WEBJET: Como é Voar Nela

9 de April de 2010 | Por | 68 Comentários More

Esse post relata uma única experiência como consumidor na Webjet. Os fatos relatados aqui não podem ser generalizados, mas podem ajudar na sua definição de compra.

Os vôos que  substanciam essa avaliação foram realizados no dia 27 de março, sendo o Confins/Guarulhos operado na aeronave PR-WJM e o Guarulhos/Confins operado na aeronave PR-WJN.

Preços

A opção pela Webjet fundamentou-se principalmente no quesito preço. Como precisava fazer uma viagem rápida a São Paulo, passando no máximo uma noite naquele destino, os preços não eram tão convidativos na Gol, Tam ou Azul (os preços encontrados podem ser vistos neste post aqui), pois essas cias costumam impor mais restrições às tarifas promocionais. Os preços da Webjet e da Oceanair (futura Avianca Brasil) eram semelhantes quando o destino era Guarulhos. Semelhante também era a pouca opção de horários de ambas. Mas a Webjet levou vantagem ao fornecer uma tarifa ainda mais promocional para volta no mesmo dia da minha ida (R$79 reais contra R$106 da Oceanair). Ela ainda oferecia o translado de Guarulhos a Congonhas de graça de ônibus, serviço que não cheguei a usar, já que o primeiro partia de Guarulhos duas horas após minha chegada ao aeroporto e minha viagem tinha tempo contado.

Realmente as tarifas da Webjet têm se destacado e muitas vezes não vêm associadas com restrições comuns as das demais cias (como compra antecipada ou número mínimo de noites no destino).  Pena que apesar de ter tarifas tão interessantes, ela não soube ainda como alcançar melhor o consumidor focado em preço como cias que abusam da propaganda mesmo não tendo preços tão bons com os atualmente praticados pela Webjet. Ela recentemente tem investido no seu Twitter para divulgar as boas promoções, mas o site não consegue acompanhar a divulgação do Twitter…

Apesar das boas tarifas, é muito importante que o consumidor conheça as regras tarifárias (cancelamento, reembolso e alteração) das suas passagens Webjet para que o barato não saia caro depois.

Compra

A compra das passagens foi feita via site. Apesar de todo o grafismo moderninho (que muitas vezes deixa em segundo plano o que ela tem de melhor, o preço), o site não é lá muito “moderno” no quesito funcionalidades (não apresenta a opção de busca por preço e permite apenas modificações de datas após ter iniciado  o processo de busca, por exemplo). Outro ponto negativo do site é a insistência da Webjet em colocar em letras quase ilegíveis as regras das promoções  que ela anuncia no site.

Mesmo assim a compra foi feita sem atropelos. Há necessidade de se fazer um cadastro antes de completar a compra e é possível fazer a reserva de assentos durante o processo de aquisição das passagens.

Recebi a cópia do e-ticket em meu e-mail em seguida.

Posteriormente, tive que entrar em contato com o Call Center, onde fui rapidamente e bem atendido. Mas vale notar que liguei as 5:45 da matina, fato que não representa a situação normal da maioria dos consumidores.

Transporte De/Para Aeroporto

A Webjet oferece transporte gratuito ligando Guarulhos a Congonhas, de forma a facilitar o deslocamento de seus passageiros. Tendo em mente que o ônibus executivo que faz essa linha cobra absurdos R$ 31, esse tipo e transporte pode ajudar a economizar uns bons reais. Por outro lado, os horários não vão atender a todos, como foi o meu caso.

Check-In


Eu fiz o meu check-in da ida no website (Webcheck-in). Foi simples e fácil (você recebe uma cópia do cartão de embarque no e-mail), mas foi preciso usar o Internet Explorer (no meu caso um Firefox com emulador do Explorer). Interessante notar é como as cias que oferecem check-in pela web não pensam muito em economizar tinta nem papel do seu consumidor (nada politicamente correto). O cartão gerado pelo site compunha-se de 3 folhas do tipo A4 e com grandes áreas contendo fundo colorido e dispensável. Fica a sugestão para a Webjet reavaliar seu Webcartão de embarque de forma a racionalizar o uso dos recursos de seus consumidores.

O check-in em Confins estava meio lento e tinha uma fila longa.

Já o check-in da volta em Guarulhos foi rápido e sem fila alguma. Já tinha presenciado longas filas (longas mesmo!) no check-in da Webjet em Guarulhos no passado, mas em dezembro e 2009 a cia transferiu seu check-in para  a Asa C do terminal 2 de Guarulhos o que pode ter melhorado a performance por lá. Mas isso é coisa a ser conferida no futuro.

Interessante notar que o embarque e desembarque em Confins foi feito na remota com auxílio de ônibus, mesmo existindo fingers (rampas) disponíveis. Embarques/desembarques em dias chuvosos ou envolvendo pessoas com mobilidade reduzida perdem muito em conforto e segurança quando não se utiliza os fingers.

