AMERICAN EXPRESS THE PLATINUM CARD

30 de junho de 2009 | Por | 996 Comentários More

American Express The Platinum Card

Obrigado aos nossos leitores – Adriano, Paulo, Fábio, dentre outros que auxiliaram na revisão deste post.

Última atualização: 30.6.2009

Site: The Platinum Card

Atenção: Este não é um texto sobre o BB Ourocard Amex

Diante da recente novidade promovida pelo BB, que consiste no oferecimento de um novo produto no mercado, o carṭo de cr̩dito Ourocard Platinum American Express, vale registrar que o texto que voc̻s leṛo a seguir ṇo trata desse AMEX do Banco do Brasil, mas sim ao carṭo AMEX denominado de The Platinum Card, que ̩ apenas um dentre os cart̵es de compra que a American Express oferece Рos outros ṣo as vers̵es Green e Gold. Tamb̩m ṇo confundi-los com os cart̵es de cr̩dito que a AMEX oferece Рa diferen̤a entre ambos ̩ que os cart̵es de cr̩dito apresentam cr̩dito rotativo, ao passo que os cart̵es de compra ṇo t̻m limite preestabelecido. Futuramente, iremos abordar, em um texto separado, o Ourocard Estilo Platinum American Express, do Banco do Brasil, se os leitores assim o desejarem.

1 Visão Geral: Renda Mínima e Anuidade

O American Express The Platinum Card é um cartão cuja associação é feita somente mediante convite da própria AMEX, ou seja,  normalmente clientes antigos: (a) dos cartões de outras categorias dessa bandeira – Green e Gold -, com bom volume de gastos; e (b) tanto aqui como em outros países em que o titular já tenha sido associado, conforme alertaram os leitores Fábio, Paulo e Adriano (obrigado!).  Dessa forma, não há o requisito da “renda mínima”, usualmente exigido em outros cartões da série Platinum existentes no mercado.

A anuidade é uma das mais caras do mercado: R$ 810, pago em 3 parcelas de R$ 270 cada. Nesse ponto, aliás, ele difere do cartão  American Express The Platinum Credit, já que este último sim, é isento de anuidade, o mesmo ocorrendo para os cartões adicionais. Porém, para manter a isenção de anuidade, é necessário uma compra no cartão, de qualquer valor, a cada três meses, sob pena de cobrança de uma taxa de inatividade de R$ 30,00 a qual é debitada no extrato de conta subseqüente ao término do período de 3 meses. Quanto ao cartão The Platinum Card, pelos comentários dos leitores, não há um programa de desconto progressivo da anuidade, como existe em alguns cartões similares, o que não deixa de ser lamentável, já que a anuidade é, como dissemos, uma das mais caras existentes.

Recentemente, a administração dos cartões da marca American Express passou a ser feita, no Brasil, pelo banco Bradesco. Muitos leitores do blog Aquela Passagem reclamaram que, sob essa nova direção, os serviços do cartão pioraram, incluindo o atendimento.

2 Programa de Recompensas – Membership Rewards Turbo

O programa de recompensas dos cartões American Express se chama Membership Rewards. O Rodrigo escreveu, em julho do ano passado, um pequeno post sobre ele que gerou tantos comentários que acabou servindo de fonte de inspiração para que fosse criada, aqui no blog, essa série de artigos sobre cartões de crédito.

Cada dólar gasto no cartão de crédito gera um ponto no Membership Rewards. Entretanto, existe um programa melhorado, que se chama Membership Rewards Turbo, em que o cliente acumula 1,5 ponto a cada dólar, ou o equivalente em reais, gasto. A inscrição nesse programa Turbo é grátis, bem como é grátis a sua manutenção, pelo menos para os cartões The Platinum Card – titulares de outras versões do cartão AMEX pagam R$ 60 pela anuidade no programa Membership Rewards, e R$ 30 pela anuidade no Membership Rewards Turbo (além da anuidade do cartão…), sendo que a pontuação gerada pela participação no Turbo, para esses outros cartões, não é 1,5 ponto/dólar, mas sim 1,33 ponto, conforme as regras descritas no site da AMEX.

Os pontos acumulados podem ser trocados por diversos prêmios, dentre eles milhas aéreas em vários programas de fidelidade: o Smiles da Gol, o Fidelidade TAM e mais 6 empresas estrangeiras: Iberia, Delta, Continental, British Airways, Air France/KLM e Alitália. Em relação ao Smiles e ao Fidelidade TAM, há paridade total: 1 ponto Membership Rewards equivale a 1 milha Smiles. A paridade é total apenas para os cartões The Platinum Card, já que os de outras categorias (Green e Gold), a conversão obedece a um “deságio”, na proporção de 800 pontos no Fidelidade TAM para cada 1.000 pontos no Membership Rewards.

Os pontos são vitalícios, ou seja, nunca prescrevem, sendo essa uma das grandes vantagens do Membership Rewards.  A fatura parcial pode ser consultada via Internet, tal qual em outros cartões, facilitando o controle de gastos.

