TAM: Política de (Não) Upgrade Usando Pontos no Fidelidade Tam

8 de fevereiro de 2010 | Por | 42 Comentários More

Uma das possibilidades de resgate de milhas/pontos  acumulados em um programa de fidelidade aérea é uso dos mesmos para fazer um upgrade de classe (Econômica para Executiva e Executiva para Primeira Classe). Essa opção de resgate é usada por um número muito maior de associados do que muitos imaginam.

A maioria das cias aéreas solicita que se compre uma tarifa intermediária para ter o direito de usar milhas para fazer o upgrade de classe, o que quer dizer que aquelas tarifas super promocionais normalmente não permitem upgrade. Dessa forma, antes de começar a sonhar com um upgrade, cote primeiro uma tarifa dentro das classes de reserva mínima exigidas para o Upgrade.

Mas no caso do Fidelidade Tam, essa opção existe, mas parece ser feita para não ser utilizada. As tarifas nas classes Q ou H que a Tam tem como pré-requisitos para que se possa fazer um upgrade são quase tão caras como um tarifa Y, ou cheia, e podem ser levemente inferiores a uma tarifa promocional na Executiva. Dessa forma, pagando um pouco mais voa-se de executiva usando uma tarifa com regras menos rígidas e ainda se acumula pontos ao invés de gastar um número alto de milhas… Melhor então é emitir uma passagem na Executiva do que usar milhas para upgrade para a Executiva no Fidelidade Tam.

Um leitor do blog, o sr Ranzinza,  ficou tão indignado com a situação que acabou fazendo um post sobre isso no blog dele.  É de ficar indignado mesmo…

Vamos ver como vai ficar essa política depois da entrada na Star Alliance, já que os prêmios Upgrade são uma das modalidade focadas pela aliança nas suas estratégias de marketing.

Tags: ,

Category: Programas de Fidelidade Aérea

Comentários (42)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. RIcardo disse:

    Será que não estamos apenas enxergando a metada vazia do copo?
    Há momentos e características da compra e/ou viagem que vale a pena fazer tal Upgrade com pontos, outros momentos a tarifa promocional executiva é mais atraente. Em resumo, o Upgrade com pontos é mais uma opção que a TAM dispõe, e muito atrativa para diversos casos; mas há muitas e inúmeras opções para as quais são mais atraentes as tarifas promocionais. O cliente tem as opções disponíveis.
    Abs,
    Ricardo

  2. Rodrigo Purisch disse:

    Ricardo,
    Infelizmente as reclamações se justificam pela comparação deste programa com outros. Exitem outros tão restritivos como o Fidelidade, mas muitos menos restritivos.

    Na hora de escolher qual programa se afiliar é importante conhecer que tipo de prêmio você deseja usufruir. O que tentamos é alertar que tem interesse nesse tipo de prêmio das limitações do mesmo no Fidelidade Tam.

    O Fidelidade também tem suas virtudes, mas a política upgrade não é uma delas…

  3. vantuil disse:

    ola , Rodrigo sou eu de novo, para emitir um bilhete na star alliance com quanto tempo antes da vijem pode ser feito????? 3meses 6 meses ou 10meses….. grato vantuil

  4. Italo disse:

    Realmente essa regra de upgrade é bem difícil na TAM, tentei uma vez e me pediram 4000 reais de diferença para Nova York mais os pontos, isso apenas para a ida, achei ridículo, a funcionária até riu quando viu o preço e me disse que na TAM ou se emite o bilhete executiva apenas com pontos ou se paga inteiramente por ele porque de outra forma não vale a pena.
    Deixo a seguinte pergunta, será que qdo a TAM entrar no Star Alliance, previsto para abril, poderemos usar esses pontos para emitir bilhetes em qualquer companhia da rede? Seja em tarifa econômica ou executiva? Alguém tem essa informação?

