Reflexões Pós Final de Viagem

5 de dezembro de 2011 | Por | 39 Comentários More

Com um pouco mais de tempo, mais descansado e já reajustado ao fuso brasileiro, eu vou deixar aqui algumas impressões da minha viagem à Asia com conexão na Europa. Essa viagem deve render uma série de posts aqui no Aquela Passagem.

Podendo comparar os aeroportos de Guarulhos (que continua trabalhando acima da capacidade para a qual foi projetado) e do Galeão (aonde quase cai por causa de uma das suas inúmeras goteiras em dias chuvosos) com os aeroportos de Frankfurt na Alemanha (T1 e T2), Changi em Cingapura, Heathrow (T3) em Londres e o aeroporto de Hong Kong na China, fica claro a visão de que não chegaremos, do ponto de vista de consumidor, perto da eficiência desses aeroportos a tempo de uma Copa do Mundo ou Olimpíadas. Passar por esses aeroportos no exterior me fez ficar ainda mair irritado por pagar esses 36 USD de taxa de embarque internacional cobrados atualmente no Brasil!

Enquanto Guarulhos fica na mão de táxis e ônibus caríssimos até a cidade e o Galeão oferece táxis especiais dentro da aérea de desembarque para o incauto visitante que não sabe que existem outras opções de táxis por 50% daquele valor em balcões oficiais fora da área de desembarque podemos encontrar:

Em Frankfurt

O aeroporto tem conexão com a rede ferroviária alemã tanto de longa como de curta distância. O aeroporto oferece uma vasta lista de opções para comer/comprar, hotel de grande porte anexo ao aeroporto, além de outras diversas opções localizadas no shopping ligado à estação de trem anexa ao aeroporto. Esse shopping tem até um mini supermercado com preços bem menores que os cobrados nas lanchonetes do aeroporto. Dá para fazer um tour pelas áreas operacionais do aeroporto (pago) ou mesmo ficar observando o decolar e pousar das aeronaves no deck de observação que se abre apenas no verão (pago).

Em Hong Kong

O aeroporto está ligado a uma estação de trem de alta velocidade que o liga à estações nos principais pontos de Hong Kong (cerca de 24 minutos), as quais oferecem, dentre outros serviços, ônibus complementares até os principais hotéis da cidade. Custo? 22 reais a perna ou menos dependendo de onde você vai se hospedar ou quantos viajam com você.  Está caro? Então peque um dos ônibus com ar condicionado que servem o aeroporto que custam cerca de 8 reais e gastam cerca de 40 a 50 minutos até o aeroporto.

Quem chega no aeroporto tem a sua disposição uma série de serviços e informações ainda na área de desembarque, como balcão de informações turísticas, um balcão informado todas as opções de transporte de/para aeroporto com preços, balcão de reserva de hotéis e por ai vai. Tudo claro e que reduz o estresse de quem chega em um destino novo. Além disso, o aeroporto oferece uma série de opções de alimentação e compras dentro da área restrita com preços não muito longe dos cobrados na cidade.

Em Cingapura

Changi, meu aeroporto preferido, está ligado ao sistema de metrô da cidade ao custo aproximado de 2,80 reais… Você ainda tem opções de táxis que cobram cerca de 40 reais por uma viagem de cerca de 30-40 minutos. Vou fazer um novo artigo sobre o aeroporto aonde vou abordar as facilidades oferecidas para seus usuários: piscina, food court, supermercado, escorregador adulto e infantil, cinema, borboletário…, além das duas opções de hospedagem no aeroporto.

Em Londres

Além do impacto de ver que  muitos produtos nas lojas duty free  do aeroporto de Heathrow  tinham preços menores que os cobrados nas lojas de nossos aeroportos (um atendente da cia aérea  alertou  para chegar no horário ao portão de embarque porque muitos brasileiros acabam perdendo o horário mergulhados nas últimas compras no aeroporto), fica visível a quantidade de reformas que estão sendo realizadas no aeroporto. Apesar das mesmas e de uma certa dificuldade em transitar de um terminal para o outro devido as obras, pelo menos no T3 não senti nenhum impacto das mesmas no funcionamento do aeroporto.  Heathrow é ligado ao metrô de Londres e uma passagem custa cerca de 14 reais por um pouco menos de uma hora de viagem. Se quiser algo mais rápido (faz o trajeto aeroporto/Londres em 15 minutos) e confortável, você tem a opção do trem de alta velocidade ao custo de 50 reais.

Salas Vips

Como de hábito consegui usufruir das salas vips associadas ao Diners nesses aeroportos. Teremos pequenos artigos no futuro sobre as mesmas.

