Promoções Aéreas: Tem Que Saber Procurar!

23 de junho de 2009 | Por | 37 Comentários More

A nossa mídia clássica é muito carente de pessoas entendidas de turismo e especialmente de passagens aéreas. Me assustei com matérias postadas na Folha de São Paulo e no G1, tendo como base uma nota da ANAC, que afirmavam que não houve redução das tarifas aéreas após início do fim das bandas aéreas em vôos internacionais. O leitor do Aquela Passagem, ao contrário, sabe que o número de promoções aumentaram e houve sim uma queda dos preços mínimos praticados nas tarifas internacionais. Exemplos dessa queda estão contidos neste post recentemente publicado aqui.

Mas algumas coisas devem ser esclarecidas aos menos entendidos desse mundo das passagens:

Primeiro: Promoções aéreas não são como promoções de supermercado! Não é porque existem uma tarifa promocional de 528 USD para Miami, por exemplo, que todas as passagens durante o período que envolve a promoção serão vendidas por esse preço. A lógica das tarifas aéreas é diferente. Em um mesmo vôo, vários passageiros terão pago valores diferentes (as vezes até 3 vezes mais que o outro) para voar muitas vezes sentados lado a lado. As tarifas aéreas iniciam-se num valor cheio (tarifa cheia ou Y na econômica, por exemplo) e sobre esse valor vão se aplicando descontos progressivos e ao mesmo tempo associando-se regras cada vez mais rígidas ou multas para alterações da passagem.

Cada cia determina quantos assentos de um vôo específico serão vendidos em cada tarifa e para isso leva em consideração uma série de fatores. Dessa forma, quem compra primeiro ou tolera um maior número de restrições paga menos, já que as tarifas mais em conta são as primeiras a sumir. As promoções são mais frequentes em períodos de cerca de 3 a 4 meses anteriores a data do vôo. Comprar com antecedência maior não garante um tarifa melhor (quem está disposto a pagar para garantir uma assento com tanta antecedência já é um consumidor  garantido no entender da cia aérea)  Portanto, não é porque você viu uma tarifa anunciada por “X” USD que você vai encontrar obrigatoriamente a mesma para venda a qualquer momento durante a validade da promoção. Quanto mais próximo da data do vôo, menores as chance de conseguir uma tarifa com maiores descontos.

Para quem acompanha as passagens, fica claro que as mesmas nunca tiveram preços próximos aos mínimos permitidos pela ANAC no passado recente e que em 2008 vimos um aumento das tarifas por causa do preço do petróleo.  O G1 e a Folha, em suas matérias,  cometeram esses erros de busca e de interpretação na hora de fazerem suas pesquisas! Se fosse fácil achar as tarifas superpromocionais não existira um blog como o Aquela Passagem ensinando como pescar essas tarifas ou  bons agentes de turismo que domiman os GDS oferecendo as mesmas aos seus clientes deixando outros agentes de turismo menos capazes a ver navios.

Segundo: Promoção antes de tudo é um tipo de propaganda, aqui no Brasil ou no exterior. As tarifas médias vendidas nunca serão próximas desses valores promocionais ou valore mínimos permitidos pela ANAC. As cias aéreas vivem de vender passagens aéreas e o público que sustenta a maior parte delas é formado pelos viajantes a negócios que precisam de maior flexibilidade nas suas passagens (mudanças de datas, horários, endosso…) e pagam mais caro por isso (muitas vezes por comprar passagens em cima da hora). A ANAC pode permitir desconto de 100% sobre a tarifa cheia que não vai fazer com que essas tarifas mais flexíveis e que realmente sustentam as cias caiam. Somente a concorrência pode fazer isso! Ficar vendendo ao consumidor que a liberação dos descontos sobre a tarifa cheia (queda das bandas) vão causar um imediata e generalizada queda de preços das tarifas é induzir o leitor ao erro e vender gato por lebre. Isso não ocorre em lugar nenhum do mundo. Não é a permissão de desconto que faz os preços caírem e sim a regra da oferta e demanda.

