O Excesso de Bagagem Pode Fazer o Barato Sair Caro: Cias Norte Americanas

6 de September de 2007 | Por | 3 Comentários More

Atenção: Os dados contidos nas tabelas, que foram coletados em julho e agosto de 2007, estão sujeitos a modificações sem aviso prévio. Portanto, sempre confirme esses dados antes de efetuar uma compra na qual essas informações sejam essenciais para você. Se por acaso você notar algum erro ou deseje acrescentar alguma informação não hesite em fazê-lo na caixa de comentários. O blog e os visitantes agradecem.

Aqui serão apresentados os dados das cias aéreas com sede nos EUA, Canadá e México. Mas não deixe de ler as tendências gerais contidas neste post.

Optei por selecionar as principais cias, incluindo as cias tradicionais e as cias de baixo custo (low cost).

Foram levantados os dados referentes as seguintes cias aéreas (clique nos links para ser levado diretamente a página com as regras para o transporte de bagagens):

Aeromexico Air Canada American Continental

15/09/2008 Post Desatualizado!! Devido as frequentes mudanças nas franquias de bagagem realizadas pelas cias americanas, o post encontra-se desatualizado. Vou esperar as coisas estabilizarem para poder refazer as tabelas. Enquanto isso, siga os links e cheque diretamente no site das cias aéreas as franquias atualmente praticadas.
Atualização 25/02/2008: Mudanças nas franquias de vôos domésticos (EUA/Canadá) na United. A Tabela ainda não foi atualizada! Atualização 08/07/2008: Mudanças na Delta, Northwest e US Airways: Começaram a cobrar pela segunda mala despachada em vôos doméstiocs e aumentaram as tarifas do excesso de bagagem. Atualização 22/07/08: Mudanças nas cias americas United, US Airways e American. Vão cobrar pelo desapacho da primeira mala nos vôos domésticos (EUA e Canada) e alguns vôos internacionais. Portanto, consulte os sites e confirme as informações, pois as tabelas ainda não foram atualizadas. Assim que as mudanças alcançarem um equlíbrio, atualizo a tabela.

Para ampliar a tabela, clique aqui.

Curiosidades:

A maioria das cias norte americanas estão reduzindo a franquia na classe econômica. Onde antes eram permitidas duas peças com até 32 kg cada, agora é permitido apenas 23kg por peça. O interessante é que quase todas mantém os valores anteriores para passagens partindo do Brasil, mas fica a dúvida até quando essas exceção vai durar. Mas se a passagem parte de outros pontos em direção ao Brasil, não deixe de consultar, pois essa nova franquia pode já estar em vigor nessas passagens.

Interessante é que no caso dos EUA, as cias tradicionais é que tem reduzido suas franquias de bagagem para níveis comparáveis aos das cias low costs/baixo custo, quando analisados os vôos internacionais operados em classe econômica.

Um das poucas cias deste grupo que têm franquia em quilos para passagens de/para o Brasil é a Aeromexico com 30 kg na executiva e 20 na econômica. Portanto atenção! Como não foi possível coletar os dados da Oceanair (o site não ajuda), que estará operando vôos entre o Brasil e o México, não foi possível conferir se no quesito franquia a cia brasileira ganha da mexicana.

Muitas cias americanas permitem o transporte de peças com mais de 32 kg mediante o pagamento de taxas extras de excesso de bagagem. Há uma tendência a limitar o máximo em 45kg a peça.

Uma outra tendência é de cobrar cerca de 25 dólares americanos por peça com peso superior a 23kg e inferior a 32kg, quando a franquia for de 23kg por peça.

Um fato mais comum nas cias norte americanas que nas demais cias é a existência de períodos (de embargo na alta estação) em determinadas rotas, onde não é permitido ou é permitido um reduzido excesso de bagagem mesmo que se pague por ele. Muito comum em rotas de/para o México, América do Sul e Central, principalmente em passagens que tem origem nos EUA em datas próximas aos grandes feriados. Normalmente o Brasil não está incluído nessas rotas. Mas se você vai voar na alta estação e vai transportar excesso de bagagem, cheque as regras antes de comprar suas passagens.

Algumas cias possuem valores diferenciados para cada peça extra além da franquia.

Das cias pesquisadas, a Spirit é a única que cobra por peça despachada, sendo 10 dólares se pago no aeroporto e 5 dólares se pré-pago na Internet.

Fotos: Mag3737

Sob licensa Creative Commons

Tags: , ,

Category: Aeroportos, Bagagem, Planejar e Comprar

Comentários (3)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Thiago says:

    Post interessante.. vejo pelos companheiros que viajam que sempre extrapolam o peso e acabam pagando mais a cia aérea por falta de conhecimento de quanto é possível carregar ou do que realmente vão precisar.. Planejamento é tudo.. Fica o convite para passar no meu blog também.. Abraço..

    Responder

  2. Rodrigo Purisch says:

    Concordo, conhecimento, informação e planejamento é tudo.

    um abraço

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.