Rio/Buenos Aires na Executiva da Emirates com a Majô e Cuidados com as Malas com o Ernesto

25 de February de 2012 | Por | 8 Comentários More

Executiva da Emirates

A querida Majô do blog Filigrana publicou um texto sobre a experiência dela em voar na Executiva da Emirates no trecho Rio de Janeiro/Buenos Aires. Lendo o texto, dá vontade de voar com ela também, mas de preferência em um trecho mais longo.

Se você compra a passagem no site deles e é cadastrado no programa de fidelidade da Emirates, há uma possibilidade (isso está longe de ser uma regra!) de receber no email uma proposta de upgrade de classe por um preço reduzido próximo da data da viagem, de acordo com a ocupação do vôo. Foi através de uma proposta desse tipo que a Majô fez um belo upgrade na viagem para a capital portenha.

Aproveite e leia outros textos da Majô no Filigrana. Eu já peguei muita dica legal lá.

Vale lembrar que quem mora em São Paulo e quer ir para Buenos Aires em uma aeronave diferenciada pode voar de Emirates e Qatar, além de no futuro poder voar de Turkish. Não dá nem para sentir falta do antigo B747 da British que era a única opção diferenciada na rota. Já quem parte do Rio de Janeiro pode ir de Emirates e no futuro quem sabe de Qatar que está avaliando um vôo para o Rio no rastro do sucesso da Emirates.

Malas: Uma Eterna Fonte de Alegrias e Preocupações

De tanto ouvir sobre roubos de malas em aeroportos, as pessoas estão cada vez mais preocupadas com o tema, principalmente quem tem por hábito encher a mala com presentes na volta para casa.

Pensando nisso, o Ernesto Lippmann, nosso amigo e colaborador aqui neste site, participou da elaboração de um texto para a Viagem e Turismo de fevereiro de 2012 com dicas de como se proteger e como agir no caso de ter problemas com as malas.

A dica fundamental é sempre verificar a mala (se tiver dúvida pode pedir inclusive para pesar) e fazer a reclamação antes de sair da sala de desembarque. A matéria dá dicas de como procurar auxílio no judiciário, inclusive sem a necessidade de um advogado, e fazer valer seus direitos de consumidor que são muito superiores aos estabelecidos pelos acordos internacionais ou pela resolução 37 da ANAC que as cias costumam se basear para pagar os danos.

Infelizmente, a Viagem e Turismo não tem a matéria disponível para ser lida on-line, mas o texto está recheado de dicas novas e velhas que valem a pena ser lidas e guardadas. Se não tem máquina de envelopar mala, vale até embalar a mala com saco de lixo preto e fita, como um dia vi a Sylvia postar  no Viaje na Viagem do Ricardo Freire, dentro do espírito de melhor se prevenir do que remediar!

Tags:

Category: Blog e Sites Imperdíveis

Comentários (8)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. lucia says:

    Tô procurando passagens p Buenos Aires em outubro e achei na Aerolineas Argentinas as mais baratas. Alguém já voou nessa cia?? Vale a pena??

    Responder

    Wilian Delatorre respondeu:

    Fuja! Acesse o site Reclame Aqui e veja com os próprios olhos!

    Responder

    Fernando H Rosa respondeu:

    Fiz AEP-GRU e AEP-POA via Aerolineas e minha experiência foi mista. Em termos de conforto da aeronave foi melhor que a Tam ou Gol em rotas similares. Serviço de bordo também mais decente. O que me cansou foram os atrasos. Tanto AEP-GRU atrasou (quase 2 horas), quanto AEP-POA (quase 1 hora). Nenhuma outra companhia com trajetos similares nos mesmos dias teve atraso, e bateu um arrependimento de não ter ido de Tam ou Gol.

    Mas enfim, posso ter dado muito azar, porque consultei no site da Infraero no dia, e todos os outros vôos da AA estavam no horário naquele dia, com excessão dos dois que eu peguei.

    Se voaria denovo? Como o único problema foi o atraso, e pode ser que seja pontual no geral, arriscaria sim.

    Responder

  2. Igor says:

    A Atrasolineas Argentinas não é das mais recomendadas, mas voltei recentemente de uma viagem à Patagônia na qual fiz 5 trechos e não tive problemas além dos atrasos em todos os voos. Era ela ou pagar mais que o dobro na LAN, então arrisquei.

    Responder

    Fernando H Rosa respondeu:

    Acabei de postar a resposta acima e depois vi seu comentário. Parece que o problema dos atrasos é mais recorrente do que eu imaginava…

    Responder

  3. jorge says:

    “Vale lembrar que quem mora em São Paulo e quer ir para Buenos Aires em uma aeronave diferenciada pode voar de Emirates e Qatar, além de no futuro poder voar de Turkish”.A Emirates não voa de SP para Bue. A informação está errada.

    Responder

  4. Ernesto says:

    Rodrigo

    Obrigado pela divulgacao do trabalho.

    Tambem gostei do relato da Majo, e fiquei curioso de saber quanto ela gastou no up grade.

    Responder

    Majô respondeu:

    Rodrigo,

    Já disse que é uma honra para mim estar na home do Aquela Passagem !

    Ernesto,
    Custou $150,00 o trecho GIG/EZE.

    Abraço a todos

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.