Pontualidade

Ambos os vôos partiram no horário marcado. Coisa incomum nas minhas recentes experiências em Guarulhos.

Aviões


Apesar de utilizar aeronaves mais velhinhas, no meu caso B737-300 de cerca de 12 anos de uso (tendo ambas passado pela EasyJet onde voaram de 2002 a 2005/2006), a conservação interna das mesmas estava boa.

Os assentos não são nem de longe tão espaçosos para as pernas como os da Azul nos EMB 190/195 e pessoas mais altas podem ter alguma dificuldade em se acomodar. Se bem que os espaço oferecido pela Gol ou Tam nos vôos internos não é nenhuma maravilha também. Porém, os assentos carecem de um melhor apoio para a cabeça. Pessoas de estatura mediana, grupo no qual me incluo, não conseguem ter um apoio adequado de cabeça no assento sem ter que escorregar o quadril para frente do assento. Os encostos dos assentos dessas duas aeronaves tinham um comprimento inferior ao padrão nas demais cias. Isso não me causou desconforto por se tratar de um vôo curto, mas não sei se esse assento me seria confortável em viagens mais longas.

Quem sabe com o selo que a ANAC quer impor a aprtir de setembro de 2010 não fica mais fácil analisar esse quesito, já que as cias costumam omitir essas informações nos seus sites.

Fuja dos assentos das fileiras 11 e 12 que por estarem próximas as saídas de emergência não reclinam.

Serviço de Bordo


O antigo Weblanche foi substituído pelo Websnack desde fevereiro de 2010. Assim, o serviço de bordo fica restrito a sucos/refrigerantes, um pacotinho com biscoitos salgados e a famosa goiabinha que marcou a Gol.

Não havia nenhuma revista de bordo ou sistema de entretenimento disponível.

Os comissários foram muito gentis durante todo o tempo na aeronave. Chegamos a ter contato com um comissário candidato a artista, Ronald, que fez o seguinte briefing:

 

Webjet Ronald Comissario Artista by AquelaPassagem

Pelo menos podemos dizer que a proposta low cost (baixo custo) dessa cia também vem acompanhada da proposta low fare (baixas tarifas), coisa não muito comum no nosso mercado. Mas se o preço fosse o mesmo, talvez escolheria outra cia com um serviço um pouco melhor, como o da Oceanair, em um vôo futuro.

Bagagens

Esse item não foi avaliado, já que nessa viagem não despachei bagagem.

Curiosidade

Sou um defensor da popularização do transporte aéreo no Brasil e não mais me assusto com travesseiros ou cobertores trazidos pelos passageiros, principalmente em vôos do tipo corujão e com preços mais convidativos. Mas dessa vez via algo que nunca tinha visto numa aeronave. Motivado talvez pela primeira oportunidade de usar o trasporte aéreo ou mesmo formado por um misto de ignorância e falta de educação, um cidadão levantou-se de seu assento falando ao telefone celular e carregando sua mochila ainda com a aeronave na pista de pouso e antes de iniciar o taxiamento para o ponto de desembarque. Repreendido pelos comissários, o nobre consumidor, que esqueceu que ele tem direitos, mas também tem deveres, permaneceu onde estava e falando ao celular até que toda a aeronave começasse a vaiar sua atitude.

Infelizmente, em todas as classes sociais temos pessoas que acham que o mundo gira ao seu redor que as normas devem ser adaptadas a eles e não o contrário. O pior é colocam em risco não só eles mesmos, mas também os demais passageiros e tripulantes da aeronave.

Nossa Avaliação

A combinação de um ótimo preço, comparável a uma tarifa de ônibus na mesma rota, associado a um serviço modesto, mas correto e  funcionários educados e disponíveis poderá conquistar muitos consumidores.

Ainda tenho minhas dúvidas sobre o conforto em vôos de média duração, mas a Webjet passou a constar entre as minhas opções de cias aéreas principalmente em viagens onde a o preço é fator determinante. Esse também é o calcanhar de Aquiles da cia aérea, já que se optar no futuro por praticar preços alinhados as líderes do mercado e mantendo a mesma oferta de horários e serviço atuais, a cia pode deixar de parecer tão interessante aos olhos do consumidor. Portanto, manter esse Webpreço é fundamental para o futuro dessa cia aérea, já que assim apresenta-se como uma opção diferente ao mercado e que agradaria a um número grande de consumidores.

Se voaria de novo com a Webjet? Sim voaria sem problemas, mas não seria minha primeira opção e nem tão pouco a última dentre as cias nacionais.

E você já vôou na Webjet? Conte sua experiência para nós na caixa de comentários deste post!

