Reflexões Pós Final de Viagem

5 de December de 2011 | Por | 39 Comentários More

Com um pouco mais de tempo, mais descansado e já reajustado ao fuso brasileiro, eu vou deixar aqui algumas impressões da minha viagem à Asia com conexão na Europa. Essa viagem deve render uma série de posts aqui no Aquela Passagem.

Podendo comparar os aeroportos de Guarulhos (que continua trabalhando acima da capacidade para a qual foi projetado) e do Galeão (aonde quase cai por causa de uma das suas inúmeras goteiras em dias chuvosos) com os aeroportos de Frankfurt na Alemanha (T1 e T2), Changi em Cingapura, Heathrow (T3) em Londres e o aeroporto de Hong Kong na China, fica claro a visão de que não chegaremos, do ponto de vista de consumidor, perto da eficiência desses aeroportos a tempo de uma Copa do Mundo ou Olimpíadas. Passar por esses aeroportos no exterior me fez ficar ainda mair irritado por pagar esses 36 USD de taxa de embarque internacional cobrados atualmente no Brasil!

Enquanto Guarulhos fica na mão de táxis e ônibus caríssimos até a cidade e o Galeão oferece táxis especiais dentro da aérea de desembarque para o incauto visitante que não sabe que existem outras opções de táxis por 50% daquele valor em balcões oficiais fora da área de desembarque podemos encontrar:

Em Frankfurt

O aeroporto tem conexão com a rede ferroviária alemã tanto de longa como de curta distância. O aeroporto oferece uma vasta lista de opções para comer/comprar, hotel de grande porte anexo ao aeroporto, além de outras diversas opções localizadas no shopping ligado à estação de trem anexa ao aeroporto. Esse shopping tem até um mini supermercado com preços bem menores que os cobrados nas lanchonetes do aeroporto. Dá para fazer um tour pelas áreas operacionais do aeroporto (pago) ou mesmo ficar observando o decolar e pousar das aeronaves no deck de observação que se abre apenas no verão (pago).

Em Hong Kong

O aeroporto está ligado a uma estação de trem de alta velocidade que o liga à estações nos principais pontos de Hong Kong (cerca de 24 minutos), as quais oferecem, dentre outros serviços, ônibus complementares até os principais hotéis da cidade. Custo? 22 reais a perna ou menos dependendo de onde você vai se hospedar ou quantos viajam com você.  Está caro? Então peque um dos ônibus com ar condicionado que servem o aeroporto que custam cerca de 8 reais e gastam cerca de 40 a 50 minutos até o aeroporto.

Quem chega no aeroporto tem a sua disposição uma série de serviços e informações ainda na área de desembarque, como balcão de informações turísticas, um balcão informado todas as opções de transporte de/para aeroporto com preços, balcão de reserva de hotéis e por ai vai. Tudo claro e que reduz o estresse de quem chega em um destino novo. Além disso, o aeroporto oferece uma série de opções de alimentação e compras dentro da área restrita com preços não muito longe dos cobrados na cidade.

Em Cingapura

Changi, meu aeroporto preferido, está ligado ao sistema de metrô da cidade ao custo aproximado de 2,80 reais… Você ainda tem opções de táxis que cobram cerca de 40 reais por uma viagem de cerca de 30-40 minutos. Vou fazer um novo artigo sobre o aeroporto aonde vou abordar as facilidades oferecidas para seus usuários: piscina, food court, supermercado, escorregador adulto e infantil, cinema, borboletário…, além das duas opções de hospedagem no aeroporto.

Em Londres

Além do impacto de ver que  muitos produtos nas lojas duty free  do aeroporto de Heathrow  tinham preços menores que os cobrados nas lojas de nossos aeroportos (um atendente da cia aérea  alertou  para chegar no horário ao portão de embarque porque muitos brasileiros acabam perdendo o horário mergulhados nas últimas compras no aeroporto), fica visível a quantidade de reformas que estão sendo realizadas no aeroporto. Apesar das mesmas e de uma certa dificuldade em transitar de um terminal para o outro devido as obras, pelo menos no T3 não senti nenhum impacto das mesmas no funcionamento do aeroporto.  Heathrow é ligado ao metrô de Londres e uma passagem custa cerca de 14 reais por um pouco menos de uma hora de viagem. Se quiser algo mais rápido (faz o trajeto aeroporto/Londres em 15 minutos) e confortável, você tem a opção do trem de alta velocidade ao custo de 50 reais.

Salas Vips

Como de hábito consegui usufruir das salas vips associadas ao Diners nesses aeroportos. Teremos pequenos artigos no futuro sobre as mesmas.