As tarifas aéreas são muito voláteis, por isso não fique aguardando muito para comprar ao encontar uma boa tarifa! Pode ser quer ela não esteja mais disponível para venda ou que os assentos tenham se esgotado ao voltar depois!

Só para ilustrar as tarifas que o G1 e  a Folha não encontraram, fiz umas buscas rápidas (achar uma boa tarifa pode tomar um bom tempo e os horários que ando tendo livres não são muito propícios para isso) e salvei alguns print screens (essas tarifas pesquisadas no ITA já incluem as taxas!). Clique na rota para visualizar o print screen. Os preços estão em reais e são para voar em agosto de 2009. Vale ressaltar que nenhum dos dois veículos fizeram buscas por tarifas para Miami, destino que apresentou a maior queda de preços por possui alta concorrência…

São Paulo/Miami por 1332 na Tam e 1421 reais na Continental.

São Paulo/Nova Iorque por 1421 na Continental e 1449  reais na Delta.

São Paulo/Frankfurt por 1900 reais na Tam.

São Paulo/Istambul por 1842 reais na Turkish.

Tags: ,

Category: Planejar e Comprar, Promoção

Comentários (37)

Trackback URL | Comments RSS Feed

Sites que indicaram este post

  1. Passagens para a Europa a menos de 700 dólares | Viaje na Viagem | 26 de junho de 2009
  1. Luis disse:

    Rodrigo
    Antes de mais nada parabens pelo blog. Ja indiquei para um montao de gente. Eu estou desesperadamente procurando um voo pela Copa para NY com parada na cidade do Panama. Eu pesquisei no site e saiu 1000 dolares, pelo telefone com eles também.
    Olha os trechos que eu quero fazer. Tem como voce checar pra mim ou me ensinar a buscar?
    Obrigado
    Sao Paulo – Panama 4/9 3:50am 8:10 am
    Panama – NYC 4/9 8:30pm 2:40 am
    NYC – Panama 10/9 6:17am 10:32 am
    Panama – Sao Paulo 13/09 8:54pm 14/09 5am

  2. Olá Rodrigo

    O “AQUELA PASSAGEM” é simplesmente imperdível. Os posts são muito interessantes e esclarecedores. Acompanho diariamente e inclusive coloquei link no meu blog. Se puder olhar agradeço. “http://aviagemoficial.wordpress.com”

  3. Rodrigo Purisch disse:

    Luis,
    Usando essas datas e vôos não tem tarifa mais baixa não. Para conseguir essas passagens mais promocionais é necessário ser um pouco mais flexível (uma das regras de ouro para quem quer promoção). Se fosse só GRU/NYC consegui uma ida e volta por 622 USD (714 com taxas) para sair dia 4 e volta dia 10 (gru/PTY PTY/Newark, esse vôo com a Continental, + JFK/PTY PTY/GRU), mas não são esses vôos que você está querendo.

    O negócio é ficar brincando com a ferramenta múltiplos destinos do site da Copa. Voc6epode tentar uma busca no ITA e depois usar os vôos do ITA para preencher a busca na Copa. Uma curiosidade, o site Americano da AA vende alguns vôos Copa associados a vôos American, as vezes com preços mais baixos que o site da Copa… Faça uma busca avançada incluindo vôos AA e de outras cias. Na hora dos resultados busque nas várias abas. Para Miami isso costuma acontecer, mas nunca testei para NYC.

    Um abraço

  4. Rodrigo Purisch disse:

    Obrigado pelas visitas! O seu blog promete já que tem destinos dos Sul ao Nordeste nele. Uma dica: Coloque uma breve descrição do seu blog e dos seus objetivos e não esqueça de postar usando um nome ou um pseudônimo. Isso faz o leitor identificar-se com a sua proposta.
    Um abraço

  5. Rogério Bueno disse:

    Rodrigo, engraçado como realmente tem gente incompetente nesses veículos de comunicação. A gente pensa que numaa Globo ou numa Folha não tem gente ruim de serviço, mas isso é puro engano. O que tem de jornalista preguiçoso por aí não tá gibi…
    Parabéns pelo blog!
    Um abraço!

