AMERICAN EXPRESS THE PLATINUM CARD

30 de junho de 2009 | Por | 996 Comentários More

American Express The Platinum Card

Obrigado aos nossos leitores – Adriano, Paulo, Fábio, dentre outros que auxiliaram na revisão deste post.

Última atualização: 30.6.2009

Site: The Platinum Card

Atenção: Este não é um texto sobre o BB Ourocard Amex

Diante da recente novidade promovida pelo BB, que consiste no oferecimento de um novo produto no mercado, o carṭo de cr̩dito Ourocard Platinum American Express, vale registrar que o texto que voc̻s leṛo a seguir ṇo trata desse AMEX do Banco do Brasil, mas sim ao carṭo AMEX denominado de The Platinum Card, que ̩ apenas um dentre os cart̵es de compra que a American Express oferece Рos outros ṣo as vers̵es Green e Gold. Tamb̩m ṇo confundi-los com os cart̵es de cr̩dito que a AMEX oferece Рa diferen̤a entre ambos ̩ que os cart̵es de cr̩dito apresentam cr̩dito rotativo, ao passo que os cart̵es de compra ṇo t̻m limite preestabelecido. Futuramente, iremos abordar, em um texto separado, o Ourocard Estilo Platinum American Express, do Banco do Brasil, se os leitores assim o desejarem.

1 Visão Geral: Renda Mínima e Anuidade

O American Express The Platinum Card é um cartão cuja associação é feita somente mediante convite da própria AMEX, ou seja,  normalmente clientes antigos: (a) dos cartões de outras categorias dessa bandeira – Green e Gold -, com bom volume de gastos; e (b) tanto aqui como em outros países em que o titular já tenha sido associado, conforme alertaram os leitores Fábio, Paulo e Adriano (obrigado!).  Dessa forma, não há o requisito da “renda mínima”, usualmente exigido em outros cartões da série Platinum existentes no mercado.

A anuidade é uma das mais caras do mercado: R$ 810, pago em 3 parcelas de R$ 270 cada. Nesse ponto, aliás, ele difere do cartão  American Express The Platinum Credit, já que este último sim, é isento de anuidade, o mesmo ocorrendo para os cartões adicionais. Porém, para manter a isenção de anuidade, é necessário uma compra no cartão, de qualquer valor, a cada três meses, sob pena de cobrança de uma taxa de inatividade de R$ 30,00 a qual é debitada no extrato de conta subseqüente ao término do período de 3 meses. Quanto ao cartão The Platinum Card, pelos comentários dos leitores, não há um programa de desconto progressivo da anuidade, como existe em alguns cartões similares, o que não deixa de ser lamentável, já que a anuidade é, como dissemos, uma das mais caras existentes.

Recentemente, a administração dos cartões da marca American Express passou a ser feita, no Brasil, pelo banco Bradesco. Muitos leitores do blog Aquela Passagem reclamaram que, sob essa nova direção, os serviços do cartão pioraram, incluindo o atendimento.

2 Programa de Recompensas – Membership Rewards Turbo

O programa de recompensas dos cartões American Express se chama Membership Rewards. O Rodrigo escreveu, em julho do ano passado, um pequeno post sobre ele que gerou tantos comentários que acabou servindo de fonte de inspiração para que fosse criada, aqui no blog, essa série de artigos sobre cartões de crédito.

Cada dólar gasto no cartão de crédito gera um ponto no Membership Rewards. Entretanto, existe um programa melhorado, que se chama Membership Rewards Turbo, em que o cliente acumula 1,5 ponto a cada dólar, ou o equivalente em reais, gasto. A inscrição nesse programa Turbo é grátis, bem como é grátis a sua manutenção, pelo menos para os cartões The Platinum Card – titulares de outras versões do cartão AMEX pagam R$ 60 pela anuidade no programa Membership Rewards, e R$ 30 pela anuidade no Membership Rewards Turbo (além da anuidade do cartão…), sendo que a pontuação gerada pela participação no Turbo, para esses outros cartões, não é 1,5 ponto/dólar, mas sim 1,33 ponto, conforme as regras descritas no site da AMEX.

