Mexicana: Suspende Operações!

28 de agosto de 2010 | Por | 88 Comentários More

A Mexicana suspendeu indefinidamente suas operações devido a uma “quebra técnica”.

No comunicado, a cia orienta a solicitação de reembolso (?) e que os passageiros analisem outras alternativas de transporte. O famoso plano B que tanto comentamos por aqui.

Portanto, os novos donos não conseguiram recursos para manter a cia voando como especulamos em um post anterior sobre a venda da Mexicana. Quem já viu algumas cias aéreas acabarem ou serem vendidas nos últimos anos e aprendeu a analisar o mercado com parcimônia, sob a luz do conhecimento e visando o bem do consumidor, grupo do qual considero que faço parte, não conseguiram ficar felizes apenas com a venda da cia mexicana na bacia das almas. Pena que alguns “entendidos” de passagem aérea por ai, que na euforia da falta de conhecimento e sofendo de peso na consciência, chegaram a prever o retorno dos vôos da Mexicana ao Brasil em breve após a venda…

Tomara que ela consiga voltar a voar, nem que seja uma fração do que foi um dia. O mercado mexicano merece ter concorrência interna. Infelizmente, mais uma vez parte dos sindicatos de uma cia aérea acabaram matando a galinha dos ovos de ouro ao tentar manter situações não compatíveis com a realidade atual da cia em que trabalhavam. Tem um momento que não adianta jogar contra, pois todos perdem…

Consumidores que compraram passagens junto a agências de turismo (físicas e virtuais) devem entrar em contato com elas. Quem comprou diretamente, entre em contato com o escritório no Brasil.

Obrigado ao Viajante pela dica e que ele consiga fazer sua viagem mesmo que tenha que apelar para uma outra cia aérea.

Tags: , ,

Category: Cias Aéreas, Por Sua Conta e Risco

Comentários (88)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Moacir disse:

    Também estou enfrentando esse problema. Eles não abrem mão de só reembolsarem. Já mandei diversos emails e liguei dezenas de vezes. Enviei inclusive um demonstrativo das despesas que já tive.
    Estou finalizando hoje uma ação para entrar no Juizado Especial Cível pedindo o ressarcimento dos danos materiais devidamente atualizados, bem com dos danos morais que entendo perfeitamente cabíveis e que existe vasta jurisprudência firmada neste sentido.

  2. Moacir disse:

    Fato relevante:
    Através do site da Receita Federal não é possível emitir Certidão Negativa de Débitos da Decolar.com

    As informações disponíveis na Secretaria da Receita Federal do Brasil – RFB sobre o contribuinte 03.563.689/0001-50 são insuficientes para a emissão de certidão por meio da Internet.
    Para consultar sua situação fiscal, acesse Centro Virtual de Atendimento e-CAC.
    Para maiores esclarecimentos, consulte a página Orientações para emissão de Certidão nas unidades da RFB.

  3. Carolina Tannure disse:

    Olá colegas,

    estou desesperada, preciso comprar outra passagem, e ainda eetou pagando as parcelas para a Decolar.com. Será que alguém pode me enviar o modelo de carta enviado a operadora do cartão?

    Obrigada

    Carolina

  4. Thiago disse:

    Prezados, obrigado pelo retorno! Informo que estornei o pagamento via carṭo de cr̩dito e ja comprei nova passagem. A Avianca esta com pre̤os promocionais (R$ 1.000) Brasil РEUA.

    Devolar nunca mais!

  5. ernesto disse:

    Bem, diante de tudo isto fica claro que como consumidores devemos evitar a Decolar, que a meu ver não esta assistindo os passageiros de maneira adequada. Vamos ver se o reembolso vai sair mesmo, ou se e conversa para acalmar os animos.

  6. moacir disse:

    O problema é que o reembolso não cobre todos os gastos já pagos e não reembolsáveis (hotel, carro, tickets)…
    Se não houver solução mesmo para o caso vou entrar com a ação e brigar até o fim…tenho certeza que minha viagem promocional para os Estados Unidos vai virar (em 2-3 anos) uma viagem para o Taiti!!!

  7. Cris disse:

    Tentei bloquear no cartão as 3 parcelas que aindam restam, mas o American Express informou que não é possível.
    Agora, mergulhada em sites de notícias mexicanos, meu pânico aumentou.
    Em vários sites, colocam em dúvida se o reembolso vai realmente ocorrer, pois pela ordem, esta seria última dívida que devem saldar.
    O grupo de investidores que comprou a mexicana, também afirma que o $$$ não é suficiente para saldar tudo.
    Me medo é que até o escritório da Mexcana no Brasil, feche as portas em breve.

  8. vera helena gozzo disse:

    Alguem já conseguiu o reembolso?

  9. Moacir disse:

    Acabei de entrar com ação judicial contra a Decolar por vários motivos:

    1 – Tive muitos gastos extras não reembolsáveis;
    2 РO prazo do reembolso ṇo ̩ claro;
    3 – Acredito que o principal, conforme contato telefônico entendi que “A DECOLAR NÃO VAI EFETUAR O REEMBOLSO E SIM ‘INTERMEDIAR’ O REEMBOLSO JUNTO À MEXICANA”, pois bem, na condição de concordata da empresa com sérias dificuldades financeiras, os créditos trabalhistas, tributários e com garantia real (leasing de aeronaves, por exemplo) tem clara prefêrencia na ordem de pagamento. Com passivo maior que o ativo acho altamente improvável que a mesma possa fazer algum reembolso.