Uma das facilidades do programa é a possibilidade de adiantamento de pontos, e equivalente a até 30% do total que o cliente tem em conta, sendo que o empréstimo de pontos está disponível somente em valores múltiplos de 1.000 pontos. A taxa pelo adiantamento de pontos é de R$ 28,00 a cada 1.000 pontos.

Segundo nos informou o leitor Adriano, é cobrada uma taxa administrativa de R$ 18 pela transferência de pontos do Membership Rewards para os programas de fidelidade aéreos.

3 Compras no Exterior e Fator de Conversão: Cotação Próxima à Dólar Turismo (Mais Alta)

O Rodrigo publicou um ótimo artigo conclamando os leitores a verificarem qual é a cotação do dólar utilizada pelo seu cartão de crédito.

Pois bem, aqui vai um alerta em relação ao AMEX para quem pretende usar o cartão para efetuar compras no exterior ou em sites estrangeiros e também para acumular pontos no programa de recompensas (para posterior troca por outros prêmios, incluindo milhas aéreas): para a conversão da fatura em reais, bem como para o cálculo dos pontos no programa de recompensas, o American Express utiliza uma cotação próxima ao do câmbio turismo, que é (consideravelmente) mais cara que a cotação do dólar comercial, usado pelas outras bandeiras (Visa e Mastercard).

4 Salas Vips em Aeroportos

Os titulares do cartão The Platinum Card têm acesso gratuito às Salas VIP Centurion Club – localizadas em seis aeroportos brasileiros, dentre os quais os de Guarulhos/SP, Galeão/RJ e Guararapes/PE, e também nos aeroportos da Cidade do México e de Buenos Aires – bem como às Salas VIP parceiras. Por exemplo, nos EUA, apresentando a passagem da Continental Airlines e o American Express Gold Card, é possível usar as salas President ClubSM da Continental Airlines, nos aeroportos de algumas cidades dos EUA e de outros países, conforme consta neste link.

5 Conclusão

O cartão The Platinum Card da AMEX só oferece uma taxa de conversão atraente se o cliente se inscrever no programa Membership Rewards Turbo, que dá direito a 1,5 ponto a cada dólar gasto. Os benefícios dos pontos que nunca expiram são vantajosos, mas se deve ter em mente que para a conversão dos gastos em pontos no programa de recompensas é utilizada uma cotação próxima à do dólar turismo (mais cara). Além disso, apesar de não exigir renda mínima, o cartão só pode ser obtido mediante convite, e mais, a AMEX convida somente pessoas que já  são clientes antigos dos cartões de outras categorias da mraca, com elevado volume de gastos, o que ocasiona uma dificuldade adicional de acesso em obtê-lo.

Você tem um Amex The Platinum Card? Comente!

Perguntas para quem tem um AMEX The Platinum Card: como conseguiu obtê-lo? Conseguiu transferir com facilidade os pontos do Membership Rewards para o programa de fidelidade aéreo? Pagou alguma tarifa pela transferência? Já usou a sala VIP? Que experiências (positivas e/ou negativas) teve com ele?

É isto aí!

Um grande abraço, e que Deus lhes abençoe!


Tags: ,

Category: Cartões de Crédito, Programas de Fidelidade Aérea

Comentários (996)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Anderson disse:

    Seria melhor eles proibirem a utilização da sala pela tripulação das cias aéreas… só aí já reduz uns 25%.

  2. Sergio S. disse:

    Mas eu já vi muito piloto/co-piloto com cartões Gold ou mesmo Platinum. Acho que, nesse ponto, eles têm direito como qualquer outro detentor dos cartões…
    A verdade é que nossa infra-estrutura está saturada mesmo. E, debates à parte, que venham Copa e Olimpíadas!

  3. Alexandre-CGR disse:

    É complicado… A sala da Amex praticamente não tem concorrência!
    Em CGH que eu saiba só sobrou a do HSBC Premier; em GRU a sala do Diners é uma comédia, só serve para guardar as malas, pois, se for pra comer bolacha de água e sal prefiro pagar caro numa coxinha. rsrsrssr
    O Itaú fechou as poucas salas que tinha.
    Sobraram as salas Smiles, que nas vezes em que fui, não ficaram tão cheias (de passageiros e tripulação) como às do Amex.

    abraços

    P.S.: e como disse o Sergio “que venham Copa e Olimpíadas”

  4. Anderson disse:

    Recebi uma carta da Amex ontem dizendo que em breve os meus cartões serão trocados pela versão com chip.

  5. Alexandre-CGR disse:

    Caro Anderson,

    Por favor, você poderia nos informar quando receber o cartão com chip?

    obrigado

  6. Anderson disse:

    Avisarei todos os srs… abs

  7. Marcello disse:

    Tenho os dois: The Platinum Card e o Estilo Platinum, ambos funcionam bem!!! mas em viagem para o exterior já tive problema com o do BB, que por ser de chip (eu acho que esse foi o motivo), não passou em alguns estabelecimentos e em pedágios. Num pedágio, tentei todos os meus cartões, todos que tinham chip (visa e master e BB Amex) nenhum passou, o único que passou foi o sem chip, ou seja, o The Platinum Card nunca me deixou na mão, sempre passou.