Os pontos acumulados podem ser trocados por diversos prêmios, dentre eles milhas aéreas em vários programas de fidelidade: o Smiles da Gol, o Fidelidade TAM e mais 6 empresas estrangeiras: Iberia, Delta, Continental, British Airways, Air France/KLM e Alitália. Em relação ao Smiles e ao Fidelidade TAM, há paridade total: 1 ponto Membership Rewards equivale a 1 milha Smiles. A paridade é total apenas para os cartões The Platinum Card, já que os de outras categorias (Green e Gold), a conversão obedece a um “deságio”, na proporção de 800 pontos no Fidelidade TAM para cada 1.000 pontos no Membership Rewards.

Os pontos são vitalícios, ou seja, nunca prescrevem, sendo essa uma das grandes vantagens do Membership Rewards.  A fatura parcial pode ser consultada via Internet, tal qual em outros cartões, facilitando o controle de gastos.

Uma das facilidades do programa é a possibilidade de adiantamento de pontos, e equivalente a até 30% do total que o cliente tem em conta, sendo que o empréstimo de pontos está disponível somente em valores múltiplos de 1.000 pontos. A taxa pelo adiantamento de pontos é de R$ 28,00 a cada 1.000 pontos.

Segundo nos informou o leitor Adriano, é cobrada uma taxa administrativa de R$ 18 pela transferência de pontos do Membership Rewards para os programas de fidelidade aéreos.

3 Compras no Exterior e Fator de Conversão: Cotação Próxima à Dólar Turismo (Mais Alta)

O Rodrigo publicou um ótimo artigo conclamando os leitores a verificarem qual é a cotação do dólar utilizada pelo seu cartão de crédito.

Pois bem, aqui vai um alerta em relação ao AMEX para quem pretende usar o cartão para efetuar compras no exterior ou em sites estrangeiros e também para acumular pontos no programa de recompensas (para posterior troca por outros prêmios, incluindo milhas aéreas): para a conversão da fatura em reais, bem como para o cálculo dos pontos no programa de recompensas, o American Express utiliza uma cotação próxima ao do câmbio turismo, que é (consideravelmente) mais cara que a cotação do dólar comercial, usado pelas outras bandeiras (Visa e Mastercard).

4 Salas Vips em Aeroportos

Os titulares do cartão The Platinum Card têm acesso gratuito às Salas VIP Centurion Club – localizadas em seis aeroportos brasileiros, dentre os quais os de Guarulhos/SP, Galeão/RJ e Guararapes/PE, e também nos aeroportos da Cidade do México e de Buenos Aires – bem como às Salas VIP parceiras. Por exemplo, nos EUA, apresentando a passagem da Continental Airlines e o American Express Gold Card, é possível usar as salas President ClubSM da Continental Airlines, nos aeroportos de algumas cidades dos EUA e de outros países, conforme consta neste link.

5 Conclusão

O cartão The Platinum Card da AMEX só oferece uma taxa de conversão atraente se o cliente se inscrever no programa Membership Rewards Turbo, que dá direito a 1,5 ponto a cada dólar gasto. Os benefícios dos pontos que nunca expiram são vantajosos, mas se deve ter em mente que para a conversão dos gastos em pontos no programa de recompensas é utilizada uma cotação próxima à do dólar turismo (mais cara). Além disso, apesar de não exigir renda mínima, o cartão só pode ser obtido mediante convite, e mais, a AMEX convida somente pessoas que já  são clientes antigos dos cartões de outras categorias da mraca, com elevado volume de gastos, o que ocasiona uma dificuldade adicional de acesso em obtê-lo.

Você tem um Amex The Platinum Card? Comente!

Perguntas para quem tem um AMEX The Platinum Card: como conseguiu obtê-lo? Conseguiu transferir com facilidade os pontos do Membership Rewards para o programa de fidelidade aéreo? Pagou alguma tarifa pela transferência? Já usou a sala VIP? Que experiências (positivas e/ou negativas) teve com ele?

É isto aí!

Um grande abraço, e que Deus lhes abençoe!


