Smiles: Agora Te Dá a Chance de Pagar Cerca de 500 USD + 40 Mil Milhas Para ir a Miami!

23 de maio de 2012 | Por | 49 Comentários More

Parece que a estratégia dos vôos exclusivos para Miami para os clientes Smiles ao custo de 80 mil milhas Smiles não seduziu muito os associados Smiles. Será que eles não se sentiram privilegiados com a oportunidade? Agora o Smiles te dá uma nova “oportunidade” de torrar milhas e inteirar a passagem com um bom montante em dinheiro.

Tendo em mente que um dólar custa cerca de 2 reais (já passou um pouco disso), para emitir uma passagem de ida e volta, você pode optar por:

a) Torrar 40 mil milhas e pagar mais 500 USD

b) Torrar 32 mil milhas e pagar mais 600 USD

c) Torrar 20 mil milhas e pagar 750 USD

Mas não são em todos os vôos que existem essas opções todas.

E não é só isso, você ainda tem direito a somente uma peça de bagagem despachada de no máximo 23 kg (a maior parte da concorrência permite duas de 32 kg), de voar em um B737 e fazer uma escala em Manaus na ida e em Caracas na volta (sem direito a fazer stopover). Mas ainda não acabou, você vai poder chegar no início da madrugada em Miami (já vai pagando uma diária de hotel para descansar do vôo diurno). Tudo isso em um ambiente de vôo charter, que não precisa seguir as regras de compensação por atrasos e cancelamentos impostas aos vôos regulares.

Eu sei que é alta estação, mas tudo tem um limite. Só sendo irônico mesmo para levar bem uma “oferta” dessas.

A rota está começando, não dá para chegar nessas condições e achar que chegou para abafar. Enquanto a Gol inicia uma operação dessas usando essa estratégia de marketing, a concorrência amplia as frequências e algumas andam melhorando os aviões em algumas rotas.

Obrigado a todos que desde ontem vem deixando a dica dessa nova “oportunidade”na caixa de comentários !

Continuo com a mesma opinião, passa essa operação para a Webjet, coloca preços de low cost e marca mercado oferecendo algo diferente. Há mercado para isso, mesmo que eu não fosse candidato a um desses vôos. A moçada embarca com uma calça jeans e uma camisa e compra o resto lá para não ultrapassar os 23 kg permitidos…

 

Tags: , ,

Category: Envolvendo Milhas, Programas de Fidelidade Aérea, Promoção

Comentários (49)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Gustavo disse:

    A proposito, a AA esta com uma oferta, você compra milhas e ganha um bonus de 30%, ou seja, compra 31k ($851 dollares) e leva cerca de 40k, ano passado com essa quantidade fiz GRU-MCO com stoppover sem custo em JFK e MCO-GRU com outro stop em MIA. Muito melhor que GOL contra….

  2. Rodrigo Purisch disse:

    A Tam via introduzir o B777 para Miami também

  3. RABUGENTO disse:

    Pelo visto eles não querem que dê certo…

  4. Obrigado por me responder, Fernando.

    Os stopovers podem demorar o tempo que quisermos, ou seja; 1, 2, 3 ou mais dias?

    Stopovers só são possíveis em passagens advindas de programas de milhagem ou uma passagem comprada também pode oferecer stopovers?

  5. lucas disse:

    Marcos

    Tanto para passagens com milhas quanto as compradas depende da companhia e da tarifa comprada.

  6. Rodrigo Purisch disse:

    Marcos,
    É isso mesmo. O stopover permite você conhecer dopis destinos usando uma única passagem e mantendo a franquia de bagagem em todo o trajeto dessa passagem.

    Exemplo, Vai de São Paulo para Paris com a American, você pode para em Miami, se a tarifa permitir stopover.

    Você pode ficar na parada intermediária até mais tempo que ficará na no destino final. Normalmente o limite é o tempo máximo de permanência permitido na passagem.

    Sempre que posso, uso o stopover nem que seja para conhecer uma cidade diferente ou rever uma cidade que gosto.

    São as regras das passagens compradas ou as regras de emissão de cada programa que determina se se pode fazer, se pode fazer na ida e/ou volta o stopover. Essas regras ficam junto com as regras que mostram as multas de cancelamento, alteração e validade do bilhete.