O Custo Brasil e o Jogo de Interesses de Poucos

Gosto muito de viajar no Brasil. Acho que o país oferece ótimos destinos, mas infelizmente o considero muito caro. Há cerca de 2 anos fiz um périplo por várias cidades usando um passaporte Azul (sumido ele, não?) e posso dizer que o custo foi igual ao de uma viagem ao exterior, mesmo tendo pago muito pouco pela passagem. Cada vez que volto do exterior fico mais assustado, para não dizer revoltado, com os preços que pagamos no Brasil por bens e serviços. Depois de passar quase 13 dias entre Cingapura e Hong Kong fico impressionado com o custo de viajar e comer no Brasil, fora a questão segurança. Temos uma hotelaria que na pior das hipóteses cobra valores semelhantes aos dos grandes centros mundiais (e nem sempre oferece o retorno do investimento em serviços), mas na hora de comparar os valores gastos em alimentação e transporte, saímos perdendo  para Cingapura, Hong Kong, vários destinos nos EUA. Empatamos com destinos que oferecem muito mais estrutura turística para seus visitantes, além de melhores condições de segurança.

Temos sim que evoluir muito não só em nossos aeroportos, mas também outras aéreas conexas ao turismo para que possamos almejar que os frutos de uma super exposição oferecidas pelos grandes eventos esportivos possam reverter em ganhos de longo prazo e não apenas ganhos para quem diretamente estão envolvidos nesses eventos.

Turismo pode ser uma importante fonte de renda para o país como todo (por exemplo, um jornal de Cancún publica regularmente o número de desembarques e a ocupação média dos hotéis em sua página de índices econômicos devido a importância dessa atividade para a região) e não apenas para o trade turístico. Pena que no nosso país isso seja levado de forma tão descompromissada e limitada a grupinhos de políticos e operadores de turismo.

Quem tem contato com o serviço prestado pelo Singapore Tourist Board -STB e com seu congênere de Hong Kong fica com vergonha do serviço realizado pela Embratur no que se refere ao suporte ao viajante independente. Não adianta outdoors gigantes e caríssimos colocados em frente ao aeroporto de Frankfurt divulgando o Brasil se ao chegar aqui o turista não se sente abraçado ou protegido pelos órgãos que prometeram maravilhas quando ele estava no exterior.

Cias Aéreas

No que tange as cias aéreas em que voei, a Tam mostrou um serviço bom apesar da total falta de atenção aos detalhes, a Lufthansa manteve o conhecido bom padrão (regularidade, sua maior virtude), a minha querida Singapore me ofereceu o alto padrão de sempre e tive uma  grande decepção com a Cathay Pacific, que me ofereceu um serviço muito aquém das 5 estrelas que possui no Skytrax.

Voei de A380, uma avião que acabou me impressionando mais no solo que no ar e que nas mãos de cias aéreas competentes e em aeroportos de alto nível oferece uma experiência de embarque e desenbarque que em nada se diferencia dos procedimentos de aeronaves que voam com metade dos passageiros transportados pelo A380. Todas essas experiências serão alvos de algumas matérias a serem publicadas nos próximos meses.

Enfim, estamos de volta, já sonhando em retornar a Ásia, minha parte preferida do globo. O Aquela Passagem deve retornar ao ritmo normal nos próximos dias. Obrigado pelas visitas apesar da calmaria que tomou esse espaço!

Tags:

Category: Aeroportos

Comentários (39)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Rodrigo Purisch says:

    Gustavo,

    Já ouvi falar bem, inclusive tive contato com pessoas que conseguiram uma ótima tarifa em novembro (1180 USD c/ taxas) e foram de Turkish. Falaram bem da comida e do serivço.

    Pessoalmente tenho até vontade de voar com ela, mas a cia foca unicamente em agências e todas minhas tentativas de contato com ela foram insatisfatórias. Como escrevo muito para pessoas que montam suas próprias viagens, acabo dando preferências a cias que com maior atuação ou serviço muito diferenciado das demais. Voando, dê seu feedback!

    Um abraço

    Responder

  2. Beto says:

    Rodrigo e all,

    Infelizmente tb tenho a mesma impressao, somos um pais despreparado para turismo e transporte aereo, sempre bate uma frustracao ao retornar ao pais devido a ma infra-estrutura, no meu caso acredito que a decepçao seja maior pois sou Urbanista e vejo as aberraçoes pelo olhar tecnico tambem.

    Este ano fiz algumas viagens ao exterior e o que vi nos aeroportos de fora continua a me levar frustraçao na chegada aqui no nosso GRU.

    Mais recentemente ha dias atras estive novamente em NY – JFK e alem da organizacao do aeroporto o que me deixou de boca aberta foi o metodo atual do checkin, foi praticamente um drive-thru, o caro parou no terminal para desembarque e eu como sempre prnsei em buscar um carinho para as malas, mas o funcionario da cia aerea (AA) ja retirou as malas do carro, pediu meu passaporte e na calcada mesmo colocou as malas na em uma esteira e despachou, imprimiu o bilhete de embarque e pronto! Levei menos de 2 minutos. E na calcada saindo do carro!!