Tags: ,

Category: Cartões de Crédito, Programas de Fidelidade Aérea

Comentários (996)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Fábio disse:

    A parte da visão geral, eu acho que pode ter tido uma confusão com o Platinum Credit da American Express.
    Eu tenho o Platinum card, e a anuidade é 3 x R$270 reais. E a renda minima não é somente R$8.000,00.
    O platinum credit a anuidade é gratuita e tem este requerimento de usar o cartao a cada 3 meses para nao suspender as operacoes.
    E em relacao ao Membership Rewards turbo, ele pontua 2 pontos e não 1.5.
    E comparando a cotacao do dolar, realmente a AMEX usa a cotacao mais cara. Tenho o visa infinite na mesma data de vencimento que o Platinum da AMEX, e por mais que ambos fechem no mesmo dia. o AMEX é sempre mais caro, ou seja para compras no exterior, ele não é aconselhado.

    Bom acho que é isso….
    Um abraço

  2. Mauricio Carneiro disse:

    Segundo a central me informou o dolar é calculado como a média entre o comercial e o turismo.

  3. Paulo disse:

    Concordo com o Fábio que esta matéria mistura informação do AMEX Credit Card com o The Amex Platinum Card.

    O último apenas por convite e possui umas das anuidades mais elevadas em todos os países que é oferecido. Usualmente requer relacionamento prévio com a AMEX em anos anteriores com outros cartões ou outros países em que o titular já tenha sido associado.

    O titular do AMEX Platinum Card caracteriza-se por buscar serviço principalmente, naturalmente atraido também por milhas, etc. O titular não se importa de pagar uma anuidade que pode chegar a 500 usd não negociável por uma qualidade de serviço e de consierge sempre que necessário. Até há pouco tempo estava a anos luz em termos de serviço quando comparado a outros cartões.

    Abraços,

  4. Mauricio Carneiro disse:

    Complementando:

    Possuo um cartão Green e já me foi oferecido o The Platinum. Realmente as informações da reportagem estão incorretas. No meu cartão Green eu já possuo o membership turbo que pontua 1.5, mas atenção para a TAM a taxa é de 1000 pontos do AMEX viram 800 pontos da TAM. No caso do The Platinum Card o membership pontua com 2 pontos para cada dolar e a transferencia para a TAM é de 1000 pontos para 1000 pontos.

    No meu caso não peguei devido a anuidade ser muito alta em relação aos beneficios (para mim). A renda minima não é de R$ 8.000,00 na verdade não existe renda minima, eles estabelecem o critério, tanto podem entrar clientes de renda alta quanto clientes antigos com gastos frequentes e que não atrasam a fatura.

