JAL: Entra com Pedido de Recuperação Judicial

19 de January de 2010 | Por | 4 Comentários More

A Jal finalmente entrou com um pedido de recuperação judicial de forma a tomar um fôlego e tentar contornar seus problemas financeiros. Após a aceitação do pedido, a Jal deve apresentar seu plano de recuperação que envolve a demissão de cerca de 1/3 de seus funcionários.

A empresa continuará voando graças a ajuda do Governo Japonês que é um dos seus proprietários.

O futuro das rotas internacionais e da suas alianças ainda é incerto.  Uma saída da OneWorld e uma parceria com a Delta e entrada na Skyteam parece ser mais provável, já que a Delta (que absorveu a Northwest) possui já uma forte presença em vôos no pacífico e poderia drenar parte desses passageiros para as rotas internas ou intra-continentais da Jal, coisa que a American não conseguiu fazer. Os defensores da permanência na Oneworld advogam que uma mudança de aliança geraria muitos custos e que os lucros advindos dessa nova aliança demorariam a chegar. Há ainda os defensores de uma acordo entre Jal e ANA para manutenção das rotas em mãos japonesas.

O que parece atá agora é que a Jal está jogando todas suas fichas nessa recuperação e que o Governo Japonês (até por uma questão nacionalista) dará todo o apoio a cia aérea desde que isso não coloque as contas públicas em risco.

Para o passageiro Jal nada mudou ainda, já que a cia deverá manter suas operações normalmente. Mesmo se houverem mudanças, pelo histórico japonês, os passageiros não devem ser deixados na mão.

Tags: , , ,

Category: Aliança Aérea, Cias Aéreas

Comentários (4)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. jorge moraes says:

    Vi na tv hoje que ela manterá a rota pra São Paulo, mas com um voo a menos. Menos mal.

    Responder

    Romulo Guerra respondeu:

    Caro Jorge, se a Varig deixou muitos Brasileiros sem auxílio no exterior o que esperar de uma Cia Japonesa…
    Já que a empresa demitiu 1/3 de seus funcionários, espere menos 1/3 de atuação e suporte nos eternos “CANCELAMENTOS” de vôos.

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Jorge,

    a Jal já tinha feito esse pedido de redução em dezembro para começar a valer em 01 de fevereiro. Então foi antes da concordata.

    Responder

  2. Paulo says:

    Romulo,
    Sou brasileiro com orgulho, mas comparar a Varig com a Jal, (serviços/atendimento brasileiros contra japoneses) é brincadeira…
    “o que esperar de uma Cia Japonesa…”? Tenho certeza que muito mais do que uma brasileira, pois a educação japonesa é questão de honra e orgulho.
    Digo isso porque fui para o Japão em janeiro com escala em Washington-DC, o voo atrasou e cheguei em Tokyo com apenas 40 minutos para o voo até Nagoya. O que os japoneses fizeram? Fui tratado como um “imperador” por eles, além de passar pela federal pelo acesso diplomata (evitando aquela longa fila), retiraram minhas bagagens e me conduziram até o onibus da ANA. Lembrando que o atraso não era culpa deles, talvez da United ou do tempo, mas eles não tinham nada a ver com o atraso mas ficavam abaixando a cabeça com pedidos de desculpas a cada minuto. E se fosse aqui no Brasil??

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.