    Pra mim foi inedito!

    Ja no GRU para retirar as bagagens e sair do aeroporto, foram mais de 1:30hrs, uma vergonha!

    Abracos e continue compensando seu periodo de ausencia com os textos barbaros de sempre, afinal marco de 2012 e minha vez de ir a asia!!

    Beto B.

    Responder

    Fernando H Rosa respondeu:

    Ah sim, o terminal 8 se não me engano (onde a AA opera no JFK) tem estes curb-sides check-ins, mas são opcionais. Você ainda pode fazer o check-in la dentro. Note entretanto que se você faz o curb-side check-in eles vão esperar uma gorjeta (~ 5 dólares).

    Responder

  3. Gustavo says:

    Valeu Rodrigo!
    Por coincidencia, conheci uma pessoa que foi para istambul pela turkish e gostou bastante.
    Inicialmente ia para Tokyo, mas ouvi falar tao bem na cingapura aqui que eu cancelei tudo e troquei… kkk
    Assim que voar, colocarei meu post aqui…
    E quanto às CIAS brasileiras e aeroporto, tb acho uma porcaria, princnipalmente em Guarulhos… Acabei de voltar de Miami, o aviao passou uma hora no solo para se posicionar porque o aeroporto tá lotado e depois de uma longa viagem ainda ter que pegar um buzão para ir pegar as malas, principalmente o povo da primeira classe é fogo ne???
    Um absurdo!
    Incomparaveis os aeroportos internacionais!

    Responder

  4. José Oliveira says:

    Voei de Turkish na premium economy no trecho GRU/IST e economy nos trechos IST/BKK, HKG/IST e IST/GRU. Para mim, a qualidade e quantidade da comida, bem como a pontualidade da TK foram os pontos favoráveis, mas senti falta de um serviço de bordo entre as duas refeiçoes no voo de volta para o Brasil (havia lanchinhos na galley, porém nao ouvi anunciarem). Quanto à presteza dos comissários, os da premium economy demonstravam muito cansaço e irritaçao, talvez pelo fato de ser um voo bate e volta!?!? Na economy, em um dos trechos, pedi água para tomar um remédio e até hoje nao recebi. No trecho HKG/IST, na economy, comissários muito prestativos, sem pressa de servir o passageiro, enfim, muito satisfeito nesse trecho. Trechos voados recentemente.
    Acredito que a TK tenha pretensão de entrar para o grupo das 5*.

    Responder

  5. José Oliveira says:

    Tive nessa última viagem a maravilhosa experiência de voar com a Asiana, cia aérea da Coréia do Sul. A Asiana é 5* no Skytrax merecidamente. Voei os trechos PVG/BKK com conexao em Incheon. Nunca vi tanto profissionalismo, dedicação e prazer pelo ofício como vi nas comissárias dessa aérea (ainda não voei Singapore, mas já voei Qatar!).
    Para minha surpresa, entreguei minha bagagem e a recebi cuidadosamente embalada, pois em Xangai havia iminência de chuva. Nao reconhi a bagagem na esteira e cheguei até a procurar o balcao em Bangkok, já achando que haviam extraviado a mesma.
    Único ponto baixo foi o sistema AVOD do A330 no trecho ICN/BKK. Voei economy como cliente da Star Aliance.
    Espero voar o mais breve possível na Asiana, bem que ela poderia voar para o Brasil!
    O aeroporto de Incheon é 10. Há oficinas de artesanato e apresentaçoes folclóricas pelo aeroporto. Duty free para dar e vender!

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Essa está na minha lista faz um tempo. Sempre fico de olho em uma promoção EUA ou Europa/Sudeste Asiático para voar com ela em um longo curso e poder dar uma parada na Coréia.

    Obrigado pelo feedback

    Responder

  6. Ndo says:

    Olá Rodrigo…..Li seu post sobre a viagem a Ásia, com escala na Europa e também acho grande diferenças nos aeroportos latinos e europeus. Recentemente estive na Suíça, e o aeroporto de Genebra é muito bem situado e com os transportes de trem bem planejados e feitos. Quem chega a Genebra de avião pode pegar um trem e ir até o aeroporto de Zurique, com ou sem conexão em Berna; enfim, é um país muito bem distribuído e aproveitado em transportes. Apesar que achei o aeroporto de Genebra pequeno!!!!!

    Uma vez fui ao Brasil com escala em Zurique e a diferença desse aeroporto para o de Guarulhos é enorme…..até na limpeza e boa educação o aeroporto suíço é nota 10.

