A Varig Cancelará Londres, Roma e Frankfurt: Dá pra Levar a Sério uma Cia Dessas?

29 de January de 2008 | Por | 9 Comentários More
A Varig anunciou uma mudança radical das suas operações internacionais. A partir de março estará cancelando os vôos para Londres (01 de março), Roma (recentemente reiniciados) e Frankfurt (ambos dia 29 de março). Manterá apenas vôos para Paris e Madri. Ela alega que possui acordos com a Air France/KLM e com a Air Europa para distribuição d e passageiros a partir desses destinos que serão mantidos.

Se você já comprou passagem para voar depois dessas datas entre em contato com a Varig.

Atitudes como essas fazem com que os consumidores passem a cada dia acreditar menos nas nossas cias aéreas. A Varig é recém saída de uma crise de credibilidade e que acabou por lesar vários consumidores e associados Smiles com cancelamentos de vôos e saída da Star Alliance.

Não há como programar uma viagem internacional usando a Varig como meio de transporte. Nunca se sabe o que vai mudar. Ela não quer ser levada a sério. Você associado Smiles, mais uma vez perde opções de vôos e vê suas milhas mofarem na sua conta.

Fica a pergunta: Não está na hora de abrir nosso mercado para outras cias com reais interesses no nosso mercado? Os consumidores merecem respeito e quem sabe alguma das novas cias não encarem o respeito ao consumidor como regra e não como opcional? Que venham TAP Brasil, LAN Brasil, Jetblue Brasil e por ai vai. Que se estabeleça quem tenha competência.

Tags:

Category: Caos

Comentários (9)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Arnaldo says:

    De: Arnaldo – FATOS & FOTOS de Viagens,

    Para: Rodrigo – AQUELA PASSAGEM

    Me caro amigo, a VARIG jamais sairá da crise de credibilidade.
    Ela NUNCA mais terá 10% da credibilidade que teve nos seus áureos anos.

    Esteja certo, ela apenas apertou o botão “soneca” do despertador.

    Pode contar como seguro que não vai pra frente. Há certas situações que são irrecuperáveis. A VARIG é um caso clássico.

    Muitas coisas võ acontecer com a aviação no Brasil: o crescimento da GOL e da TAM, a entrada de cias. aéreas internacionais e a acomodação do mercado à realidade mundial deste segmento.

    Grande abraço!

    Responder

  2. Anonymous says:

    Concordo com o Arnaldo…E, deve ser lembrado que a Varig “nova” deixou milhares de funcionários da “antiga” sem qualquer pagamento, inclusive os aposnetados. E, os que tiveram a “sorte” de serem readmitidos o foram com a metade do salário.

    Ernesto

    Responder

  3. Anonymous says:

    Ja passou da hora de abrirmos os nossos mercados.
    nomade
    http://www.diarionomade.wordpress.com

    Responder

  4. Marcio Nel Cimatti says:

    Parece brincadeira!!!

    Como podem sair cancelando os destinos assim?

    Por que voltaram a voar para lá então?

    Que venham as gringas!!!

    Abs!

    Responder

  5. Anonymous says:

    Acho que o problema maior é a regulação. Se as empresas entrangeiras entrarem no nosso mercado, com uma regulação fajuta vão praticar os mesmos descalabros que as brazucas.

    Responder

  6. ZÉ Mochileiro says:

    Rodrigo,
    Isso realmente é inadmissível! Está na hora de profissionalizar o setor aéreo brasileiro. Não dá mais pra aguentar essas trapalhadas de empresas e órgãos reguladores…
    Está tudo errado…

    Responder

  7. emilio says:

    Nenhuma surpresa. Depois de ouvir um relato de estrangeiros que usaram Varig p/ voltar a Frankfurt em 4/jan e brasileiros indo para Londres duas semanas atras. Em um país sério já a teriam fechado, mas o admirado empresario Constantino continua flanando acima disso tudo.

    Responder

  8. michel says:

    Olá fiz o vôo GRU/FRA/GRU em Janeiro, o que percebi foi realmente um absurdo total, durante o mês ele simplesmente cancelavam o Vôo Gru/Fra e acomodavam os passageiros no Galeão/Fra, sem a menor preocupação com o atraso de quase 5 horas. E no Võo de volta fra/gru vi um 767 completamente vazio. E agora chegando aqui temos a surpresa de novos cancelamentos.
    Isso realmente me deixa muito triste pois depois de ter ficado uma semana em nova york esperando para ver se conseguiriamos voltar para o Brasil após a varig simplesmente deixar todo mundo lá sem võo em julho de 2006, eu ainda tinha esperança na Varig.

    Responder

  9. Rodrigo Purisch says:

    A varig anda pisando na bola, inclusive com seus clientes corporativos que pagam as tarifas mais altas.

    Mas é duro ver uma marca tão forte sendo desgastada e não ver no horizonte nenhuma opção….

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.