O Custo Brasil e o Jogo de Interesses de Poucos

Gosto muito de viajar no Brasil. Acho que o país oferece ótimos destinos, mas infelizmente o considero muito caro. Há cerca de 2 anos fiz um périplo por várias cidades usando um passaporte Azul (sumido ele, não?) e posso dizer que o custo foi igual ao de uma viagem ao exterior, mesmo tendo pago muito pouco pela passagem. Cada vez que volto do exterior fico mais assustado, para não dizer revoltado, com os preços que pagamos no Brasil por bens e serviços. Depois de passar quase 13 dias entre Cingapura e Hong Kong fico impressionado com o custo de viajar e comer no Brasil, fora a questão segurança. Temos uma hotelaria que na pior das hipóteses cobra valores semelhantes aos dos grandes centros mundiais (e nem sempre oferece o retorno do investimento em serviços), mas na hora de comparar os valores gastos em alimentação e transporte, saímos perdendo  para Cingapura, Hong Kong, vários destinos nos EUA. Empatamos com destinos que oferecem muito mais estrutura turística para seus visitantes, além de melhores condições de segurança.

Temos sim que evoluir muito não só em nossos aeroportos, mas também outras aéreas conexas ao turismo para que possamos almejar que os frutos de uma super exposição oferecidas pelos grandes eventos esportivos possam reverter em ganhos de longo prazo e não apenas ganhos para quem diretamente estão envolvidos nesses eventos.

Turismo pode ser uma importante fonte de renda para o país como todo (por exemplo, um jornal de Cancún publica regularmente o número de desembarques e a ocupação média dos hotéis em sua página de índices econômicos devido a importância dessa atividade para a região) e não apenas para o trade turístico. Pena que no nosso país isso seja levado de forma tão descompromissada e limitada a grupinhos de políticos e operadores de turismo.

Quem tem contato com o serviço prestado pelo Singapore Tourist Board -STB e com seu congênere de Hong Kong fica com vergonha do serviço realizado pela Embratur no que se refere ao suporte ao viajante independente. Não adianta outdoors gigantes e caríssimos colocados em frente ao aeroporto de Frankfurt divulgando o Brasil se ao chegar aqui o turista não se sente abraçado ou protegido pelos órgãos que prometeram maravilhas quando ele estava no exterior.

Cias Aéreas

No que tange as cias aéreas em que voei, a Tam mostrou um serviço bom apesar da total falta de atenção aos detalhes, a Lufthansa manteve o conhecido bom padrão (regularidade, sua maior virtude), a minha querida Singapore me ofereceu o alto padrão de sempre e tive uma  grande decepção com a Cathay Pacific, que me ofereceu um serviço muito aquém das 5 estrelas que possui no Skytrax.

Voei de A380, uma avião que acabou me impressionando mais no solo que no ar e que nas mãos de cias aéreas competentes e em aeroportos de alto nível oferece uma experiência de embarque e desenbarque que em nada se diferencia dos procedimentos de aeronaves que voam com metade dos passageiros transportados pelo A380. Todas essas experiências serão alvos de algumas matérias a serem publicadas nos próximos meses.

Enfim, estamos de volta, já sonhando em retornar a Ásia, minha parte preferida do globo. O Aquela Passagem deve retornar ao ritmo normal nos próximos dias. Obrigado pelas visitas apesar da calmaria que tomou esse espaço!

Tags:

Category: Aeroportos

Comentários (39)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Tenho a mesma sensação que você descreve a respeito do Brasil quando viajo, é um misto de vergonha e de decepção. Também amo a Asia e fui até a Tailandia mais ou menos um ano atrás. O aeroporto de Bangkok é outro que impressiona, digo, não é uma Singapura ou Hong Kong mas fica claro que eles estão se preparando para o turismo, não é a toa que tanto Bangkok quanto as cidades praianas estavam cheias e segundo eles, ainda se recuperando do Tsunami de 2004. Além de tudo a Tailandia deve ser um dos destinos mais baratos do globo em relação ao custo benefício. Enfim, um país pobre se comparado ao Brasi mas que se organiza e de certa forma faz o turismo acontecer, gera confiança para os viajantes.
    Moro na Itália e cada vez que dou dicas para um amigo que vai ao Brasil tenho que explicar como fugir dos inúmeros tourists traps que já iniciam nos aeroportos. Assim realmente fica difícil!

  2. Estamos no aguardo Rodrigo!

    Uma pergunta: Todos esses trechos voados foram emitidos com milhas? Se foram nos conte o processo.