  5. Vanessa disse:

    Pessoal,

    vocês estão reclamando do programa da TAM? O que dizer da GOL, então? Acabei de emitir um trecho para Bogotá e qual não foi a minha surpresa na hora de pagar as taxa? R$ 399,00 !!!! Quase o mesmo preço de pagar pela passagem toda (R$ 572,00). Sabe por que? Porque a GOL/SMILES cobrou uma taxa de R$295 de combustível!!! E o pior: você só descobre isso depois que já debitaram suas milhas. Agora para cancelar esse vôo e ter minhas milhas de volta, tenho que pagar R$ 50,00 !!!! Se isso não é extorsão, eu não sei o que é!

  6. Rodrigo Purisch disse:

    Vanessa,
    Por isso que temos chamado a atenção para essas taxas extras e o cuidado de avaliá-las antes de emitir uma passagem.

  7. Fernando Rosa disse:

    Taxa de combustível?!?! Que absurdo!! Rodrigo, acho que vale a pena um post a parte sobre isso. Em que situações são cobradas essas taxas? Quais tipos de vôos? Até hoje nunca paguei taxa extra algo para emitir passagens prêmio utilizando milhas e fiquei bem surpreso com isso… A cobrança dessas taxas está documentada em algum lugar nos sites dos programas de vantagem?

  8. Alexandre disse:

    Pessoal essa taxa também é paga quando você compra com cartão de crédito. Pelo menos isso aconteceu quando comprei para Buenos Aires pela Gol e para Nova york pela Tam!

  9. Gustavo disse:

    Concordo que esse programa Fidelidade da TAM é ridículo. Acredito que uma parte significativa da receita das empresas é gerada pelos usuários frequentes e eles continuam dando esse tratamento que educadamente vou chamar de ordinário. Não tem benefício NENHUM.
    Há alguns anos tentei voar para os EUA com minha família e com 400.000 pontos disponíveis não consegui assentos nem na classe economica nem na executiva. Depois de 10 meses de espera consegui confirmar assentos num voo da AA, com 2 conexões. Vale salientar ainda que clientes fidelidade vermelho não tem direito de utilizar as salas VIP nos voos internacionais. Por estas e outras razões já aboli a TAM das minhas alternativas de voos internacionais, escolhendo AA para EUA, Mexico e Norte da America Latina (mesmo tendo que fazer conexão em Miami) e LAN para os demais países. É uma empresa que pensa pequeno e que com certeza vai sentir um baque na hora que surgir uma outra empresa que preste um serviço digno. E não é preciso fazer muito, pois basta fazer o que a TAM fazia nos velhos tempos para conquistar os clientes.
    Não conheço o programa de fidelidade da Continental, mas me falaram que os voos são muito bons. O meu problema neste caso é que estou “fidelizado” na AA, pela quantidade de milhas já acumuladas e pelos benefícios que um cliente Platinum possui nas viagens. Para quem não conhece, alguns benefícios são: prioridade (de verdade) no check-in, embarque e bagagem. Acesso às salas Admiral e possibilidade de upgrades com os chamados stickers e com as milhas. No caso de passageiros Platinum e Executive Platinum existe uma prioridade (também real pois há um mostrador indicando sua posição na lista) na obtenção de vagas nos voos e na obtenção de upgrades. Ao conquistar 1 milhão de milhas você ganha o cartão Platinum vitalício como reconhecimento e com 2 milhões de milhas você ganha o Executive Platinum vitalício. Na TAM o máximo que você ganha é… não sei nem o que dizer.
    O Citi e a AA tem feito também uma promoção 1 ou 2 vezes por ano em que se consegue ira e volta para os EUA com somente 30.000 milhas. Ano passado teve uma promoção em que se ganhava milhas em dobro. Como fui para San Francisco, ganhei 30.000 milhas em uma só viagem.
    Nem o parte do Fale com o Presidente funciona no site da TAM. Também quero aderir ao EU ODEIO A TAM !

