Produtos de Origem Animal ou Vegetal na Mala: O Que Se Pode ou Não Trazer do Exterior na Bagagem

27 de April de 2012 | Por | 26 Comentários More

A leitora Ludimila me fez uma pergunta sobre a fiscalização agropecuária nos aeroportos e fui pesquisar mais sobre o assunto.

Quando se passa pela alfândega nos aeroportos, sofremos uma fiscalização não só da Receita Federal, mas também da Vigilância Agropecuária Internacional do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA.

A maioria que viaja ao exterior costuma se informar sobre o que se pode trazer na mala sem ter que pagar imposto na volta. Hoje, mais ainda, já que o pessoal da Receita resolveu apertar a fiscalização e tem encrencado até com enxoval de algumas grávidas que passaram do ponto nas compras. Estão fazendo o trabalho deles e dentro da filosofia do nosso Governo que prefere ver como imoral ou quase criminoso o cara que compra no exterior pela metade do preço cobrado no Brasil. E ainda colocam a culpa nele pelo balanço desfavorável na conta serviços. Nossos governantes deveriam é acabar com o custo Brasil, o que faria que uma grande parte dos consumidores passassem a gastar aqui, pois pagaríamos preços próximos ao do exterior. Mas isso é outra história e contraria outros interesses.

O que muita gente esquece é que não só o Brasil, mas a maioria dos países possuem legislações sanitárias limitando a entrada de produtos de origem animal ou vegetal na bagagem de viajantes. Aquela maçã ou aquele salame delicioso podem gerar uma boa multa se pegos pela fiscalização mundo afora.

Mas o que a legislação brasileira permite e não permite que se traga na mala do exterior? Segundo o Guia do Passageiro publicado pela Infraero (ver páginas 44 a 48) e o folder produzido pelo MAPA:

O Que é Proibido:

Entrada de vegetais e animais vivos, seus produtos e subprodutos. Só serão permitidos aqueles comprados nas lojas do Duty Free do Brasil.

Frutas e hortaliças frescas

Flores, plantas ou parte delas

Sementes, bulbos, mudas e estacas

Produtos derivados de leite como doce de leite, manteiga, queijos e iogurtes

Mel, cera de abelha e própolis

Ovos e derivados

Produtos “cárneos” como carnes cruas ou industrializados como os embutidos, presuntos, carnes salgadas e carnes enlatadas.

Comida servida a bordo

 

O Que É Permitido

Chocolates

Vinhos

Azeites de origem vegetal (azeite de oliva, por exemplo)

Essências vegetais (corantes e aromatizantes)

Erva-mate elaborada e embalada

Bebidas em geral (chás, sucos e refrigerantes)

Compotas e doces em conserva

Industrializados de origem animal (azeitonas, picles e geleias) desde que embalados a vácuo ou enlatados ou em salmoura ou com uso de outros conservantes.

Féculas embaladas

Margarina e manteiga de cacau

Artesanato de fibras vegetais

Café solúvel ou torrado e moído

Açúcar refinado embalado ou glicose

Cigarro e charutos

Pelo visto, o doce de leite paga o pato, apesar de na minha forma de ver as marcas vendidas nos duty free pelo mundo são tão seguras como as compotas e doces em conserva.

Eu já passei com doce de leite sem problemas no passado, mas dependendo do fiscal a coisa empaca…

Foto: Mag3737
Sob licensa Creative Commons

Tags: ,

Category: Bagagem

Comentários (26)

Trackback URL | Comments RSS Feed

Sites que indicaram este post

  1. con qué alimentos no se puede entrar a Brasil | D Vuelos | 7 de May de 2012
  1. RABUGENTO says:

    Não entendo porque o pessoal que chega da América do Norte traz tanta pasta de amendoim. Argh!

    Nunca gostei e tem gente que tem alergia…

    Responder

    Roberto respondeu:

    Já pedi para trocar de assento porque meu vizinho estava comendo amendoim. Alérgico total!

    Responder

  2. Ana says:

    Terceira vez voltando de paises do Mercosul e primeira vez tendo meus doces de leite apreendidos…Realmente se são proibidos tds deveriam ser apreendidos então desde a primeira viagem isso deveria ter acontecido…Mas em Sao Paulo e no Rio de Janeiro nunca implicaram com meus doces de leite…a questão é se permitem venda no duty free pq nao posso entrar com eles??? Segunda questao se os alfajores tb sao proibidos pq o policial mal educado, ironico e sarcastico q confiscou meu doce de leite tb não fez com o alfajor…Mas como eu sou da politica q se estou errada aceito, sabe o q eu fiz??? abri o doce de leite e comi td na frente do policial ainda servi pra galera q tb estava tendo os doces de leite apreendido…O q me deixa insatisfeita eh a arrogancia da força policial q nao tem capacidade de explicar e apenas de punir, o q me deixa mais descontente eh q as leis existem mas cada um utiliza de acordo ao seu bel-prazer…se eh proibido deverias er proibido em tds os aeroportos!!!

    Responder

  3. Priscila says:

    Ola ! Boa tarde.
    Estou embarcando para Europa essa semana e estou levando na mala que vai ser despachada alguns itens que gostaria de saber se podem ser transportados. São eles: um pedaço de goiabada que comprei a granel, um pote de doce de leite, um bolo de nozes dentro de uma lata decorativa (que me instruíram a embalar em papel alumínio) e um Kit de vidros pequenos de pimentas. Vocês podem me orientar para saber se esses itens podem ser transportados? E se realmente o papel alumínio tem alguma serventia ou se de repente, é pior? Agradeço desde já.

    Responder

  4. rodrigo says:

    Hoje escapei por pouco, estava trazendo 5 potes de doce de leite, quando fui barrado pelo raio-x. Não sabia que nao podia trazer, quando fui ao Chile dizia o que podia e não podia numa placa no aeroporto, mas na argentina não dizia nada. Mas quando cheguei em porto o cara falou que eu tinha que botar fora os doce de leite, a sorte e que eu botei um lacre na mala e não achavam tesoura e estava dando fila e o fiscal da fazenda não vinha nunca. Por fim um deles me liberou e falou não traz mais, escapei agora estou comendo um pão com doce de leite proibido e escrevendo essa mensagem. Falow

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.