    Em relação aos aeroportos a bagunça acontecerá de fato quando os eventos esportivos estiverem acontecendo e a malha doméstica terá que ser deslocada para “outros aeroportos”, penso que as autoridades tentarão maquiar a situação para os gringos não esculacharem de vez.

  3. Ernesto disse:

    Assino embaixo das suas observaçoes.

  4. Lucia disse:

    Voltei triste de Londres após ver a qualidade de vida e as facilidades que eles têm. Amo meu país,mas fico chateada quando vejo que o mínimo que deveríamos ter…não temos. É por isso que grande parte dos brasileiros prefere viajar para a Europa, pois lá compramos coisas que aqui são absurdamente caras, além das passagens serem baratas e o custo de uma viagem ser mais barato do que uma pessoa que sai do Sul do país pra tirar férias aqui no Nordeste. Fico imaginando que se o nosso país tivesse todas as qualidades que vemos em Londres, por exemplo, nós seríamos um país em que todos no mundo iriam sonhar em morar, pois temos Estados lindos e um povo altamente caloroso.

  5. Ed disse:

    Ué, mas comparar a infra-estrutura do Brasil com Inglaterra e Alemanha é estranho demais — claro que a deles é muito melhor, claro que não temos esse nivel, vamos ver a história e o PIB…Vai virar um muro de lamentações. Acharia muito mais legal se tivesse um outro país como o Brasil pra comparar. E de novo essa propaganda da Singapore hein.

  6. gui disse:

    Rodrigo,
    também acabo de voltar de Ásia, pela turkish. Passei por Hong Kong, China, Japão e Cingapura. Sou leitor assíduo do seu blog e assino embaixo. Ainda estamos anos luz deles. Adiciono que em HK o check in pode ser feito na estação central de metro, horas antes do vôo. No meu caso, poderia ser feito 10 horas antes! Dá para fazer o check out do hotel, rumar para a estação, fazer o check in e curtir a cidade sem malas e com o cartão de embarque.
    Quanto a Cingapura, amei tudo, a diversidade cultural, comida, compras etc etc Changi é tudo.
    Ed, desculpe-me, mas não acho que seja propaganda da Singapore não. A cia é de fato maravilhosa e impressiona. Voei de A380 de Tokyo a SIN e do check in ao desembarque foi muito além das nossas cias. Cheguei esbaforido no balcão de check in e a atendente me ofereceu água. Quando vi minha mochila já estava na balança, foi colocada pelo auxiliar de check in, um senhor na faixa dos 60 anos…Serviço de bordo? A aeromoça me pediu desculpas por eu ter esperado ela ter servido antes os demais passageiros…Recusei o vinho pois não estava me sentindo bem, ela deu uma insistida e disse “tenho certeza que o jantar ficará mais harmonizado com o vinho”. Expliquei que não estava bem e o cuidado deles foi incrível, sempre passavam para ver se estava tudo ok, se precisava de algo…até a bagagem de mão retiraram, me acompanharam a porta do avião e lá me entregaram a bagagem….Alguém já viu isso nas ocidentais, tipo TAM, Ibéria, AA….?

  7. Por isso mesmo Ed. O Brasil será até 2050 a quarta maior economia mundial e tem condições de investir e concretizar uma melhor infra-estrutura. Só que até hoje pouco se viu! A demanda existe e nós merecemos aeroportos melhores.

  8. Não é propaganda. É constatação!

  9. Pedro disse:

    Pensamento medíocre esse… Justamente pela economia que temos era pra estar muito melhor… Somos já os TOP 8 mundial tem um tempo… O problema é a ineficiência e a corrupção.

  10. Rodrigo disse:

    Ed vc realmente é o retrato do povo brasileiro. Compare o Brasil e Singapura a 20 anos atrás e veja no que Singapura se tornou em infraestrutura e veja no que nós nos tornamos.

    Sou a favor que pra falar merda é melhor ficar calado.

  11. Lucia disse:

    Confesso que a Ásia nunca me atraiu…mas de tanto vcs falarem de lá e da Singapore já dá vontade de ir…

  12. Wagner disse:

    O que mais me irrito é com esse custo Brasil; cheio de burocracia e corrupção.Se roubassem metade do que roubam hoje com certeza seríamos já um país decente; respeitando os cidadãos de carteira assinada com imposto retido na fonte….
    Não importa se 4ª ou 8ª economia do mundo. O que importa é um estado cumpridor de suas obrigações. Saúde, educação ,infraestrutura e segurança.
    É uma pena….