  6. Rogério Albuquerque disse:

    Rodrigo,

    é impressionante como quem dita o preço é mesmo a concorrência, vide os vôos de/para Campinas depois da Azul.
    Em setembro pretendo levar meu filho para a Disney, em Orlando usando minhas milhas do Fidelidade TAM. A Madrinha dele e o filho resolveram ir com agente, mas pagando as passagens. Fui procurar passagens para eles e
    encontrei uma diferença absurda entre GIG-MIA e GIG-MCO.
    Ir para Orlando, com escala em SP e voando durante o dia, o que faz perder um dia de viagem, custa o dobro, ou bem próximo disso, do que indo direto para Miami, voando durante a noite, ganhando um dia a mais de viagem.
    Mesmo com o preço do aluguel do carro em Miami e combustível de Ida e Volta para Orlando, ainda dá uns R$ 1.500,00 mais barato ir por Miami. Isso pq só estamos pagando 2 passagens, se fossem 5 a diferença seria de absurda.

  7. Obrigado pelas dicas Rodrigo. Farei sim. Estou , aos poucos, me familiarizando com o WordPress. Tenho ainda muito material para postar. Tentarei fazer com que o blog seja sempre claro e objetivo.

  8. josé oliveira disse:

    Voar dentro do Chile, para quem compra em site que não seja o chileno, está um absurdo! Acontece que eles dizem que se vc está fora do Chile, deverá entrar no site internacional. Em 2007, me deparei com isso. Solicitei esclarecimentos da LAN.COM e fui informado de que não haveria problemas comprar no site chileno estando no Brasil. Acontece que naquela época não havia a observação de estar fora do chile. Fui comprar passagens para amigos e me deparei com esse preços!!!
    Cobrar U$ 514.00 por um trecho doméstico entre Santiago e Puerto Montt é gelado de doer. Eu não pago!
    A saída é tentar a SkyAirlines, que tem oferecido bons preços.

  9. mari disse:

    Oi Rodrigo,
    Parabéns pelo site, mesmo quando não estou programando nenhuma viagem sempre acompanho e gosto muito.
    Olha, já que mencionaste o ITA, gostaria de descrever minha experiência frustrante e ver se você ou algum leitor seu pode me ajudar.
    Conheci a ferramenta através de um post seu, e logo me apaixonei, pela liberdade de opções e boas tarifas que encontrava para uma viagem que estava planejando na época.
    Acompanhei as tarifas por algumas semanas, e quando achei que era a hora de comprar, fui bem feliz contactar um agente de viagens (aqui em Porto Alegre) conforme as tuas orientações, com o código das tarifas que me interessavam e todas as informações para emití-las.
    Acontece que na agência eles disseram que aquele código não era válido, e pesquisando no GDS que eles usam, exatamente os mesmos vôos, só encontravam por preços bem mais caros. Certifiquei-me que no ITA a “sales city” era POA, salvei inclusive informações de buscas usando GRU para ver se encontrava um código que servisse.
    Achei que era um problema com aquela agência, então procurei mais umas 3, e nenhuma delas sabia (ou negavam saber) como emitir a passagem usando aqueles códigos – também negavam conhecer a ferramenta do ITA e chegaram a me dizer que devia ser um “buscador mais voltado para o público geral, que não devia ser muito atualizado e que por isso mostrava valores defasados, ou assentos com tarifas já esgotadas”.
    Só que eu acompanhei as tarifas no ITA por um tempo e vi que às vezes um determinado valor surgia de manhã e de noite já não se encontrava mais – então não devia ser problema de ser defasado.
    Enfim, acabei desistindo de emitir com o código do ITA e comprando uma passagem com uma tarifa mais ou menos pelo Decolar.
    Minhas perguntas são:
    Você conhece histórias parecidas ou só eu é que tive muito azar?
    Alguém conhece algum agente de viagens em Porto Alegre que emita as passagens usando o código (e o preço) das tarifas encontradas pelo ITA? Ou talvez algum agente de outra cidade que possa fazer a transação à distância, usando cartão de crédito, fax, eticket?
    Obrigada e siga com o ótimo trabalho!
    Mariana

  10. josé oliveira disse:

    Voltando à LAN, o mesmo trecho SCL-PMC em 2007 era feito em 1h10min. Hoje, leva 1h45min!!! Esticaram o Chile ainda mais???

