Rapidinhas Internacionais

30 de January de 2008 | Por | 13 Comentários More

As boas low costs espanholas ClickAir e Vueling estariam conversando sobre uma possível fusão. São boatos, mas tem tudo para dar certo.

A Air Berlin, outra boa cia alemã, mudou seu logotipo e está anunciando melhoria nos seus serviços sem aumento de tarifas. Lembrando que a Air Belim deve incorporar a Condor em breve.

A venda da Alitalia para a Air France/KLM ainda está indefinida diante da crise que causou a queda do primeiro ministro italiano. Umas notícias alegam que as conversas podem ser aceleradas e outras dizem o contrário . Vamos acompanhar a Varig deles.

Iniciaram-se os testes no primeiro avião da American Airlines instalado com sistema de fornecimento de banda larga aos passageiros. O B767 irá realizar vôos transcontinentais e se aprovado o sistema, ele será instalado em diversas outras aeronaves. Muito melhor que liberar uso de celulares nos aviões como querem alguns é poder navegar na internet sem incomodar os demais passageiros.

Tags: , , , , , ,

Category: Cias Aéreas

Comentários (13)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Paulo Sérgio says:

    Rodrigo, segue link com (triste) notícia a respeito da Tap em Natal-RN. http://diariodenatal.dnonline.com.br/site/materia.php?idsec=5&idmat=167527

    Responder

  2. Lud says:

    Oi Rodrigo, li no Conexão Paris sobre o seu blog. Não sei se vc pode ajudar, mas estou indo pra Europa em abril/maio e tenho algumas dúvidas na compra de alguns trechos internos. São eles:
    Amsterdã-Paris – o mais barato é de trem né (já que não tem low cost para esse trecho)? Depois Paris-Praga – qual o melhor aeroporto para sair de Paris? Ainda tem Praga-Veneza, Veneza-Trento, Trento-Roma e para finalizar Roma-Barcelona. Agradeço se puder ajudar. Obrigada.

    Responder

  3. Rodrigo Purisch says:

    Paulo,

    Como te disse uma vez, acho que o vôo para Natal é o quem temmenor ocupação. Quem sabe agora com a saída da Varig, não há uma mudança nesse quadro. espera-se um aumento de passagens para a Europa.

    Lud,

    Devido ao Carnaval estou um pouco atarfado no momento se você puder esperart até o fim do mesmo dá para batermos um bolinha.

    Enquanto isso, visite o Skyscanner.net e veja as opçoes de cias aereas que cobrem esses trechos e os preços. De paris eu prefiro sair do Charles De Gaulle (CDG)- o principal aeroporto. Os demais são um pouco longe do centro. Mas tudo vai depender do seu bolso e necessidade.

    Um abraço

    Responder

  4. Anonymous says:

    De: ARNALDO – FATOS & FOTOS de Viagens

    Para: Rodrigo

    Caro amigo, eu sou um dos grandes interessados na solução da ALITALIA, como já lhe disse diversar vezes.

    Eu estava todo animado com as últimas boas notícias, achando que a coisa ia sair desta vez!

    Eu tenho milhas suficientes para ir até o Japão (desde SP) ida e volta, em econômica, ou uma executiva SP-Milão-SP.

    Planejo usar essas milhas em setembro deste ano, porque elas expirarão em junho de 2008 (data final para que eu as converta ou as perca).

    E tenho um vôo comprado e pago SP-Milão-Bangkok-Milão-Amsterdam-Milão-SP em março e um SP-Milão-SP ainda sendo pago, para junho.

    Sou ou não sou um grande interessado?

    GRANDE abraço! (aliás tenho sentido a falta de sua presença no FATOS & FOTOS de Viagens. Tá ralando muito no emprego novo? Como foi o encontro com o pessoal do Rio aí em BH)

    Mande notícias!

    Responder

  5. conexaoparis says:

    Rodrigo,
    Você viu o artigo sobre Conexão Paris na revista da tap?
    Eu ainda não vi.
    Maria Lina

    Responder

  6. Diogo says:

    Uhmmm, não sei não se aprovo esse lance de banda larga no vôo. Mó chatice o barulhinho de teclado…

    Prefiro o barulho da turbina. E só!

