Resumo da Semana

27 de October de 2008 | Por | 3 Comentários More

As promoções ainda não deram o ar da sua graça nas grandes cias. Apenas no Fidelidade TAM podemos fazer alguns poucos bons negócios. Mas a conjuntura internacional está mudando. A possibilidade de promoções nesse novo cenário foi alvo de um editorial aqui no blog.

Um alerta foi dado pelo leitor Rogério: O site da Gol que  agora vende passagens da Varig, em muitos casos vende até mais caro que o site da próprio da Varig. Então atenção e não deixe de comparar o preço nos dois sites até que essa absurda discrepância seja resolvida.

Enquanto isso, a Trip vai aumentando suas opções de vôos.

Um efeito colateral da crise nos EUA é a vinda de aeronaves melhores para serem utilizadas nas rotas de/para América do Norte.

Na Argentina, as negociações entre o Grupo Marsans e o Governo chegaram a um impasse. O governo que queria nacionalizar a Aerolineas via acordo de compra com o grupo espanhol, agora ameaça expropriar a cia aérea. Enquanto essa ameaça vira um problema diplomático Argentina/Espanha, quem dirige cia Argentina anda tomando decisões que tem tudo para dar errado. Nesse final de semana, o Aeroparque ficou fechado para reformas. Não é que consumidores revoltados, e sem razão, foram descontar nos funcionários da Aerolineas?

No Chile, a Air Comet de propriedade do mesmo grupo Marsans parece estar arrumando as malas para deixar o país. Pelo menos são esses os boatos que a cada dia ficam mais fortes.

No Uruguai, a Pluna pagou 1 milhão de dólares para manter o abastecimento de suas aeronaves pela estatal de petróleo uruguaia. Está tentando ganhar tempo enquanto as negociações com o governo não evoluem. Hoje, ela tenta usar o Argentino Hotel, que faz parte do patrimônio da cia aérea, como forma de pagamento ou como avalista da dívida com a estatal petrolífera. O problema é que a situação da Pluna não envolve apenas a questão financeira, há uma disputa política entre o governo e a direção da cia. Continuamos torcendo pelo futuro da cia aérea.

Estou devendo a resposta aos comentários..Vou ver se na segunda tiro o atraso.

Um abraço a todos e uma ótima semana.

Category: Resumo da Semana

Comentários (3)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Fabio Caruso says:

    Rodrigo
    bom dia. Tudo bem? existe ainda uma maneira de baratear a viagem para o Brasil. A GOL tem uma tarifa que v só consegue visualizar compondo um itinerário ida e volta de ponto a ponto. Além dessa restrição tem que ter um bom tempo de permanência no destino. Minha amiga vai pra Campo Grande no fim do ano e volta final de janeiro por R$ 165,00 (ida 07dez e volta 29jan) cada trecho sem contar as taxas. Vi tarifas bem em conta nessas condições para o NE também. Isso saindo de GGH e GRU.
    Fica ae a dica
    abçs

    Responder

  2. Cristiana says:

    Boa noite rodrigo tenho uma duvida que se souber me responder seria otimo!!! Bom… Morei um tempo na espanha e quando morava lá tinha o costume de comprar passagens por um site que se chama lastminute (nunca tive problemas). Agora moro aqui em bh e quero comprar um passagem para europa no fim do ano. Este site está com os preços ñelhores do que os sites daqui (submarino, decolar, rumbo etc). O que me está encucando um pouco é que o bilhete é eletronico e da um medo de se realmente a empresa me da as garantias aqui no Brasil. VC ja comprou passagens aereas em algum site deste que nao tem no Brasil?
    Outra pergunta, como o preço está em euro imagino que eles so aceitem cartao internacional. mas será que o limite do cartao tem que ser o da cotaçao do euro? ou seja 1000 euros o limite do meu carta tem que ser 3000 reais!?
    Se vc ou alguém puder me dar uma luz seria otimo.
    obrigada

    Responder

  3. Rodrigo Purisch says:

    Fábio,

    Falamos dessa ferramenta “nova” do site da Gol e dessa promessa de vôos mais baratos para quem compra com antecipação. Mas no primeiro momento parecia que nenhuma das duas estratégias funcionavam a contento. Pelo que você fala, as coisas entraram nos eixos! Obrigado pelo feedback.

    Cristiana,

    Já comprei em sites que não tem representantes no Brasil sim. Não deixa de dar um frio na espinha. Se der algo errado e não tiver representante no Brasil, você terá que brigar lá no exterior. Você já procurou essas mesmas tarifas (mesmas datas e vôos) nos sites próprios das cias aéreas? Mesmo quando elas não tem representantes no Brasil, há uma legislação mais rígida na Europa que controla as cia por lá. se achar no site delas, dê preferência a eles. Faça também uma busca flexível por datas, quem sabe não aparece algo interessante?

    Ticket eletrônico agora é padrão no mundo todo (até em cruzeiros)… Normalmente esses consolidadores compram um bloco de passagens e revendem para seus consumidores. Quanto a isso não vejo problema.

    As passagens vão ser cobradas em Euros no seu cartão de crédito internacional e convertidas para o Real na data do fechamento da fatura ou do dia de quitação da fatura antecipada. Você tem que ter um limite no seu cartão superior ao valor em Euros convertido em reais para poder comprar. Alguns sites limitam os países emissores de cartões com os quais é possível comprar no site. Não sei no caso específico do last Minute ( que por sinal é um site conhecido e com filiais em vários países).

    Um abraço aos dois

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.