Voando com a South African Airways na Executiva, o que esperar?

12 de August de 2013 | Por | 2 Comentários More

Este é o relato da minha única experiência voando na Executiva da South African Airways (SAA) no trecho São Paulo/Joanesburgo. Uso como referência nessa avaliação, os serviços prestados pela Singapore Airways no trecho São Paulo/Barcelona/Cingapura no B777-300ER, cia que tenho como meu padrão em serviços e da qual sou fã declarado.

Compra da Passagem

A passagem foi adquirida com milhas, assim não tive a experiência de comprar a mesma usando o site próprio da SAA que tem versão em português. Infelizmente, não é possível realizar a reserva prévia de assentos no site da SAA quando a passagem não foi emitida por eles. Algo que merece ser revisto pela cia aérea.

Check In

O check in do meu vôo, que partia às 17:30, abriu às 13:20h, o que para mim foi de grande utilidade já que me liberou para entrar na área restrita mais cedo.

Foi um check in rápido e cordial.

Já com o cartão de embarque na mão, fui passar pela imigração e fiscalização de segurança  e escolher uma sala vip associada a Star Alliance para esperar meu o vôo.

Voando na Executiva de uma cia Star Alliance, você tem acesso a qualquer sala vip própria de uma cia da Star Alliance e não só a sala vip conveniada ou própria da cia em que você vai voar – existem exceções, mas são poucas. Depois de fazer um tour por várias salas no aeroporto de Guarulhos, optei por ficar na sala da United que oferece um bom buffet em ambiente agradável.

Embarque

O embarque foi rápido e respeitou a ordem de prioridade de embarque.

A Classe Executiva da SAA

No A330 da SAA, a Executiva está dividida em 2 setores: um na extremidade mais frontal da aeronave e no qual apenas os passageiros da Executiva entram e um segundo setor que se inicia próximo à porta da aeronave e segue até o início da classe econômica.

Se você incomoda-se em ficar sentado no seu assento e ser escaneado pelos passageiros da Econômica que vão entrando na aeronave depois de você, prefira então o primeiro setor ou embarque com os últimos passageiros.

As galleys, ou cozinhas do avião, ficam dispostas a frente do primeiro setor e entre os dois setores da Executiva.

Assentos

Os assentos estão dispostos na forma de 3 pares de assentos por fileira.

As cadeiras são confortáveis, porém bem mais estreitas que as da Singapore. São muito próximas das que você encontra nos assentos novos da United, por exemplo. Reclinam 180 graus paralelos ao solo (nada de ficar escorregando no assento e inchando ainda mais os pés) como nas melhores Executivas.

Ao lado do assento do banco, existe um pequeno porta trecos e uma tomada convencional. O assento conta ainda com uma porta USB que permite carregar equipamento com esse tipo de entrada.

Os monitores estão embutidos entre os assentos e são de boas dimensões e qualidade de imagem. Podem ser operados pelo toque na tela ou usando um controle localizado ao lado do assento.

O sistema de entretenimento possui uma boa oferta de filmes (viajei em março e os principais indicados e premiados no Oscar estavam disponíveis), músicas e séries de TV. Porém, a oferta de material em português (mesmo que somente legenda) é muito pequena comparada à oferta global.

Gostei muito do assento. Senti apenas a falta de um porta trecos maior para evitar que você tenha que ficar acessando a bagagem de mão para buscar objetos como tablets, livros mais grossos, etc.

Kit de Amenidades

A SSA fornece um kit de amenidades simples, mas de bom gosto oferecido em uma nécessaire de cor clara revestida internamente e com pequenos bolsos com elásticos em ambos os lados internamente.

 Ele é composto de tapa olhos, meia com aplicação de silicone antiderrapante (pena que é fina e de uso quase único), plug para ouvidos, escova e pasta de dentes colgate, pente e escova de cabelos. Possui ainda um protetor labial e um hidratante calmante para rosto e corpo da marca TempleSpa.

Serviço de bordo

Os comissários são gentis, porém carecem daquele cuidado extra que se vê nas boas cias orientais principalmente e que te faz sentir especial. Mas eles esforçam-se para agradar o passageiro.

Pecam em pequenos cuidados, tais como fechar a cortina da galley ao passar pela mesma durante a noite (o que acaba incomodando quem se senta a frente da galley, como foi o meu caso) e na falta de preocupação em passar oferecendo líquidos/pequenos lanches aos insones durante a viagem.

