Rapidinhas Nacionais

7 de July de 2007 | Por | 6 Comentários More

A TAM além de receber da ANAC o direito de voar 3 vezes por semana para Frankfurt, recebeu ainda o direito de voar 7 vezes por semana para Madri. Os vôos devem se iniciar até o final do ano.

A TRIP, que junto com a TOTAL vem crescendo pelas bordas operando rotas da aviação regional, vai iniciar, a partir de 16 de julho, vôos ligando Vitória a Campinas passando por Belo Horizonte (aeroporto da Pampulha). Parabéns pela iniciativa.

A OceanAir vai iniciar um vôo ligando São Paulo (aeroporto de Guarulhos) a Manaus, passando por Brasília, usando seu novo Boeing 767-300ER. Vôos iniciam-se no dia 16 de julho e serão operados todos os dias exceto sábados.

Tags: , ,

Category: Notícias

Comentários (6)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Tony says:

    A TAM voando para Madri? O fim do monopólio de fato da Iberia? Que notícia boa, Rodrigo!

    Responder

  2. Anonymous says:

    Rodrigo, Obrigada. É você muito amável.
    Ya le contaré.

    Cada día es más fácil volar de Brasil a España!!!.¡Bien!!!

    Ate logo.
    Carmen

    Responder

  3. Anonymous says:

    Rodrigo, outro dia lá no VnV li comentários seus e da Sylvia dizendo que a Ibéria não está muito legal. Estou indo para Madrid e Paris em outubro e, pesquisando só na internet por enquanto, a tarifa da Ibéria (SP/Madrid/Paris/SP)está mais em conta que Air France + easyJet. O trecho BH/SP/BH está à parte pois, na Air France o horário não atende (conexão muito em cima para esses nossos tempos de caos aéreo)e na Ibéria tem que ser a parte mesmo. Há algum problema com a Ibéria ou dá pra comprar? Desde já obrigada, Claudia.

    Responder

  4. Jorge Bernardes says:

    Fala Rodrigo!

    Meu comentário é no espírito do pessoal da PanRotas: Boa sorte para a OceanAir e Trip nestas empreitadas!

    Estamos mesmo precisando de concorrência. Ando de mal com a TAM e GOL. hehehe

    Um abraço,

    Responder

  5. Diogo says:

    E que tal esse 767-300ER hein?!

    Responder

  6. Rodrigo Purisch says:

    Tony,

    Em um futuro próximo vamos ter uma overdose de vôos para Madri. BRA, Iberia, TAM, Varig e Air Europa atuando na rota.

    Claudia,
    A cia em si é confiável. O serviço de terra e de bordo é que está mais para low cost mal humorada. Nunca voei com ela, mas os comentários que leio não são muito animadores. A Varig deve iniciar Madrid em breve. Olha com um agente se ele não consegue uma conexão melhor de BH para SP e você voa de Air France para Madri com um Stop em Paris. Iberia + easyjet só se for muito mais barato. Ou seja vá Madri com a KLM/Airfrance (com stop em Paris) ou a Paris com uma cia espanhola (com stop em Madri). Barato por barato, acho que a Air China e a KLM são mais baratas para Madrid que a Ibéria saindo de São Paulo ou BH. Não deixe de pesquisar na KLM, já que você pode ir de KLM e voltar de Air france (parando em Paris) ou vice versa. Se não tiver uma agência, tente a Roteiro Turismo (João Marcos)31 3444-5005.

    Jorge,
    Concordo com você, viva a concorrência.

    Diogo,
    esse 767-300er é o primeiro 767 da Oceanair fabricado em 1991 e já foi da United e da Air Sahara. Não deve ser muito diferente dos 767 que a Varig (talvez alguns um pouco mais novos) deve operar no futuro próximo. Esperar para ver como está a situação do interior. Ele deve rodar um pouco no Brasil antes de ser deslocado para rotas internacionais.

    Pessoalmente prefiro os 777, mas os 767 são amplamente usados (algumas cias inclusive investiram em reformas internas como a Air Canada). A united usa essas aeronaves nas rotas Brasil/EUA.

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.