  10. Rodrigo Purisch disse:

    Gustavo,
    O Fidelidade não é o melhor nem o pior dos programas de fidelidade. Como seu perfil é para voar ao exterior, o Fidelidade atual tem tudo para não cobrir suas expectativas. Eu sou Smiles Gold e ainda sinto falta da Star Alliance. Quem sabe as coisas não melhoram no futuro. Mas hoje em dia, se meu foco fosse o exterior, realmente avaliaria outras opções.

  11. Gustavo disse:

    Rodrigo,

    eu viajo bastante para o exterior sim, mas a maior parte de minhas viagens é no Brasil. Eu pego a ponte aérea praticamente todas as semanas (com excessão das semanas em que estou no exterior) e em algumas semanas chego a fazer 6 embarques (3 cidades diferentes). Dentro desse contexto é fácil imaginar que eu passo uma boa parte do meu tempo dentro de um aeroporto. Pode ser que para os “voadores eventuais” não faça tanta diferença, mas para mim realmente faria diferença os seguintes pontos:

    – Check-in garantido e prioritário : Se eu pudesse fazer o check-in pelo telefone como era na época do Smiles Diamante seria ótimo. Isso significa perder menos tempo no aeroporto e menos preocupações em não conseguir voar. O check-in via internet da TAM é uma enganação. Você tem que estar no aeroporto com o mesmo tempo de antecedencia que o check-in normal, caso contrário você tem que ir ao balcão e enfrentar a fila gigantesca do fidelidade vermelho. Considerando que eu faça ao menos 60 voos nacionais (120 embarques para ida e volta), se eu pudesse chegar com 20min de antecedencia (ao invés de 40min) eu ganharia 120 x 20 = 2400min = 40h! A TAM tem uma politica unilateral no tratamento dos clientes: se não chegamos no período estipulado por ela perdemos o voo e temos que pagar multa, mas quando ela cancela os voos, por baixa ocupação, ou atrasa (sendo que em muitos casos o problema é com a tripulação) fica por isso mesmo.

    – Embarque prioritário : quem viaja sempre sabe: se não entrar logo, não consegue botar uma simples mochila no bagageiro em cima do seu assento. Isto porque a TAM permite o embarque até de malas gigantes que os passageiros lá de trás insistem em colocar nos bagageiros da frente. Se o embarque prioritário realmente existisse, seria muito mais confortável dentro do que eu chamo uma rotina. Isso sem contar aqueles que acham que existe um cartão mais vermelho que os outros, pois em alguns voos metade dos passageiros tem cartão vermelho, e mesmo que existe uma tentativa de fila, alguns se acham no direito de furar a fila.

    – Acesso à sala VIP seria muito bom nos voos internacionais mas, como já havia mencionado, resolvi o problema de outra forma.

    – Prioridade na remarcação de voos. Pelo primeiro motivo mencionado, não é difícil perder um voo. A lista de espera da ponte aérea é realmente uma coisa inacreditável em alguns dias…

    Particularmente acho que depois da morte do Comandante Rolim, os ideais que fizeram a companhia decolar foram totalmente esquecidos. Ele deve estar se revirando no caixão ao ver que o que ele criou não existe mais. Tudo o que vemos são funcionários extremamente mal preparados atendendo o público. Quando se compra uma passagem no balcão, a TAM não dá uma Nota Fiscal, mas sim um recibo por prestação de serviço. Acho que eles se esqueceram de que quem presta serviço deve estar predisposto à servir ao seu cliente.

  12. andre disse:

    Desde o final do ano passado, todas as vezes em que adquiro bilhetes, por qualquer meio, para destinos internacionais pela TAM, a taxa de combustível é cobrada. Comprei cinco bilhetes para miami e bilhetei pelo resgate de pontos dois para frankfut e outros dois para buenos aires, em todos os casos a taxa de combustivel foi cobrada. O pior é que o valor dessas taxas não obedece a critérios objetivos claros, pois adquiri um dos bilhetes para frankfurt separado do bilhete de minha esposa no mesmo voo e o valor cobrado dela a título taxas foi consideravelmente mais alto que o meu.
    Talvez essa taxa obscura seja um meio de compensação financeira pela abolição da tabela de valores mínimos por parte da ANAC.