O banheiro foi mantido limpo durante todo o vôo. Algo que gosto muito e demonstra cuidado.

É oferecida uma garrafa de 500ml de água a cada passageiro e se você quiser mais alguma coisa durante a noite, terá que ir a uma das galley solicitar ou chamar o comissário usando o painel eletrônico.

A comida estava muito boa para os padrões conhecidos de comida de avião. Comi uma massa com cogumelos digna de ser comida em um restaurante e a carne servida ao meu acompanhante estava no ponto certo e saborosa. Uma das melhores refeições das várias Executivas que usei nessa viagem.

O champanhe servido era o Moët & Chandon Brut Imperial, que dá uma idéia do padrão das bebidas oferecidas.

Para quem não gosta de bebida alcoólica ou gosta de experimentar, teste o Appletiser, um refrigerante de origem alemã que nada mais é do que um suco de maça verde puro com gás (não leva açucar).

Caso queira ter idéia do que foi oferecido, o menu do meu vôo escaneado pode ser visto aqui: Menu 1, Menu 2, Bebidas 1 e Bebidas 2.

Pós Vôo

Como fiz apenas uma conexão em Joanesburgo, não tive a experiência pós vôo de bagagens com a SAA. Tive contato apenas com sua sala vip no aeroporto, que decepciona um pouco diante do bom serviço nos ares e por ser a sala vip do seu hub. Mas isso é tema para um outro texto.

Conclusão

Uma boa executiva em termos de assento e serviço de bordo. Muito superior à média do serviço e assento oferecidos pelas cias americanas que operam no Brasil. Superior ao ofertado atualmente pela Lufthansa na rota Rio/Frankfurt, por exemplo.

Voltaria a usar e recomendar seus serviços tranquilamente, “apesar de não ser uma Singapore Airlines” ou merecer 5 estrelas pelo serviço prestado.

A SAA costuma oferecer boas tarifas, o que a torna mais interessante ainda.

Bem que a SAA poderia fazer uma escala na Cidade do Cabo em um dos seus dois vôos diários partindo do Brasil. Gostaria muito de voltar a voar com ela para a Ásia e aproveitar um stopover nessa bela Cidade do Cabo.

E você já voou na SAA? Como foi a sua experiência? Os demais leitores do Aquela Passagem agradecem sua participação já que ela pode ajudar na sua decisão de consumo.

Tags: , ,

Category: Cias Aéreas, Trip Report, Troca de Experiências

Comentários (2)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Luciana Magalhães says:

    Viajei a dois anos atrás com a South African de executiva com milhas e adorei , o serviço foi impecável a equipe que estava a bordo tanto na ida quanto na volta eram cuidadosas , no meio do voo deixaram numa especie de bancada com snacks e algumas bebidas pro passageiro se servir a vontade. Tive a experiencia de conexão e foi tudo bem com a bagagem .

    Responder

  2. Carlos says:

    Eu já fiz 06 trechos na SAA na executiva e acho um produto muito bom, com cadeiras bastante confortáveis e sistema de entretenimento com boas opções e variedades. O atendimento dos comissários é simpático, mas sem cortesia extra nem má vontade também. A comida que acho pior, não que seja ruim, mas as opções e temperos não são muito do meu agrado.
    Tive problema uma vez quando fui fazer check-in e me informaram que haviam trocado a aeronave e que eu não poderia embarcar neste dia (eu e minha esposa), somente no seguinte. Não tive muita escolha, mas me mandaram para o hotel perto de GRU (Marriot, Ceasar?) e me ofereceram como compensação dois trechos na executiva em qualquer vôo da SAA por passageiro.
    Como achei a compensação excelente (um dia de atraso por dois trechos na executiva, um valor de pelo menos 10 mil reais), voltei com o voucher para conversar com eles e gravei a conversar com meu celular para evitar problemas futuros.
    Quando fui usar o voucher, vieram com a conversa que os dois trechos seriam somente na econômica, mas enviei o arquivo de áudio e avisei que processaria a empresa se não honrassem o acordo, o que se provou bastante eficaz.
    O melhor de tudo é que eu havia gasto 120k milhas da Tam (GRU-JNB-GRU para duas pessoas), que no final me renderam mais quatro trechos de executiva da SAA (que usei para GRU-JNB-CDG).
    Acho que vale a pena voar SAA, sendo também uma vantagem os preços mais baixos nas executivas sainda de JNB com destino ao Oriente Médio ou Ásia.

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.