  5. Adriano disse:

    No texto houve confusão entre o Platinum Card e o Platinum Credit. Para começar, é o CREDIT que é isento de anuidade e acumula 1,5 pontos com o “turbo”. O CARD tem anuidade de R$ 810,00 e acumula 2 pontos a cada 1 dólar gasto e pago. A renda mínima do CREDIT é R$ 8.000,00. Já o CARD possui renda mínima estimada em R$ 20.000,00. Quando eu digo ESTIMADA, é em razão dos grandes consumidores que já usam há VÁRIOS ANOS os cartões GREEN CARD e GOLD CARD (não CREDIT) serem convidados a aderir ao THE PLATINUM CARD por convite, sem comprovar renda. Um cliente que gasta e paga mensalmente, em média, de R$ 6.000,00 a 12.000,00 no GOLD CARD ou no GREEN CARD tem perfil para ser convidado ao THE PLATINUM CARD. E assim o convite é feito. Meu pai obteve o American Express Gold CREDIT em 1986. Em 2006, após 20 anos como cliente, pagando em dia e gastando muito, foi convidado e aderiu ao THE PLATINUM CARD, mesmo com a salgada anuidade. Em fevereiro de 2007, fomos passar o carnaval na Flórida. Após gastar cerca de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), a American Express começou a bloquear novas compras, informando que estavam “fora do perfil”. Aconteceu isso na compra dos ingressos da Disney, em restaurantes e na Best Buy. FICAMOS INDIGNADOS, POIS COM O CARTÃO ANTIGO, O GOLD CARD, JAMAIS TIVEMOS COMPRAS NEGADAS, MESMO GASTANDO MAIS DE R$ 20.000,00 EM UM ÚNICO MÊS E EM VÁRIOS PAÍSES DO MUNDO, INCLUSIVE NOS EUA, ONDE ESTIVEMOS 4 VEZES NO ANO ANTERIOR E VOLTAMOS COM FATURAS BEM ALTAS NO GOLD CARD. O THE PLATINUM CARD, TEORICAMENTE SUPERIOR, FUROU LOGO NO INÍCIO. Foi uma grande decepção. A única vantagem que eu vi no THE PLATINUM CARD foi o seguro viagem já incluso, independentemente de o cartão ser usado para comprar a passagem ou não. A anuidade CARA embute 30.000,00 (trinta mil dólares/euros) para despesas médicas, mesmo que a passagem seja comprada com um cartão concorrente ou emitida com milhas. A dúvida, diante de tanta decepção, é se no caso de necessidade de usar, o negócio funciona mesmo ou vai falhar igual a no momento das compras. NA DÚVIDA, CANCELAMOS!!!!!!!!!!!
    Quem pode ter um THE PLATINUM CARD, pode ter um Visa Infinite ou um Mastercard Black (PREFERÊNCIA PELOS DO Unibanco). SÃO MUITO MELHORES E MAIS CONFIÁVEIS. ACHO OS CARTÕES AMERICAN EXPRESS PÉSSIMOS. NÃO OS DESEJARIA NEM AO MEU PIOR INIMIGO (se eu tivesse um). Abraço a todos e vamos aguardar o post sobre os cartões American Express administrados pelo Banco do Brasil. Talvez sejam melhores devido a ser outra administração.

  6. Fábio disse:

    Concordo com o Adriano!
    Acho os cartoes American Express pessimos! O Visa Infinite e MasterBlack pelo Bradesco oferece muito mais vantagens.

  7. Adriano disse:

    Só o American Express mesmo para ser Platinum e cobrar anuidade mais alta que BLACK! É um completo absurdo.

  8. Marcia Dantas disse:

    Passei um sufoco na europa com os cartoes american express. De “sem limite” eles não tem nada. Bloquearam as milhas compras, mesmo eu ja sendo cliente por mais de 10 anos. O american express é desrespeitoso com o cliente.

  9. Ricardo M. disse:

    O Adriano e o Fabio estão cobertos de razão. Ja tive os três americans express, o green, o gold e o platinum card. Não troco um pelo outro. São todos trash. Basta chegarmos ao exterior ou fazermos uma comprinha um pouco mais alta… ai pronto, a central bloqueia o cartão sem qualquer cerimonia. O cartão Diners também tem essa mania feia. Um amigo meu já ganhou uma causa judicial quando bloquearam o cartão dele por estar “fora dos padrões”. Após pagar a idenização, a operadora de cartão optou por entregar a ele um cartão com limite e “sem padrões pre-estabelecidos”. Cartão sem limite não vale a pena. É dor de cabeça na certa. Abaixo Amex!!!!!!

  10. Antonio disse:

    Que otimo! Uma postagem sobre American Express! Somente assim eu posso botar para fora o ódio que tenho deste cartão. Como a aceitação dele é baixa na minha cidade (Natal/RN), optei, enquanto tive-o, por utilizá-lo pouco, dando preferência a outras bandeiras. Comprava mais em supermercados e postos de gasolina. Pois bem, ano passado fui a Nova York e resolvi levar o cartão, pois a aceitação dele é boa nos Estados Unidos e teoricamente ele era um cartão internacional sem limite que eu poderia utilizar em caso de emergência ou alguma despesas (compra) extra. Chegando ao aeroporto, fiz um lanche e paguei com o Amex. Ate ai tudo bem. Chegando ao hotel, apresentei o Amex no check-in. Fui informando que o mesmo estrava bloqueado. Liguei para o Brasil (gastando ligação internacional) e fui informado pela operadora que meu cartão havia sido bloqueado em razão da compra ter fugido da minha rotina. Que bela compra hein… um sanduiche com suco no aeroporto e uma mera pré-autorização em um hotel novaiorquino. E um cartão deste ainda se diz internacional e sem limite. É na verdade um lixo! Cancelei logo que voltei ao Brasil e pedi restituição proporcional da anuidade. AMERICAN EXPRESS: NESSE EU NÃO CAIO MAIS.