  13. José Oliveira disse:

    Estou finalizando minha viagem pela China, HK, Tailândia e Istambul. Tive a oportunidade de viajar pela Turkish, Thai, Air Asia e Asiana. Também, viajei pelo novo trem-bala chinês. Fiquei maravilhado com os aeroportos de Bangkok, Incheon e HK. Pude ver o quanto nosso país precisa melhorar em infra-estrutura aeroportuária, inclusive fornecer opçoes de transporte até a cidade, além do táxi, como acontece em GRU e BSB, onde a bandeira é sempre 2.

  14. Sylvia Lemos disse:

    Mais uma vez Rodrigo , concordo com tuas observações e ponderações.
    Mas não adianta , depois que a gente tem um contato com o Sudeste da Asia , só pensa em retornar.É sem dúvida o destino mais atraente que conheço.

  15. Luciano disse:

    Ed,
    se as comparações fossem com México e Tailândia, a maioria das colocações do Rodrigo continuariam válidas. Todos locais que fui nestes países eu voltaria, infelizmente não posso dizer o mesmo para a maioria dos lugares no Brasil que fui como turista. Como já foi dito antes, também admiro as belezas, o povo e aspectos culturais do meu país.

  16. Cinthia Rangel disse:

    Concordo qdo dizem que viajar pelo Brasil é um absurdo!
    Moro no RS e fui dar uma olhadinha em uns aptos para alugar na Semana Santa, em Gramado, em 2012.
    Fiquei apavorada que estão cobrando R$ 600,00 em uma diária de um apto de quarto e sala. Quatro dias dariam R$ 2400,00,sendo que por 645 euros eu, meu marido, nossa filha e minha sogra alugamos um apto, também de quarto e sala, em plena Ile Saint Louis, na alta estação, em Paris, por 05 noites! É mole ou quer mais?
    Na boa, já faz tempo que não viajo pelo BR, só vou visitar a família no RJ e embora para a Europa passar férias! rsrs
    Ab,
    Cinthia.

  17. Ovidio disse:

    Prezados,

    Concordo totalmente com a opinião expressa no artigo. Neste ano pude experimentar diversos aeroportos do Brasil (Curitiba, Brasília, Galeão e Guarulhos) e alguns no exterior (Miami, Paris CDG e Orly, Napolis e Frankfurt).
    Realmente, tem que ter algum problema nos aeroportos em si e nas empresas que funcionam dentro deles.
    No Rio e em Guarulhos, os restaurantes são PÉSSIMOS e MUITO CAROS. Não dá pra fazer um lanche antes da viagem. O melhor é levar comida de casa (uma farofada).
    Vá ver como é em Frankfurt ou no aeroporto Orly (Paris). Tem diversidade e qualidade aceitável, com preço NORMAL.
    Outra coisa são os aeroportos em si. O de Frankfurt é tudo de confortável. Chegamos cedo, deixamos o carro na locadora e facilmente passamos ao terminal. Dentro do terminal, o aspecto geral é limpo e organizado. E as tarifas, porque são menores no exterior se os serviços são melhores?
    Já de volta, no Galeão, ficamos esperando nada menos do que UMA HORA E MEIA pelas bagagens. E o avião estacionou bem perto da sala de desembarque. Por quê? Disseram, reservadamente, que estava sendo utilizado um equipamento de raio-x nas bagagens. Ou seja, total descaso com os passageiros por parte das autoridades. E aqueles que perderam a conexão por causa disso?

  18. Gustavo disse:

    Rodrigo,
    Estou viciado no seu site. Tanto é que me empolguei para ir à Cingapura no carnaval… Mas vou pela turkish airlines de executiva, porque o preço estava melhor que a singapore… vc ja ouviu alguma recomendacao boa sobre essa cia aerea? eu nunca tinha ouvido falar ate comprar kkk
    Obrigado

  19. Leandro disse:

    Pegando carona nas declarações da Cinthia, acabei de vir do Caribe, onde passei 10 agradáveis dias.

    Um hotel de 4*, com todo o serviço de praia, piscina, cadeiras, etc. e de frente pro mar, me custou 100 Obamas a diária. No Guarujá, aqui em SP, um “apertamento” de um quarto e um banheiro (sem facilidades e no mínimo a um quarteirão da praia) custa R$ 300,00.

    A pergunta é: porque tudo é tão caro no Brasil?

    Quem sabe algum dia me respondem, mas se for só o tal custo Brasil ele é uns 50% do valor que os outros cobram por aí… 50% em corrupção é muita coisa, hein?

    Abs.

    Leandro

  20. Rodrigo disse:

    Gustavo não sou o Rodrigo dono do site, quando ele posta ele escreve Rodrigo Purisch.

    Quanto a Turkish nunca voei mas já ouvi falar muito bem, vai tranquilo que é uma grande empresa.

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.