    Responder

  7. Lud. says:

    Ok Rodrigo, posso esperar sim, claro. Vou aproveitar o carnaval pra tentar comprar alguns desses trechos pelo Skyscanner. Na quinta, a gente volta a se falar. Obrigada! 🙂

    Responder

  8. Paulo Sérgio says:

    Rodrigo, você já tentou efetuar uma compra pelo site da Tam usando pontos Fidelidade em vôos para a América do Norte ou Europa? Vendo os vôos sem selecionar a caixa “usar pontos Fidelidade Tam?” a disponibilidade é enorme. Clicando na caixa “usar pontos Fidelidade Tam?” os vôos desaparecem, por mais flexíveis que sejam suas datas. É impressionante. Por telefone, as restrições prosseguem. Pretendo viajar em maio para os EUA via Tam/United usando pontos Fidelidade Tam. Que sugestões você me dá para conseguir a passagem? Uma atendente me sugeriu ligar todos os dias depois das 18h, horário em que as reservas caem. Outra me recomendou esperar e ligar uns dois meses antes do vôo porque é mais ou menos nessa época que a Tam aumenta o percentual de assentos destinados ao Fidelidade Tam se o vôo ainda não estiver cheio. Ando tão sem esperança…

    Responder

  9. Lud says:

    Oi Rodrigo! Voltei pra te aperrear. Durante o carnaval, comprei o trecho Paris-Praga no Skyscanner. To querendo comprar agora o trecho Roma-Barcelona e tem 2 opções, uma de 30 euros pela clickair e uma de 46 euros pela vueling. Posso comprar tranquila essa opção de 30 euros? Só lembrando que minha dúvida maior (que tinha postado antes) é a compra do trecho Amsterdã-Paris, que não tem low cost. Obrigadão!

    Responder

  10. Rodrigo Purisch says:

    Paulo,

    Eu tenho pouca experiência com a emissão na TAM. Mas tem crescido as queixas de dificuldade de emissão de passagens internacionais para fora da Am. do Sul.

    Quanto a emissão de passagens para fora da Am. do Sul há um número limitado de assentos. O problema agravou-se com o fato de que o aumento no número de vôos para os EUA não acompanhou o de passageiros. Adiciona-se a isso, o grande número de associados que a TAM ganhou com os problemas da Varig e todos acumulando pontos nas rotas dentro do Brasil (1000 por trecho no mínimo) e cartões de crédito querendo usá-los nas rotas internacionais (que ainda são restritas).Para complicar, a TAM permite a emissão de uma passagem Internacional (fora da Am. do Sul) apenas 6 meses antes da data do vôo (limita-se a validade do bilhete emitido a 6 meses), com isso todo mundo começa a emitir já com esses 6 meses de antecedência. Quanto mais perto da data menos chances de conseguir uma passagem.

    O pior é que não há transparência por parte das nossas cias nessas emissões. Enquanto várias cias internacionais permitem a emissão de passagens prêmio nos sites e possuem ferramentas que mostram de forma clara em quais dias existem passagens disponíveis, as nossas cias escondem tudo e ficam fazendo propaganda das maravilhas de se associar a um programa de milhagem.

    Com isso, a emissão de uma passagem pelo Fidelidade em uma rota concorrida torna-se uma operação de guerrilha. Por essa razão é que não vejo as milhas como um crédito em conta corrente que no dia que desejar posso usar para a emissão de uma passagem prêmio. As regras de uma passagem desse tipo (muito mais restritas quanto a troca de datas e reembolso do que uma passagem comprada) e as dificuldades de emissão tornam o acúmulo de milhas uma realidade muito diferente do mundo de facilidades propagandeados.

    Pergunte uma atendente de não há uma chance de te colocar numa lista de espera. Acho que se for emitir United, deve-se ir a uma loja…..

    Responder

  11. Rafaela says:

    Oi Rodrigo,
    acompanho sempre seu blog!
    Preciso da sua ajuda! Irei fazer uma viagem pelo leste europeu e só encontrei passagens com um bom preço pelo air berlin. Posso confiar?
    Alguém já usou os serviços dessa companhia?
    Obrigada desde já!
    Rafaela

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Rafaela,

    A Air Berlim é uma empresa boa e considerada uma das melhores low cost da Europa. Andou comprando algumas cias menores no passado. Desconheço notícias sobre dificuldades financeiras dela no momento.

    Responder

    Rafaela respondeu:

    Brigadão!
    Quando eu voltar de viagem partilho a experiência com vcs!

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.