    Outro aeroporto que acho interessante é Gatwick em Londres, não é o maior mas tem boas ligações até o centro da cidade (Victoria Station) e recebe voos do mundo todo.

    Abraço

    Responder

  7. Ndo says:

    Esqueci de dizer que o aeroporto de Gatwick faz promoções pela net para quem compra os bilhetes de trem antecipados, ou seja, para quem sai do aeroporto até Victoria Station (centro de Londres). Outro fator interessante é o horário da viagem, quem viaja neste trem fora do horário de pico, paga mais barato!!!!!

    Responder

  8. Carmen says:

    Que bueno, Rodrigo! ainda não conosco Ásia, mas eu tenho certeza que um dia eu vou alguns países asiáticos. Este ano eu fui para Creta, ou seja, eu viajei para o Oriente e sempre viajava para o Oeste. Tudo é iniciado.

    Estou ansiosa para ler suas entradas e relatos de suas viagens para saber mais sobre esse outro continente que é a Ásia.
    beijos

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Carmen,

    Sou suspeito, adoro a Ásia e vivo recomendando o passeio.

    Um abraço

    Responder

  9. Alex Melo says:

    Acabei de voltar dos EUA e cada vez mais fica clara a diferença de preço das coisas – sempre achei idiota a ideia de viagem para compras, mas com filho chegando é ridiculo comparar as compras daqui com lá fora – chega a ser 5 a 10 vezes mais caro por aqui.
    Fora alimentação – nos parques da Disney, que é o lugar mais caro para se comer, ainda assim é mais barato que restaurantes médios de São Paulo.
    Ano passado fiz minha primeira viagem pelo Brasil e em 15 dias por aqui, gastei quase o mesmo que em 20 dias pelo Leste europeu.

    Estamos muuuuuito longe de nos tornarmos forte em turismo, e este custo é dos principais motivos.

    Responder

    Rogerio Albuquerque respondeu:

    Alex, comer nos parques da disney é caro mesmo, mas da próxima vez experimente contratar o Dining Plan (só para quem se hospeda nos hotéis no interior da Disney) Vc chega a economizar uns 20% em relação ao preço pago em caa restaurante, sem contar que pode ir nos restaurantes onde os personagens passam por todas as mesas, sem pagar nada a mais por isso.

    []’s

    Responder

  10. Wagner says:

    Bom dia Gui
    Acho q nos encontramos na muralha da China.
    Sou de Itajai SC. Vc estava com sua amiga. Certo?
    Wagner

    Responder

    gui respondeu:

    Wagner, isso mesmo!!! Bom te ver por aqui! Ainda tens meu email? A foto que tirei de vcs na muralha ficou ótima! abs

    Responder

  11. karine says:

    O aeroporto da cidade do Panama é excelente, e é o hub de todos os voos da America Central e Caribe. O mesmo vai para o aeroporto de San Jose na Costa Rica e o de Guatemala City. O aeroporto de Lima também é muito bom e renovado.
    O de Bali por fora parece o de Fortaleza há 20 anos, mas por dentro tem muita e muitas lojas com ótimos preços, massagem, e restaurantes de todo tipo.

    O aeroporto de Guarulhos é extremamente desconfortável para quem tem que ficar algumas horas esperando uma conexão. Não tem conforto nenhum, nem na área de embarque, nem fora. E os preços dos restaurantes são exorbitantes (qualquer lanchinho no McDonald’s é 20 reais, no mínimo. Gente, McDonalds!).

    A única esperança que tenho é que o aeroporto de Johanesburgo ficou pronto a tempo e pode ser que GRU também fique. (o aeroporto de Joahanesburgo ficou ótimo, agora dá para ficar muitas horas lá dentro, como fiquei na última viagem a Australia)

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    O negócio era que o aeroporto de Johanesburgo já não era ruim. Eu usei ele em 2004 e naquela época era até bem moderninho.

    Responder

  12. Pois é. Quer comparar com outro país na América Latina? Veja o aeroporto de LIMA no Peru. Dá de 10 a zero em GRU e GIG juntos. E nosso PIB é um ‘pouquinho’ maior que o do Peru. Alías, o PIB de São Paulo sozinho é maior que o PIB do Peru, e nossa carga tributária é uns 40% maior pelo menos. E eles tem condições de construir um aeroporto decente e nós não?

    Responder

  13. Pois é Cinthia. Tive que ir para o Rio renovar o visto da minha esposa. Sabe quando estava a diária no Novotel Santos Dummont? R$ 508,00! Novotel Times Square, em Manhattan, no mesmo período? U$ 190,00 USD. Já faz tempo que está mais barato ir para Europa, EUA e praticamente qualquer lugar do mundo do que viajar pelo Brasil.

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.