Varig: Julgamento do CADE Suspenso, Ministério Público Solicita Imposição de Restrições

26 de May de 2008 | Por | Comente More
O julgamento da compra da Varig pela Gol que seria julgado pelo CADE na quarta feira passada foi suspenso a pedido de um procurador da república. Durante o julgamento, 3 dos 7 conselheiros votaram pela redução dos slots (vagas nos aeroportos) da Varig. O problema levantado é que o julgamento deveria se restringir ao impacto no mercado e que os slots e sua distribuição são competências da ANAC e não do CADE.

O Ministério Público Federal (MPF) solicitou ao CADE que imponha restrições a compra da Varig pela Gol, entre elas a manutenção de personalidade jurídica diferente para cada cia aérea e proibição da Gol de usar as rotas da Varig. Vale lembrar que a decisão do CADE não precisa seguir essas recomendações do MPF.

Se a Varig já parece desinteressante para a Gol, restrições na fusão podem levar a uma gradual e lenta morte dessa nova Varig. Dessa forma, pelo menos a Gol tirou um concorrente do mercado.

A Gol espera usar as sinergias entre as duas empresas para poder impulsionar a Varig e atrair parcerias e quem sabe entrar em uma aliança (Skyteam?). Mas sem pode usar as sinergias, a Varig torna-se um peso na estrutura da Gol. Vale lembrar que a Varig vem sofrendo alterações nos planos estratégicos de curto e médio prazo (corte e cancelamento de rotas).

Tags: ,

Category: Cias Aéreas

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.