  10. Renato disse:

    Bom, como eu fui o primeiro a postar sobre estorno forçado via cartão de crédito vou deixar algumas dicas para quem não conseguiu. Não sei se influencia, mas acredito que sim. É mais fácil fazer essas operações em cartões platinum. Quando eu era gold eles criaram um pouco de caso, mas acabaram fazendo. Agora com cartão platinum fizeram na hora e em menos de 48h já estava creditado em conta. A única coisa que pedem é um fax quando o valor é alto.

    Não sei se todas as operadoras atuam dessa forma, mas o Itaucard faz o estorno. Se a sua operadora não o fizer, diga que irá processar a companhia, o Decolar e eles também. Ameace. Pode ser uma solução.

    Aos que vão procurar a Justiça, isso aí é causa ganha. Muita gente, como eu, já tinha reservas pagas em hotéis e voos no exterior, e estas não podem ser canceladas. Então talvez você tenha que assumir o prejuízo no primeiro momento, mas certamente buscando uma reparação judicial você vai reaver o dinheiro.

    O que foi postado aí sobre reembolso de passagens não ser feito, é bem possível que não aconteça. Se a empresa falir, que é o caminho que está parecendo o mais provável, quem recebe primeiro são os empregados. A dívida trabalhista vem antes. E me parece que esse é o principal problema da empresa. Então talvez nem todos recebam. Mas o Decolar é responsável pela emissão dos bilhetes.

    Quem comprou pelo Decolar já viu que a postura da empresa é se esquivar e jogar a culpa na Mexicana. E é direito seu voar pelo preço que pagou e programou, e o Decolar tem que fazer a realocação. Como já vimos, eles não vão fazer, e isso só na Justiça mesmo.

    Boa sorte a todos que ainda não conseguiram o estorno. Qualquer dúvida estamos aí.

  11. Paulo disse:

    Renato,

    Perfeito seu post; Espero que todos os consumidores entendam que :

    a) As administradoras de cartões devem existir primordialmente para garantir contratos pactados, tanto na prestação de serviço do fornecedor como no pagamento pelo cliente. Caso se esquivem e optem por apenas cobrar do cliente anuidades, taxas de intermediação e não auxiliem em sua tarefa principal, claramente não devem ser utilizadas como meio de pagamento e deveriam ser descartadas como intermediadoras financeiras.

    b) Milhas e outros beneficios devem ser exigidos após garantia do ponto a)

    Infelizmente parecem existir vários consumidores aqui sem apoio nem interesse de suas administradoras; Valeria então questionar a cobrança de anuidade e/ou taxas de intermediação nas transações. Me chama a atenção a postura do AMEX nos Estados Unidos e no Brasil. Uma é a antítese da outra.

    Este parece ser um ótimo momento para diferenciar o joio do trigo, iniciando cancelamento de alguns cartões de crédito. Boa Sorte !

  12. Celso disse:

    Quando envolvemos o Poder Judiciário do Brasil contar vantagem antes da hora é perigoso.
    Num mesmo dia, Daniel Dantas teve a prisão decretada por 02 vezes e foi dado 02 habeas corpus ao mesmo.

    Se a Decolar decretar falencia amanhã voce vai para o Taiti, mas a nado!

    boa sorte.

  13. Carina disse:

    Pessoal,
    Alguém conseguiu mesmo fazer o cancelamento das parcelas? Meu cartão está dizendo que quem tem que fazer isso é somente a Mexicana e que eles não podem cancelar as parcelas que ainda faltam. Alguém pode me ajudar?
    Obrigada,

  14. luiz disse:

    Pessoal, alguem tinha comprado as passagens com cartão de crédito do Banco do Brasil que tenha conseguido o estorno?

  15. ernesto disse:

    Se e isto que eles falam, eles são responsaveis pela indicacao da Cia. Area, e na minha opiniao podem ser processados sem qualquer problema. Recomendo a todos processarem a decolar, se não conseguirem o estorno no seu cartão, pois o reembolso nestas circunstancias , via processo falimentar me parece de chance muito remota.

    Apenas para informação eu defendo alguns trabalhadores da antiga VASP, na Justiça do Trabalho. Até hoje o maximo que recebi foram os depoistos do processo. Mesmo habilitado, e com todos os processos regulaes $$$ que é bom, nada. E olhe que os trabalhadores serão pagos antes dos consumidores. Não conheço a legislação mexicana, mas minha intuição me diz que deve ser similar.

  16. Pablo disse:

    Pessoal,

    Sobre o estorno do cartão de crédito, a Mastercard está cancelando de todo mundo, devolve em 48hrs como crédito no cartão, inclusive os já pagos.
    A Visa não está devolvendo. Se for cancelar, sempre uso o mesmo discurso. A Mexicana faliu oficialmente, e está aconselhando solicitar reembolso, diga que a Decolar não responde ou não está ajudando, que precisa da ajuda deles para viajar com outra companhia, pronto!

  17. Celso disse:

    Seu cartão age conforme determina a lei.
    Estorno é pratica de justiça com as proprias mãos, ato nitidamente ilegal!

    sds

  18. moacir disse:

    Acho que não é por ser visa ou mastercard…
    O meu é master do Banco do Brasil e não devolveram…

  19. Renato disse:

    Não é por ser visa ou mastercard. O meu é visa e estornou. Quem faz o estorno é a operadora do cartão, no caso, Itau, Banco do Brasil, Unibanco… etc

  20. cris disse:

    Se há cartões que reembolsam, certamente cai por terra o argumento de outros cartões (como o amex por exemplo) em que o crédito integral foi passado para a mexicana, pois alguns cartões como já foi dito por aqui, estão reembolsando até as parcelas já pagas.
    Os cartões que estão reembolsando estão fazendo de modo temporário, aguardando os departamentos de análise e pesquisa dos mesmos, ou reembolsam de modo definitivo? Alguem tem esta informação?

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.