Notícias do Mundo da Aviação

24 de November de 2009 | Por | 8 Comentários More

Como já previsto pelo Aquela Passagem, a Air Europa pospôs o seu retorno ao Brasil (rota Salvador/Madri) para o dia 17 de dezembro. Ela está anunciando tarifas a partir de 710 USD (sem taxas) em dezembro.

A Americam parece que continua pisando na bola na rota Salvador/Recife/Miami. Só a concorrência salva os consumidores desses problemas. Pena que conseguir outra cia internacional para concorrer na mesma rota seja algo tão difícil…

A Turkish está anunciando para 28 de março de 2009 o início do vôo direto sem escalas entre São Paulo e Istambul.  Vôos partirão de São Paulo as quartas, sextas e domingos as 23:25h e pousarão em Istambul as 18:05h. O retorno partirá as 10:45h e pousará em São Paulo as 18:55h.

Para quem gosta de ir aos EUA via Colômbia (aproveitando as milhas de uma passagem dentro da América do Sul), agora vai ter mais uma opção. A colombiana Aires vai fazer a rota Bogotá/Fort Lauderdale diariamente com um 737 700 mais novos a partir de 25 de novembro. Pessoalmente não tenho referências de serviço ou manutenção dessa cia aérea. Tarifa inaugural de 300 USD com taxas inclusas (já vi coisa melhor no passado). Ela pretende voar para o Brasil (São Paulo) também.

A partir de 28 de março de 2010 a Emirates vai operar vôos  diretos para Tóquio. Mais uma opção para quem quer ir ao Japão sem passar pelos EUA. Ela já voa para Osaka.

Recentemente perguntei pessoalmente ao presidente da Azul, Sr Pedro Janot, se a Azul pensava inovar e criar uma carta dos direitos dos passageiros Azul, como a Jetblue criou (após ter sérios problemas com consumidores irritados pelo tratamento recebido durante uma nevasca). Ele disse que no momento as prioridades da Azul seriam a pontualidade, bom serviço de bordo e preço e que as regras da ANAC já são muito rígidas e penosas as cias aéreas. Imagina se a Azul fosse uma cia européia? As regras na Europa já são mais rígidas que as da maioria dos países, sendo que elas estão sujeitas as normativas européias mesmo que operando vôos em outros mercados. E não é que o Tribunal de Justiça da União Européia determinou que atrasos maiores que 3 horas já dão direito a indenização, a não ser que motivados por causas extraordinárias e sem controle por parte da cia aérea. O melhor é que eles já deixaram claro que defeitos nas aeronaves, a não ser que causados como por exemplo por raios, não são considerados causas extraordinárias!

A British e a Iberia finalmente chegaram a um acordo de fusão. A mesma só será completada no final de 2010. Agora vale a torcida para que a British mantenha o padrão de atendimento British….

Enquanto isso a Delta tenta de todas as formas uma aliança com a endividada Jal e trazê-la para a Skyteam.

Obrigado ao Tony, David e a todos que mandaram dicas que deram origem a esse post!

Tags: , , , , , , , ,

Category: Cias Aéreas, Consumidor

Comentários (8)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Júlio says:

    “Agora vale a torcida para que a British mantenha o padrão de atendimento British…”

    Ou melhor, que a Ibéria mantenha opadrão de atendimento da British.

    Abraços

    Responder

  2. Vinícius says:

    Em dia 01/12, começa a cobrança de bagagem na Pluna…

    Vejam os detalhes em http://www.pluna.aero/cat/po/bagagem-8.html

    Abraço

    Responder

  3. Breno Campina Grande says:

    Outra opcao de voar ao Japao sem passar pelos Estados Unidos é o voo direto de Tijuana(mexico) até Narita(tokio) operado pela aeromexico.

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Breno,
    Mas ai seria interessante (não obrigatório) ter um visto Mexicano. Ficar preso no Aeroporto no caso de algum contratempo não vai ser uma experiência legal.. Está mais que na hora do Mexico rever essa política, que foi em parte forçada pelos EUA. Já que eles é que mandam, poderiam isentar de visto, quem tem visto para os EUA…rsrs

    Responder

  4. Ernesto says:

    Rodrigo

    Bem vindo a ativa. Muito interessantes as informações!

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Ernesto,
    Na verdade nem sei se voltei a ativa ainda. O mundo real esta demandando mais tempo e o tempo para o blog anda escasso… Um abraço

    Responder

  5. Carmen says:

    Com fusão entre British e Ibéria muitas pessoas perderan seus trabalhos…

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Carmen,
    Parece que a direção ficou na Espanha, mas o operacional e financeiro vai ficar na Inglaterra… Vamos torcer para que as duas juntas possam crescer e recontrar esses que perderam os empregos. Um forte abraço

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.