United: Cancelada Idéia Refeição Paga em Vôos Internacionais e Aumento na Taxa de Despacho de Bagagem

16 de September de 2008 | Por | 5 Comentários More
A United não sabe mais o que fazer para aumentar suas fontes de renda. Está tentando de tudo possível. Fizemos um post indignado com a proposta da United de cobrar por refeições em vôos internacionais, inicialmente entre EUA e Europa. Não é que voltaram atrás? Relatando que seus clientes elite do Mileage Plus e os executivos que pagam as tarifas mais altas tinham respondido bem mal essa tentativa, anunciaram que a mesma foi abandonada. Viram o tiro no pé que estavam dando…Parece que eles não conhecem seus consumidores….

Agora, anunciaram que a taxa de despacho da segunda mala em vôo doméstico que era de 25USD vai ser aumentada, dobrada na verdade, para 50USD. Ela já cobra pelo despacho da primeira mala (15 USD). Estão livres da cobrança os passageiros da executiva, primeira e portadores de cartões elite Star Alliance. Eles ainda não tentaram implantar a mesma estratégia nos vôos internacionais.

Daqui a um tempo, vamos ter que fazer lembranças ao consumidor da United para que adicione as inúmeras taxas ao valor da passagem como fazemos com as low costs…

Obrigado ao Luciano e ao leitor anônimo pela dica da desistência da cobrança de refeições nos vôos internacionais.

Tags: , ,

Category: Aeroportos, Bagagem

Comentários (5)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Jotajota says:

    Parabéns pelo seu blog!! Sempre o leio e o recomendo a todos que querem viajar. Espero que não fique chateado, mas, na penúltima linha do último parágrafo, há um no uso do tempo verbal. Como você quis se referir ao passado, correto é a frase começar com “Viram o tiro…”, e não com “Virão o tiro…”, que é adequado para situaçõe futuras. 😉

    Responder

  2. Rodrigo Purisch says:

    Jotajota,

    Corrigido!

    Matei o português sem pena nenhuma…rsrs

    Isso é que dá escrever post de madrugada quase dormindo para não deixar o blog sem atualização…

    Meu forte não é português, mas esse tipo de erro foi cansaço mesmo. Mas mesmo assim não é perdoável em se tratando de um blog com tantas visitas e leitores….

    Obrigado pelo toque!

    Responder

  3. Taís says:

    Olá Rodrigo, sempre venho aqui no seu blog para ler essas super-dicas que você passa sobre essa “teia-de-aranha” que é a emissão de passagens aéreas.
    No entanto, tenho tentato esclarecer uma dúvida, mas tem sido em vão. Vamos ver se você consegue esclarecer para mim! 😀
    É o seguinte: estou querendo viajar para os EUA mas a grande maioria dos voos com bons preços para lá não saem daqui de Brasília. A pergunta é: existe algum normativo que garanta que se eu comprar o trecho doméstico para a cidade de partida e de retorno no Brasil, terei direito à mesma franquia de bagagem do voo internacional?
    Abraços e parabéns pelo blog!

    Responder

    Rodrigo Purisch respondeu:

    Taís,

    Não há não. O que ocorre é que quando uma cia tem um acordo operacional com outra cia, ela tende a aceitar a franquia da passagem internacional no trecho doméstico quando ambas são compradas juntas e formam uma passagem só. No caso de passagens separadas, não há essa obrigatoriedade nem mesmo se tiverem acordo.

    No Brasil, a Webjet e a Oceanair já fizeram anúncios que permitiriam a franquia do vôo internacional caso o passageiro apresentasse o ticket recente da passagem.

    Mas vale a pena ligar para elas e confirmar se isso ainda é válido (anote o nome de quem te falou isso para o caso de ter confusão).

    Mais uma dica, várias cias te dão a passagem de BSB para São Paulo ou Rio no caso de comprar a passagem internacional com eles (as duas são emitidas juntas). Isso é mais fácil de fazer numa agência de viagem. Já cansei de pagar BH/EUA o mesmo que GRU/EUA e “ganhar” o vôo de BH até GRU (na TAM ou Varigol) na United. Isso é possível na construção da passagem dentro de um GDS com é feito nas grandes agências com acesso ao GDS.
    Um abraço

    Responder

  4. Popstar says:

    Com essa crise fica tudo de graça, ou quebra de vez !!

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.