    Gerson,

    Na verdade, eu não gero tantas milhas assim. rsrs. Mas, claro, estou usando de acordo com o permitido. De fato, entendo que eventualmente a Receita Federal pode questionar alguma coisa, não só no meu caso, mas em relação a qualquer pessoa, já que as faturas somadas podem superar a renda anual, o que é um indício (não prova) de omissão de receita. No entanto, por outro lado, acho que a situação é claramente explicável, pois a fatura do cartão está elevada em razão de pague contas que nada mais é do que um empréstimo e não uma receita (omitida). Contabilmente, imagine que uma pessoa, tenha um salário de 10.000 no início do ano e seja demitida no dia 31/01. Ela teve apenas um salário no ano (10.000) e não arranjou mais emprego. Suponha também que ela tenha gastado todo esse salário em compras no cartão de crédito que fechou em 10.000 (compras). No dia 31/01, ela usa o pague contas e não paga essa fatura. E faz isso sucessivamente, apenas trocando os cartões de crédito. O que acontece? No final do ano ela vai ter uma fatura somada de 110.000, mas teve uma receita de apenas 10.000. O que explica a diferença? Receita omitida? Não. Empréstimos sucessivos de 10.000 reais, quitados a cada 30 dias com novos empréstimos. Entendo que não há problema e que a Receita Federal não poderá fazer nada em relação a isso, mas eu não tenho como garantir. Cada um tem que fazer por sua própria conta e risco. Contabilmente empréstimo não é receita e, portanto, não é tributável. O máximo que isso pode dar é uma dor-de-cabeça em explicações. A propósito, alguém já falou no Bankreview que a Receita não vai atrás de faturas levemente acima da receita anual (acho que falaram em 50%). Como eu estou bem abaixo desse limite e não abuso do pague contas, não estou preocupado, mas ciente, de que eventualmente seja algum dia chamado para dar esta explicação que aqui estou dando.

    Abraços,

    Responder

  3. Cinthia Rangel says:

    Gente,
    Alguém sabe se a cotação dos cartões da CEF é boa, se estão utilizando uma cotação melhor do que a do Itaú? Pq, sinceramente, a do Itaú está bem ruinzinha mesmo!
    Já tive cartão da CEF e não tinha problemas com ele, encerrei pq não queria mais tantos cartões.
    Logo, posso muito bem cancelar o do Itaú e pegar o da CEF tb ou manter os dois.
    Ab,
    Cinthia.

    Responder

    RABUGENTO respondeu:

    Cinthia,

    Recomendo que consulte a sua gerente na CEF.,

    Sei que os cartões “black” dão dois pontos ou um pouco mais por dólar.

    Responder

    Fernando Lima Gama Junior respondeu:

    Cinthia,

    Os cartões da Caixa tem uma das melhores taxas de conversão em dólar. Adquiri recentemente um INFINITE e a cotação sempre foi bem próxima do dólar comercial do dia, tanto para aquisições em moeda estrangeira como para conversão de pontos. Eu não gosto muito da CAIXA como banco, mas os cartões estão muito bons sim. Sem contar que o INFINITE dá 2,2 pontos por dólar e não tem uma série de requisitos para consegui-lo. Sugiro usar o da Caixa e deixar o Itaú de lado ou apenas usá-lo para pagamento de contas.

    Abraços,
    Fernando

    Responder

    Carlos respondeu:

    O requisito que me foi informado na CEF, para o VISA INFINITE ( conversão 2,2 pontos por dolar) é uma renda mensal mínima comprovada de R$ 15.000,00.

    Responder

    RABUGENTO respondeu:

    Alguns investimentos, poupança ou mesmo financiamentos que você tenha na CEF também ajudarão a que tenha o cartão “Infinite” sem tarifas e com boa pontuação…

    Cinthia Rangel respondeu:

    Fernando,
    Obrigada pela resposta rápida.
    Vc é correntista do Banco? Pelo que percebi, não há necessidade de ser correntista para adquirir o cartão, né?
    Tb não tem pague contas?
    Se não tiver pague contas, vou pegar o cartão sem reabrir a minha conta.
    Ab,
    Cinthia Rangel.

    Responder

    Fernando Lima Gama Junior respondeu:

    Cinthia,

    De nada. Na verdade, até onde eu sei, é preciso ser correntista da Caixa para ter o cartão Visa Infinite ou o Mastercard Black. Você consegue ter o cartão sem ser correntista apenas na condição de adicional de outra pessoa que já tenha o cartão, mas nesse caso os pontos vão para ele. A Caixa oferece outros tipos de cartões a não correntistas, mas a taxa de conversão é baixa (1:1). A Caixa não oferece paguecontas, mas existe um burburinho, ainda não confirmado de que haverá esse serviço. No outro site que acompanho, Bankreview, houve quem dissesse que a tarifa de pagamento de contas já está até anunciada na tabela de tarifas da Caixa, mas eu não conferi. Por enquanto, não há o pagamento de contas e não há previsão oficial para que isto aconteça, se é que virá a acontecer. A Caixa é um banco, na minha avaliação, muito ruim e difícil de se lidar. É uma instituição que parou no tempo. Mas, especificamente em relação aos cartões Infinite vale muito a pena, em razão da taxa de conversão do dólar, do bônus de 8.000 pontos de aquisição e da taxa de 2.2 pontos por dólar nas compras. O cartão da Caixa virou o meu principal (deixei o Infinite do BB de lado) desde que eu o adquiri. A primeira anuidade é grátis se você já tinha o Caixa Platinum (meu caso), mas as demais é 495 reais, dividida em 6 vezes.

    Abraços,

  4. Jaime says:

    https://ww2.itau.com.br/semprepresente/pdf/RegulamentoPSP.pdf

    Já apresentaram as novas condições…

    Realmente depois de anos no Itaú, vem sendo decepção atrás de decepção. Parece que agora os clientes antigos estão sendo tratados sem nenhuma cerimônia.

    É como se o banco não estivesse nem aí em fidelizar seus correntistas. Essa mudanças (para pior) começaram logo após a fusão quando a gestão dos cartões ficou à cargo da diretoria do Unibanco (que era considerado um banco ruim no quesito cartão, pelo próprio Itaú).

    Responder

    Frederique José respondeu:

    Conversei com minha gerente pessoalmente, e mesmo sendo cliente personnalite todos estes anos nao teve comversa. E o tratamento pela central do cartao foi totalmente ostil. Estou resgatando meus pontos e cancelando o cartão. Lamentável, mas bancos me isentando anuidade não falta.

    Responder

  5. Dalila Dias says:

    Por mim, tanto faz, eles podem mudar oque quiserem até de nome
    Como uma boa feiticeira (de alto magia) Prevejo o FIM DO ITAU(vide VASP,BANERJ, BANCO NACIONAL)
    não sei oque eles estão esperando para anunciar,a sim estão mandando todos embora antes do fim.Um dia quando fui ao Banerj depositar uma trocado p/ alguem uma funcionaria de lá mim humilhou tanto, que eu fiquei com tanto odio dela, pois é fim da história. No futuro só ficarão os que sabe o Segredo do Cenário Atual, e o Itau está muito longe de saber doque se trata.

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.