Tam: Bagagem Porta a Porta Para Quem Não Quer Carregar Peso

27 de January de 2010 | Por | 7 Comentários More

A Tam está lançando uma novidade no Brasil e algo que está ficando muito comum no exterior desde que as cias começaram a cobrar pelo despacho de bagagens em alguns vôos. No Japão essa prática é antiga.

Quem voar Tam poderá fazer uso do serviço de Bagagem Porta a Porta da Tam Cargo. Um dia antes da viagem (os pedidos devem ser feitos até as 18 horas), a Tam Cargo busca sua mala no local onde você desejar e entrega a mesma no local desejado até as 18 horas do dia posterior à coleta. O serviço é tarifado por peso. É cobrado R$49,90 até 23 kg (mas a Maitê, atendente do Tam Cargo, que me atendeu prontamente disse que o peso subiu para 27 kg) e R$ 99,80 para bagagens acima de 23 kg (27 Kg?) a 46kg. Há o limite de 2 peças por retirada.

O interessante é que quem utilizar o serviço não perde direito a franquia de bagagem no momento do vôo.

No momento, o serviço está limitado a vôos entre São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília, mas a Tam promete ampliar o mesmo para todas as cidades.

Pode ser uma opção para pessoas portadoras de alguma deficiência ou limitação, como cadeirantes, idosos e quem sabe no futuro, para aquele que chegou em um vôo internacional com franquia maior que a do vôo nacional.

O tel da Tam Cargo é 0300 115 9999 para maiores informações. Confirme tudo antes, já que o site da Tam é vago nas regras (o que não é nenhuma novidade,  já que  parece que eles têm medo de se comprometer ou querem mudar as regras ao bel-prazer) e as informações complementares me foram passadas pelo call center da Tam Cargo.

Tags:

Category: Bagagem, Cias Aéreas

Comentários (7)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Aline Lima says:

    Noooossa, Rodrigo! A TAM está começando com o serviço de “Takkyubin” só agora? Antes tarde do que nunca, né? Tive que ir no fundo do baú do meu blog para achar o link (e adivinha justo quem comentou?)
    O valor ainda está um pouco caro, mas espero que com a popularização do serviço, o preço caia. Até porque, no Japão paga-se em média 2000 ienes (cerca de R$41) para enviar uma mala de até 30kg. E vira e mexe há promoções em que o despacho da bagagem é pago pela companhia aérea ou empresa de cartão de crédito.
    Na hotel onde trabalhei em Okinawa era muito comum os hóspedes enviarem as malas de antemão. Assim que o quarto ficava pronto de manhã, nós da recepção colocávamos as malas no quarto e quando o hóspede chegava, só trazia uma bolsa ou uma mochila. Até porque, pegar no mínimo 2 aviões + ferry boat com equipamento de mergulho por exemplo não é fácil! Abraços!

    Responder

  2. Marcie says:

    Tanto aqui quanto na Inglaterra esse serviço existe há algum tempo, mas é muito caro. Eu não vou me lembrar os valores mas quando eu tive um acidente e virei cadeirante por alguns meses, tentei usá-lo. Acabou saindo mais barato comprar uma passagem para minha filha me acompanhar.

    Responder

  3. Marcie says:

    Desculpe: aqui é EUA.

    Responder

  4. Michel Mene says:

    Eu me lembro que no fim dos anos 70, um amigo despachava a moto dele do Rio pra Brasilia pela Varig quando ele ia de ferias, e saía muito barato.

    Mas como hoje em dia TUDO no Brasil é mais caro que no exterior, espero que o proximo governo tome medidas justas na economia para beneficiar o consumidor.

    Responder

  5. Bia says:

    Vcs sabem se tem esse serviço em voos internacionais?

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Não, infelizmente.

    Responder

  6. Elza says:

    Ola, estou tentando entrar em contato com o número de telefone acima, nao estou conceguindo. Minha pergunta e … Tem como eu usar o serviço bagagem porta a porta, entregando as Malas no aeroporto de Fortaleza na minha chegada de Londres e pedir para entregar na minha cidade de minas gerais( Campos Altos ) MG?

    Desde de ja Agradeco

    Elza

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.