  11. Pierre disse:

    Me engajo às várias pessoas que ja comentaram aqui no blog. Ja tive o citado cartão, mas cancelei devido a baixa aceitação no brasil e alta anuidade. Na verdade acho que de exclusivo ele nada tem. Exclusivo mesmo é o visa infinity. A anuidade é inclusive mais barata. Alem do preto (black) ser bem mais chique e estar na moda. Doido eh quem quer esse american express.

  12. Edgar Smith disse:

    Sou executivo de uma multinacional que atua no Brasil e nos Estados Unidos da América. Vôos entre São Paulo e a Carolina do Norte (EUA) são quase uma ponta aérea para mim. Estou sempre indo e vindo. Fui por muitos anos cliente do American Express. Recebi o meu primeiro (o verde) quando estava com cerca de 22 anos. Depois me mandaram o dourado (gold) e por último o prateado (platinum), que é o cartão top de linha deles no Brasil. Aqui nos Estados Unidos da América há um outro cartão, um preto, chamado Centurion Card. Aqui não há aquela lei que obriga as administradoras de cartões de crédito a informar à Receita Federal daqui os gastos dos clientes. Assim, é muito comum encontrar pessoas comprando coisas para várias outras e ficando com o dinheiro, tudo isso visando aumentar os gastos no cartão para serem promovidas de categoria (de verde para dourado, de dourado para platina e, mas dificilmente, do platina para o preto, feito em metal). É comum que pessoas com salários de U$ 5.000,00 apresente faturas mensais de U$ 30.000,00 e gerem uma falta idéia de gastos para a administradora de cartões. Basta juntar os gastos das família e dos amigos e um cartão só que o upgrade é garantido. Mas voltando ao assunto: no inicio dessas minhas idas e vindas entre o Brasil e os EUA, tive muitos problemas com o Amex, pois mesmo ele sendo internacional, o sistema de detecção de fraudes bloqueou meu cartão várias vezes. Pedi em diversas ocasiões que resolvessem o problema do sistema, que liberassem o meu cartão em definitivo, mas isso não ocorreu. Cansado disso, cancelei o meu The Platinum Card e pedi ao meu gerente no Banco Real Van Gogh um cartão Visa Platinum com limite bem alto. É este cartão que utilizo há um bom tempo sem qualquer tipo de problema. Recomendo-o em detrimento de qualquer American Express.

  13. hotmar disse:

    Obrigado, pessoal, pelas informações! O artigo será revisado o mais rápido possível para que os dados sejam corretamente transmitidos!

    É isto aí!
    Um grande abraço, e que Deus lhes abençoe!

  14. hotmar disse:

    Pessoal, então as informações do site: http://www2.americanexpress.com.br/conteudo/membershiprewards/perguntas.aspx estão incorretas. Eu me baseei no site para escrever o artigo. Vcs sabem onde está escrito que a conversão é de 2 pontos por dólar, bem como o valor da anuidade? Busquei essas informações dando uma rápida passada novamente no site da AMEX e não os encontrei.

    É isto aí!
    Um grande abraço, e que Deus lhes abençoe!

  15. Adriano disse:

    O site ao qual vc se refere diz respeito ao programa Membership Rewards. “Para os cartões pessoais há uma anuidade no valor de R$ 60,00, exceto para Associados aos cartões The Platinum Card que são isentos desta anuidade.” ISENÇÃO DA ANUIDADE DO PROGRAMA Membership Rewards É DIFERENTE DE ISENÇÃO DE ANUIDADE DO CARTÃO (esta sim R$ 810,00, inegociável, não diminuem 1 real sequer). Os cartões Green e Gold pagam além da anuidade do cartão a anuidade do Membership Rewards, o que eu acho um absurdo. Além disso, no momento do resgate o cliente paga novamente (R$ 18,00). Os cartões American Express insistem em desrespeitar os clientes em todos os aspectos. SOBRE A PONTUAÇÃO, TENHO CERTEZA QUE ATÉ O ANO PASSADO ERA 2 X 1, MAS NÃO FICAREI SURPRESO SE TIVEREM DIMINUIDO PARA 1,5 X 1. Colocar o cliente em último plano é um hábito do AMEX.