  11. josé oliveira disse:

    Lembre-se de que a agência de viagem cobra pelo serviço que presta, nada mais justo!
    Na minha última experiência com agência de viagens, conseguiram uma tarifa (com taxas) no valor de R$ 3.700,00 para o techo NAT-IST, com parada em Lisboa pela TAP e último trecho pela Turkish. Pelos meus métodos, consegui uma diferença de quase R$ 1mil a meu favor. Claro que devemos estar informados sobre esse mercado.
    Se eles tinham um preço a maior pelo fato de cobrar pelo serviço ou não possuíam a ferramenta de busca adequada, não custa nada pensar nas duas possibilidades; também numa terceira: como um agente de viagens não sabe trabalhar com construção de tarifas?
    Eu já morei em POA e já vi cada uma por aí.

  12. Rodrigo Purisch disse:

    Mari,

    O ITA é um GDS semelhante mas muito menor que o Amadeus e o Sabre que são usados pela maioria das agências no Brasil. Além do ITA existem outros GDS menores como o Wordspan/Galileo, a diferença é que ele é o único que permite acesso parcial ao consumidor final.

    Ele é sim atualizado frequentemente, tem credibilidade e é usado pela Orbitz, Kayak, Fare Compare entre outras cias aéreas e empresas.

    Quando ele fornece aquele código ao detalhar a tarifa, ele detalha a construção da tarifa. Mas só entende aquela linguagem quem sabe fazer buscas em GDS. Cada GDS tem um um forma de escrever a tarifa, mas um agente que está acostumado a usar os GDS na forma bruta (não na versão web de hoje) consegue entender o que está escrito ali. Quem não tem essa prática ou não quer ter, desconhece o que está contido ali.

    Outros fatores influenciam o agente a encontrar aquela determinada tarifa: Comissionamento é um deles. Muitas das tarifas listadas no ITA não pagam comissão ao agente gerando um desinteresse total nele, justificável já que agência assume a responsabilidade de emitir uma passagem que não lhe trará lucro. O segundo fator é algo muito complexo e poucos dominam a ponto de saber explicar como funciona: 3 pessoas diferentes acessando mesmo GDS de locais diferentes ao mesmo tempo podem encontrar disponibilidade de assentos diferentes no GDS apra uma determinada tarifa. Parece que a cia pode limitar ou dar prioridade a alguns locais de acordo com critérios próprios. Mas isso não é tão intenso ao ponto de inviabilizar o encontro de uma tarifa.

    O conselho é o seguinte: procure uma das 5 maiores agências de POA (não da CVC). Pergunte se tem acesso direto ao GDS (normalmente Amadeus ou Sabre) e procure identificar o agente que domina o GDS. Leve a ele a tarifa encontrada (pelo nome da tarifa dá para encontrar na listagem do GDS independente de qual seja ele). Trechos de vôos a serem realizados unicamente no exterior são mais difíceis de serem vendidos, por causa da falta de comissionamento.

    Não conseguiu, então tente no call center da cia aérea ou no site dela. Lá eles tem a obrigação de conhecer as tarifas que vendem!

    Vou contar uma breve história sobre GDS: Queria comprar uma passagem para El Calafate na Argentina na Aerolineas (única que operava o vôo naquele dia…). Entrava no Sabre e não via disponibilidade na tarifa que queria. Entrei no Worldspam e no Ita e aparecia disponibilidade. Entrei em contato com umas 5 agências em BH e ninguém conseguia a tarifa. Entrava no site da Aerolineas aos domingos e a tarifa aparecia. Quando ia concluir a transação no site dava erro. Não me dei por rogado e liguei para o call center da Aerolineas. No início ela achou que eu era agente e depois que disse que não era, ela quis me despachar logo. Fui direto: quero a tarifa XXX para voar dia tal. Tem disponibilidade? Ela disse que não. Perguntei se poderia ficar na lista de espera para aquela tarifa (algumas tarifas – muitas promocionais não aceitam – permitem que você fique na fila, pois muitos fazem a reserva e não emitem a passagem – acho que por isso ao aparecer a disponibilidade ela é dada para alguém da fila e não para o site…). Ela disse que sim. Dois dias depois, liguei para o Call Center e tinha conseguido a reserva e emiti na hora.