Tags: ,

Category: Cias Aéreas, Trip Report

Comentários (68)

Trackback URL | Comments RSS Feed

Sites que indicaram este post

  1. Voando pela Webjet: minha experiência | fernandohrosa.com.br | 12 de February de 2012
  1. Marcos Aurélio says:

    Já é meu 2º vôo pela web-jet, nada a reclamar! Achei diferente no últipo pq nunca vi vender lanche em vôo. Fiz vários vôo internacionais e nacionais, porém é o primeiro nacional que recebo cardápio ao entrar na aeronave e as poltronas não reclinam. Nada a reclamar pelo motivo de ser um Vôo de 45minutos apenas (Rio/Sao Paulo). Espero realizar outras viagens e ter o mesmo conforto e comodidade. Preço acessíveis e espetacular atendimento em todos os sentidos.

    Responder

  2. Cláudio says:

    Viajar pela Webjet?

    – Aviões antigos e precários;
    – Seat Pitch desenvolvido para anões;
    – “Opção” por pagar por um lanche caro e vagabundo (para quem passa 3h dentro de um avião, é maravilhoso pagar R$ 18,00 por um sanduíche safado e um doce mequetrefe! Pelo menos, o refrigerante é em lata…);
    – Cobrar R$ 4,00 por um copo d’água;
    – Comissários estúpidos, além daquele famoso engraçadinho, que torna um speech, que é momento sério (segurança do voo), em um stand up comedy;
    – Paga-se por um lugar à bordo;
    – Paga-se para despachar bagagens

    E ainda tem de pagar mais caro para voar nessa bosta???

    TÔ FORA!

    Viajo duas vezes por mês, no mínimo, e essa coisa (que se diz cia aérea) é sempre uma das mais caras. Meu último voo por ela foi há seis meses e espero ter sido o último, mesmo. Pelo menos, se depender de mim. Tenho voado Trip, Azul, TAM e Gol. Mesmo com a intragável barrinha de alpiste da Gol, existem profissionais (de verdade) que trabalham lá. Sinceramente, tenho saudades da antiga Webjet. Essa, que aí está, pelo amor de Deus! Alguém mostre a BR 101 que é a verdadeira estrada desse troço!!!

    Esse mês (Maio) viajei de TAM e GOL. Paguei muito (mas, muito) mais barato! Salvador / RIO / Salvador, pela TAM, saiu por R$ 188,00 I/V, com taxas. Procuro me programar para comprar. As pessoas precisam aprender a se programar para viajar melhor. Ainda assim, a tal ainda estava mais cara.

    WEBJEGUE…

    Responder

    Fernando H Rosa respondeu:

    Viajei recentemente pela primeira vez com a Webjet, e no meu caso também deverá ser a última vez: http://www.fernandohrosa.com.br/br/P/voando-pela-webjet-minha-experiencia/ . Apesar do vôo curto, acho que eles andaram diminuindo a distância entre as poltronas desde que o Rodrigo escreveu este post. Eu nem sou tão alto (1,78m) e minhas pernas ficaram espremidas a ponto de eu ter que caçar outra poltrona para sentar pois seria impossível viajar daquela maneira.

    Responder

    Cláudio respondeu:

    Pois é, Fernando! É muita falta de respeito esse troço se dizer companhia aérea. Bem, alguns aqui já andaram alfinetando, dizendo que é democrático o serviço de bordo e bláblábláblábláblábla…
    O mínimo deve ser feito. Ao menos, uma água. Nem sempre a WEBJEGUE é a mais barata. Acabei de voar GOL novamente. Eles também vendem serviço de bordo, mas mantém o básico. Vc não está em um ônibus (apesar de parecer um, com menos conforto), para fazer paradas e comprar seu lanchinho. Enfim, a questão não é só serviço de bordo. O problema é o CONJUNTO DA OBRA! Tudo aquilo que relatei acima, tudo. Eu também tenho 1,78m e me sinto sentado em uma privada com prisão de ventre, me espremendo todo para me sentir ajeitado.
    Bem, para aqueles que defendem esse troço, problema! Afinal, mau-gosto é algo que não se discute!

    Responder

    Cláudio respondeu:

    E outra:

    Achar simpático um speech, onde o comissário torna um momento sério, exigido por autoridades internacionais, em algo que parece um programa de comédia, como se os pax’s formassem uma platéia???
    E ainda, sou criticado… Por aí vc imagina a formação do público de fãs desse lixo…

    Responder

    Nilson respondeu:

    Não gosta, não viaja, é simples.
    Das nacionais, só viajei de Gol, Tam e WebJet. Pra mim, as três têm serviço equivalente.

  3. Fiz uma ponte aerea RJ e SP via WEB JET apesar da ida ter tido um bom atraso o voo seguiu tranquilo apesar da feira que a venda de sanduiches fzem dentro do aviao mas por fim foi otima ida.Na volta a partida saiu pontualmete as 7 da manha de congonhas um voo muito tranquilo apesar da asa direita esta meia remendada com aquelas cola que colam porcelana rsrs .foi otimo viajar pela WEB é BARATO.

    Responder

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.