  16. Sandra disse:

    Estou realmente contrariada pela posição tomada pela American Express no Brasil. Duvido que nos EUA eles ajam como agem no Brasil. Tentei comprar ingressos no Ticket Master com meu cartão Amex e um dia depois recebi um email dizendo que a operadora do cartão não havia autorizado a compra. Liguei para a Amex para saber o que havia ocorrido e eles me informaram que o pedido não foi autorizado porque eu pagara minha fatura de janeiro somente em março, e que eles não autorizavam gastos parcelados se houvesse atrazo nos últimos três meses. Reclamei com a operadora, já que eu estava em dia e não devia nada à Amex. Ela falou com sua supervisora e me retornou dizendo que eu poderia refaturar a compra dos ingressos pois eles haviam liberado para tal compra. No dia seguinte refiz a compra. Qual não foi minha surpreza quando recebi hoje novo email da Ticket Master avisando que meu pedido foi cancelado porque a operadora do cartão não autorizou a compra!!!! Isso é um desrespeito, é fazer o consumidor de palhaço. Amanhã mesmo cancelarei meu cartão.

  17. Ricardo disse:

    Estou na briga também, meu cartão está bloqueado devido um ‘reanalise’ do meu crédito, tudo porquê eu paguei minha fatura com 15 dias de antecedencia?!!!! Tinha uma viagem marcada e quis antecipar o pagamento para poder utilizar o cartão sem preocupação, como controlo minhas despesas sei muito bem o quanto era minha fatura e paguei antes. Para minha surpresa e vexame que passei na viagem constatou ‘cartão bloqueado’. Liguei para central e justificaram que paguei muito a mais do que a fatura apresentava e para MINHA SEGURANÇA, foi bloqueado, até ae tudo bem, mas isso já passou mais de 4 meses, ainda não consegue chegar num conclusão? E toda vez que ligo, dizem que setor de analise não tem prazo para retornar….
    Sinceramente, nunca vi algo parecido antes, nunca atrasei nenhum pagamento sequer, ao contrário, sempre paguei com antecedencia e BLOQUEARAM o meu cartão por isso??? Chega a ser ridículo….

  18. Anonymous disse:

    O The Platinum Card era 2 para 1, conforme anteriormente publicado no FAQ do MR. Agora, porém, passou a 1,5 para cada dólar gasto. O Platinum Credit com MR Turbo converte 1,33 para 1.

    Uma pergunta off-topic… Tenho 30 mil reais de limite no Platinum Credit. Já li que o máximo de limite dado através de equiparação com outros cartões é de 50 mil reais. Alguém aqui tem mais de 50 mil de limite no AMEX Platinum Credit?

    A AMEX oferece upgrade do Platinum Credit para o The Platinum Card? Ou só para quem tem algum cartão de compra?

  19. hotmar disse:

    Adriano, obrigado pelas informações. Então, as alterações que preciso fazer no texto são:

    – renda mínima: não é R$ 8 mil, e sim não há exigência, ela depende do perfil do cliente (vou usar suas informações e as do Paulo como base);

    – anuidade: R$ 810, em 3xR$270;

    – há uma dúvida razoável quanto ao fator de conversão: vamos descobrir qual é a atualmente utilizada – se 2 pontos/dólar, ou 1,5 ponto/dólar – e depois colocamos no artigo.

    Mais alguma sugestão?

    É isto aí!
    Um grande abraço, e que Deus lhes abençoe!

  20. Fábio disse:

    A conversao normal de pontos é 1 ponto por dolar.
    O TURBO voce precisa pagar uma taxa anual, dai voce passa a pontuar 2 por dolar gasto.

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.