  13. Ricardo disse:

    O programa da TAM para o exterior é uma piada, estamos há dias tentando emitir passagens com milhas (temos 160.000) para daqui a 6 meses e não conseguimos, cada atendente dá uma informação diferente, é simplesmente uma enganação, eles falam “acumule milhas” só que não falam que você NÃO vai conseguir usá-las, e ficam rindo da nossa cara. esta empresa é uma vergonha, também não treina os pilotos adequadamente e dá no que deu em Congonhas, a administração é feita por amadores, haja vista que não conseguem um presidente que fique porque a filhinha do falecido Rolim não gostou da cor do terno dele.

  14. diana disse:

    quero saber se tenho pontos fidelidades pois fis uma viajem para outro pais recente.

  15. Rodrigo Purisch disse:

    Você já se inscreveu no Fidelidade Tam? Você forneceu seu número no momento do check in? SE a resosta for sim a todas as perguntas, entre em contato com o Fidelidade para ter acesso as senhas para o uso no site.

  16. alejandro disse:

    é claro que o HSBC vai dividir por 2 a pontuação em milhas no caso de pagamentos de contas! pois veja bem! qdo vc compra com o cartão de credito hsbc,o banco embolsa de3,5% a 3,8% do valor gasto! o que nao acontece no caso de pagamentos de contas! ou seja como ele vai dar milhas se nao esta ganhando nada com isso!?

  17. osni disse:

    queria saber se voces podem me informar se classe i e executiva com pontos para europa

  18. Patricia disse:

    A situação continua a mesma. Fiz uma pesquisa no site da TAM hoje, 18/06/2011, e para comprar uma passagem passível de upgrade para NY (R$ 5.500 ida e volta) você gasta ptraticamente o mesmo valor do que comprar direto a passagem na classe executiva (R$ 5.240 ida e volta.

    É só optar por usar milhas quando escolher o itinerário e agora o site diz quantas milhas são necessárias; já pra saber a categora necessária para fazer upgrade, é só ir passando o mouse em cima das classes (PLUS, CLASSIC, etc) e aparece um resumo das caracerísticas da passagem, inclusive a possibilidade ou não de upgrade.

  19. Paulo Beccon disse:

    Oi Rodrigo, preciso de teus conhecimentos. Acabo de trocar uma passagem prêmio TAM LHR-POA na executiva. Me cobraram R$857 em taxas, sendo que só de combustível me cobraram R$ 267,00. O mesmo trecho, se voado no Brasil seria menos R$ 100 em taxas como podes verificar no site da TAM.Ao falar coma central fidelidade fui infomado que a TAM é uma empresa nortamizada pelo Brasil e que cobra a taxa pq as outras empresas cobram. Mas se a TAM é nortmatizada pelas leis do Brasil, não seria ilegal essa cobrança de combustível?

    Obrigado,

  20. Rodrigo Purisch disse:

    Paulo,

    A cobrança da taxa de combustível é proibida em passagens originadas no Brasil, é que diz a lei. Passagens originadas no exterior podem cobrar esse adicional.

    Essa hoje a grande vantagem que temos em relação aos demais associados do resto do mundo. Emitindo uma ida partindo do Brasil ou uma ida e volta partindo do Brasil não há taxa de combustível. Fazendo o contrário existe.

Deixe um comentário

Os comentários publicados aqui são de exclusiva e integral responsabilidade de seus autores. Comentários que julgarmos conter termos chulos, que não respeitem a opinião dos demais, que tratem de problemas comerciais individuais com terceiros, que promovam o comércio de milhas, que tragam termos preconceituosos, que sejam identificados como textos publicitários ou que visem apenas denegrir a imagem de terceiros serão moderados e/ou excluídos. Comentários sem identificação clara de seu autor (nome e/ou email válido) também poderão ser excluídos.