    Persistência mesmo. A estrada da boa tarifa é cheia de Pedras. Olha já quis ter acesso direto a um GDS só para emitir esse tipo de passagem que alguns agentes não querem ou não sabem vender…Mas isso envolve custos e estudo para dominar o sistema.

    Um abraço

    PS: Ficou tão longo que vai virar post!

  13. mari disse:

    Puxa, Rodrigo: muitíssssssssimo obrigada pelo conteúdo e rapidez da resposta!
    Aprecio muito suas avaliações sempre profundas e sensatas dos problemas.
    Vou tentar para a minha próxima viagem e certamente vou postar minha experiência por aqui. Espero poder ajudar mais viajantes daqui de Porto Alegre – e possivelmente de outros locais também, pois duvido que “se veja cada coisa” só por aqui…

  14. Bacana que você postou sobre a matéria! Eu tô fechando um monte de coisa atrasada ao mesmo tempo e não consegui.

    O amadorismo é tanto que a matéria não informa sequer onde pesquisou (agências online? sites das cias.?), se as tarifas incluíam taxas ou não, ou se as datas pesquisadas em setembro incluíam o feriadão da Independência.

    Sem falar que o piso é em dólar, e não em reais.

    Hmpf. Mas parabéns pelo post.

  15. Aline disse:

    Rodrigo,

    Sou apaixonada por viagens (e pelas “barbadas” para conquistá-las). Ano passado, nessas andanças pelo mundo virtual (ou fuçando no google, simplesmente) descobri o Aquela Passagem e desde então fiquei viciada em dar uma passadinha quase todos os dias para saber as novidades.
    Parabéns! É realmente um serviço de utilidade pública, incrível!
    E vamos combinar… é muito engraçado ler o Ricardo Freire comentando as últimas notícias postadas, eheheheeheheh.

    P.S: putz, um tanto piegas essa tietagem em dose dupla…

  16. jose oliveira disse:

    MANCADA…

    A TAM VIAGENS, na promo mastercard paga 01 viajam 02, está vendendo o destino Teresina como sendo São Luís. A foto é a praia de ponta da areia e a lagoa da jansen, pontos turísticos da ilha do amor, São Luís. Em Teresina, não existe praia marítima, pois tal capital fica a quase 400km do litoral.
    Quanto desconhecimento e/ou falta de cuidado na montagem de uma propaganda.

  17. Fatima regina rodrigues disse:

    Queridos amigos((as) e companheiros(as) do blog, em especial claro, o Rodrigo!!!!
    Quero agradecer as dicas e o carinho pelas respostas de coração.
    Viajar não é só ir de um lugar ao outro, é também isso ai, solidariedade, amizade e fazer o outro feliz. Viajar é tb contribuir para a paz, já que exercemos o gesto legal de ajudar.
    Muito obrigada!!!
    estou olhando no decolar e em algumas agências daqui de BH,(SÔ MINEIRINHA UAI!!) liguei para o João Marcos da Roteiro Turismo, que em algum lugar do site tinha visto falar nele como o seu agente, mas não obtive resposta dele. Esta semana eu COMPRO, E SEMANA QUE VEM VIAJO!!!!
    OBRIGADA.

  18. josé oliveira disse:

    Recebi e-mail da LAN.COM
    Prezado JOSE OLIVEIRA,
    27 e 28 de Junho! Esse é o prazo para adquirir suas passagens para esses três maravilhosos destinos no Peru: Lima, Cusco e Juliaca. Compre agora e voe nas suas férias, no ano novo e até mesmo no carnaval. Faça as malas com essa incrível promoção!

    Permite 1 parada(s) intermediária(s) (stopover) mediante pagamento antecipado de US$ 35

  19. Luciana M. disse:

    Rodrigo, enquanto o post não vem, vou guardar a resposta que você deu para a Mari com o maior carinho!

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.