  8. Marcello disse:

    O Atendimento do AMEX antes de ser administrado pelo Bradesco era muito bom, depois que passou para o Bradesco, acho que terceirizaram e ficou uma bomba!

  9. Fernando Lima Gama Júnior disse:

    Estou com uma dúvida e não sei onde perguntar. Semana que vem estou indo para Espanha e estou com dúvida sobre qual é o melhor cartão para usar em termos de taxas e dólar de conversão. Eu tenho o Itaú, AMEX Gold, Santander e Ourocard. Não quero levar todos, apenas 1 ou 2, no máximo. Andei lendo que o Itaú estava com dólar mais alto e que o AMEX cobrava taxa de mark-up de até 5% do valor da compra. Não sei se essas informações são atuais, quando eu fui para Argentina ano passado usei o BB Ourocard, mas tive alguns problemas com compras fraudulentas e estou meio querendo não usar, mas parece que a taxa de conversão do BB é boa e não cobra taxas. Alguém sabe qual é o melhor cartão hoje em termos de taxas cobradas para compras no exterior e valor do dólar de conversão?

    Mais uma: na Europa a compra é lançada em euro direto ou convertida em dólares e depois reconvertidas para reais? No Paraguai, quando fiz compras em abril, houve duas conversões (do guarani para o dólar e deste para o real) e eu me ferrei nas duas….

  10. Roberto disse:

    O pacote que tenho no Santander me permite alguns saques sem pagar a tarifa. Se for o seu caso, pode ser uma boa.

  11. Rodrigo Purisch disse:

    Por causa desse dólar já comecei a pensar em emitir um cartão de um banco cooperativo associado ao Sicoob. Até agora foi o único que achei que cobrava um dólar perto do oficial… Quando banco tem redução de ganhos no Brasil, eles ficam correndo para ganhar em tudo…
    Nas compras que fiz, tudo era convertido para dólar. Cheguei a ver uma conversão errada no Diners de Cingapura dólar para dólares americanos. Nào precisa falar que fiquei p. da vida, Até isso tem que conferir agora…

  12. Anderson disse:

    Recebi o cartão Amex Platinum Credit ontem, ou seja, mais de 1 mês entre a notificação e o recebimento.
    Informaram na Central que estão fazendo as trocas por etapas. Eu não recebi ainda os cartões adicionais, nem os cartões The Platinum Card.

  13. Rafael disse:

    ola colegas, alguem sabe informar a despesa media de quem possue o the platinum card da amex? obrigado

  14. Eu possuo esse cartão. Despesa com os custos de manutenção do cartão? Ou média de gastos para ter o cartão?

    Se for o custo – a anuidade está em R$ 960,00 por ano. Eu paguei apenas 1/3 desse valor: R$ 320,00.

    Se for o gasto médio para obter o cartão. Ex: Migração do Gold para o Platinum, fica na média de R$ 2.000,00 por mês e pagamentos em dia.

    Hoje em dia eu tenho um gasto médio mensal de R$ 4.000,00.

  15. Alexandre-CGR disse:

    Prezados,
    Qual foi a cotação do dólar para conversão dos pontos de vocês?
    Fiz uma conta e no meu caso foi de R$2,40 por dólar, achei um valor abusivo!

    abraços

  16. Roberto disse:

    Absurdo. No Black da caixa a conversão esse mês foi 2,01.

  17. Luis disse:

    Sou cliente AMEX desde 2003 e tenho média de gasto de R$ 3.000,00/mês, tenho o Glod card e Platinum Credit.

    Já liguei várias vezes na central do AMEX e sempre foi negado o pedido do Platinum Card, como eu posso conseguir esse cartão?

  18. Sergio S. disse:

    Caros,
    vi na fatura deste mês algo que pode interessar quem voa pela Azul:
    “Seja cliente Safira, categoria top do Programa de Vantagens Tudo Azul e tenha benefícios exclusivos, como embarque preferencial e créditos em dobro na conta Tudo Azul. Acesse tudoazul.voeazul.com.br, cadastre-se e envie seu número de cliente para safiraamex@voeazul.com.br. Mais informações sobre a promoção, acesse tudoazul.voeazul.com.br/web/azul/parcerias.” – Até 30/09/2012
    Abs

  19. Alex disse:

    Tambem consegui esta nasemana passada desconto de duas parcelas na anuidade paguei R$320,00 no total.
    Para não cobrar anudidade, teria trocar por 24.000 pontos, porem minha preferencia foi pelos 66% de desconto.
    Acho este valor pago bem aceitavel/justo perante minha utilização.

  20. Alex, na minha opinião foi uma boa negociação, pelo que o TPC oferece está ótimo. A minha negociação será em Novembro, veremos.

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.