  7. Rodrigo Purisch disse:

    São 1500 reais mais 20 mil milhas para uma ida e volta. Só com 1500 reais dá para comprar passagem para a Europa em uma promoção dessas para voar em avião maior e com serviço de bordo decente.. Essa é a crítica.

  8. Rodrigo Purisch disse:

    Leia o post com atençãoe entenderá que os valores foram convertido para dólares, moeda que utilizamos no Aquela Passagem para se referir a passagens internacionais para fins de comparação.

  9. Rodrigo Purisch disse:

    O cálculo no site é para um trecho. Aqui no post falamos em ida e volta, ou seja 2x esse valor citado por você. Com um dólar anda valendo 2x o real..
    A conversão para dólares é para comprar com as tarifas internacionais de outras cias aéreas, que aqui no Aquela Passagem cotamos em dólar para manter uma referência

  10. RABUGENTO disse:

    Os caras estão sonhando com esse preço e agora estão oferecendo Buenos Aires por menos de R$ 200,00 ida e volta agora em junho….

    Caso queiram lotar esses voos teste, terão que abrir a mão.

  11. Romulo Guerra disse:

    Rodrigo, estive na TAM aqui em MCO e um “graduado” me confirmou que em dezembro começa GIG X MCO no stop com A330. Boa notícia para os cariocas que moram nas duas pernas e não precisam mais passar por 03 horas de espera em GRU!

  12. Romulo Guerra disse:

    Agente faz o pedido do stopover na compra do bilhete no site com a opção multiplos destinos ou tem que fazer no balcão da cia?
    Tem algum link com mais detalhes aqui no AP?
    Abcs ao amigo RP.

  13. Rodrigo Purisch disse:

    Romulo,
    Depende do site da cia aérea. Em algumas a opção é usar o multiplos destinos. Em algumas poucas, elas tem um campo especifico perguntando se você quer um stopover.

    Quando a passagem é mais complexa ou o site não parece aceitar, eu uso um agente de confiança para estruturar a passagem.

  14. Rodrigo Purisch disse:

    Muito bom mesmo. Andam com uma promoção na Executiva para lá.

  15. Romulo Guerra disse:

    Sera que a azul veio fazer propaganda gratis Aqui? Rs. Brincadeirinha

  16. Marcelo Q. disse:

    A American airlines já iniciou operações com aviões novos na rota gru/dfw e Gru/jfk, executiva e primeira classe muito boas, o mesmo feito pela no Gru/ord.

    A Delta também reformulou boa parte da frota e voa seus 767 em configuração “espinha” na executiva, deixando todos os assentos com acesso direto ao corredor.

    Se testar esse novo Vôo da Gol, pode nos passar suas impressões!

  17. Ed disse:

    Isso não parece ação comercial de uma empresa séria e competente, que entende do ramo em que atua e que entende o que seus clientes desejam. Parece coisa de amador, chega a ser desrespeitoso.

  18. Não acredito que seja bem assim. A Gol é esperta no mau sentido. Eles sabem que o brasileiro médio não entende de programas de milhagem. A quantidade de milhagens que são perdidas e/ ou expiram no Brasil anualmente, segundo o Banco Central, dá para fazer mais de cinco milhões de viagens entre o Brasil e qualquer destino da América do Sul ( http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2012/05/brasileiros-nao-usam-milhas-e-perdem-chance-de-viajar-de-graca.html )! As pessoas são inexperientes e não comparam os preços das passagens com aquelas conseguidas com pontos. Muitos acham que qualquer coisa com pontos é vantagem. Quem não tem conhecimento, não tem poder.

  19. Roberto disse:

    Marcos, concordo com você. Mas, nesse caso, não funcionou bem já que eles tiveram que “mudar” a promoção. Não deve ter decolado.

  20. RABUGENTO disse:

    Essa “milhagem” é perdida nos cartões de crédito.

    Já percebi que, principalmente o pessoal de renda menor, não sabe o que fazer com os ponto que aparecem no extrato do cartão de crédito.

    A validade desses pontos também é curta e, mesmo aqueles que sabem um pouco sobre o sistema, não conseguem acumular o suficiente para fazer a transferência que muitas vezes tem um mínimo de 10 mil pontos.

    Com quantidade menor de pontos podem até trocar por algum outro produto mas não sabem ou não se interessam em saber.

    Noutro dia vi o extrato do cartão da faxineira e percebi que dava para trocar por algum prêmio. Informei-a e ele me perguntou: Para que? ……. Calei-me. 🙁

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.