Rapidinhas

16 de July de 2009 | Por | 7 Comentários More

O retorno: A Air Europa está anunciando o retorno dos seus vôos para Salvador em 01 de novembro de 2009. lembrando que lea deixou de voar para o Brasil em março. Será que volta mesmo ou vai fazer como a Air China?

Para não ser injusto: Em uma caixa de comentário disse que a Aerolineas não tinha avião novo. Errei! Ela tem 44 aeronaves ativas na sua frota (segundo o Airfleets) com média de 18 anos de idade.  Mas ela já possui 4 737-700 recentemente adquiridos novos. Vai que você dá sorte e voa num desses?

A Silvia me chamou a atenção: A fusão entre as espanholas Clickair (que desapareceu) com a Vueling foi efetivada este mês (08 de julho).  A Iberia sera a maior acionista da nova Vueling que manterá sua base em Barcelona.

Falando em Iberia, sua fusão coma British que luta para mater-se viva parece que ficou para outro momento.

Outra cia que anda passando por um aperto financeiro, a Air Canada,  conseguiu um acordo com os sindicatos para tentar evitar uma concordata. Espera assim conseguir um acordo com os credores.

Delta: Lançou seu vôo direto São Paulo/Los Angeles operado3 vezes por semana, mas só até 16 de agosto. Volta em outubro, para e volta de novo a partir de 14 de dezenbro. Os vôo para Recife e Fortaleza para Atlanta que passarão a ser diretos em dezembro (duas vezes por semana) tmabém deixam de ser operados também em parte de agosto, setembro e novembro. O vôo Brasília/Atlanta esta confirmado para iniciar-se em 18 e dezembro. Esse vai e vem só confunde a cabeça do consumidor, mas a cia que reduzir suas perdas…

A parceria entre a United e a Continental recebeu sinal verde do Departamento de Transporte americano, mas foram feitas ressalvas. As duas cias poderão coordenar seus vôos em diversas rotas, mas algumas rotas foram protegidas. Rotas para Pequim e Nova Iorque/Copenhagen, entre outras, foram excluídas da operação conjunta devido a baixa concorrência já existente.

A compra da Austrian Airlines pela Lufthansa ainda não foi aprovada pela Comissão Européia que tem medo da redução de competição e aumento de preços das passagens com a fusão. A Lufthansa, por outro lado, não demonstra intenção de desistir de rotas mais lucrativas. Assim há ainda a possibilidade da compra não se concretizar e da Air France vir a comprar a cia austríaca.

Boatos dão conta de que a americana low cost Spirit teria comprado a Air Jamaica.

A Aerolineas não para de sugar investimentos do tesouro argentino. Para manter a cia voando e estatizada, o contribuinte argentino vai pagar uma conta bem alta.

Foto: Attack the Darkness
Sob licença Creative Commons

Tags: , , , , , , , , ,

Category: Cias Aéreas, Novos Vôos

Comentários (7)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. David says:

    Rodrigo, vc saberia se a promoção 2×1 da Mexicana é verdade?

    http://www.mercadoeeventos.com.br/script/FdgDestaqueTemplate.asp?pStrResolucao=&pStrLink=3,26,0,46671&IndSeguro=0

    Não consegui confirmar com a companhia.

    Responder

    David respondeu:

    Consegui confirmar a promoção. Rodrigo, se quiser postar, tenho o e-mail da Mexicana com todos os detalhes da promoção.

    Responder

  2. Rosa says:

    13/07/09 TARIFA TRANSF OUTRO PROG BR 20,00 0,00
    É verdade. O BB está cobrando 20 reais para transferência de pontos, eu sou cliente estilo, imaginem se não fosse. Acho que vou partir para outro cartão. De 20 em 20, o BB fica mais rico e o cliente mais pobre.

    Responder

    Nico respondeu:

    É isso aí Rosa. Não havia comentado isso aqui a uns 10 dias atrás. Já estava tão acostumado a transferir os pontos para o Fidelidade TAM que nem li as letrinhas miúdas anunciando essa taxa na página de transferência, e fiz duas transferências de pontos, resultado: 40,00 reais de taxa. Absurdo! também vou partir para outro cartão. Liguei para ouvidoria do banco para informar minha insatisfação, ligue tb, acho que é pelo menos uma forma de incomondá-los um pouco.

    Responder

    Allan respondeu:

    Partir pra outro cartão significa o que ? Deixar de ser estilo e voltar ao cartão comum ? Essa taxa é apenas para clientes estilo ? Pretendem mudar pra que tipo de cartão, por exemplo ?

    Responder

    Plinio respondeu:

    Essa taxa é para todos os clientes!

  3. Marcelo V Silva says:

    Acho que isto merece um novo tópico pelo Rodrigo… Aliás, o Rodrigo deveria exibir um link direto para possiveis novos tópicos…

    Mexicana quer mudar histórico da rota SAO-MEX

    O diretor corporativo da Mexicana, Isaac Volin, está no Brasil e promoveu, hoje, em São Paulo, um almoço com os principais clientes, entre consolidadores, operadores e agências corporativas. Volin explicou os planos de consolidação da companhia no mercado brasileiro, onde estão operando desde dezembro passado com cinco voos por semana entre São Paulo e Cidade do México. Estavam presentes no almoço o diretor regional América Latina e Europa, Jorge Alejandro de Lara Novellao, e o gerente de Vendas Brasil da Mexicana, Luís Augusto dos Santos

    “Três fatores nos motivaram a escolher o Brasil como parte do nosso plano de expansão. O primeiro deles é que fazia muita falta para a companhia a presença em São Paulo, principalmente devido à força do mercado corporativo. O segundo motivo está relacionado ao potencial que temos para atender aos passageiros brasileiros em viagens a lazer que seguem não apenas ao México, mas aos Estados Unidos e Canadá. E por fim, a rota entre Brasil e México tinha apenas um player, que por não ter concorrência praticava altas tarifas”, explicou Volin, completando que o objetivo é mudar esse histórico de uma rota sem concorrência.

    De acordo com o diretor, o objetivo da Mexicana é ser competitiva, enfrentar a concorrência e dar alternativa ao mercado. “Diferente da concorrente (Aeromexico) nossa vocação é para as operações internacionais. Com a mudança dos horários da operação da rota São Paulo-Cidade do México-São Paulo para o período noturno (desde do último dia 1º), abre-se um leque imenso de possibilidades de conexões para destinos dentro do México e em toda a América do Norte”, explicou Volin. “Somos competitivos e queremos dar alternativas”, completou o diretor. Além do Brasil, duas outras novas rotas internacionais recentemente inauguradas na companhia foram: Cidade do México-Londres, com quatro voo por semana; Cidade do México-Madri, com um voo diário.

    Segundo Volin, a companhia, que comemora 88 anos, transportou 12 milhões de passageiros no ano passado, sendo metade deste número em voos internacionais. “Transportamos o dobro de passageiros em voos internacionais do que a concorrência (Aeromexico). A partir da Cidade do México temos mais opões para os Estados Unidos, por exemplo, do que a American Airlines, que é muito forte no país”, afirmou Volin.

    Com 100 aviões, a Mexicana está presente hoje, por meio de suas três bandeiras – Mexicana; Mexicana Click e Mexicana Link –, em 31 destinos nacionais e 30 internacionais.
    http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/aviacao/mexicana-quer-mudar-historico-da-rota-sao-mex_50189.html

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.